Greve dos Petroleiros: refinarias são alvo de ação de militares

Greve dos Petroleiros: refinarias são alvo de ação de militares

Intervenção militar na greve dos petroleiros!

Em uma ação de violação do direito de greve dos trabalhadores, militares do exército ocuparam, com ajuda de Policiais Militares, a Refinaria Henrique Lage (REVAP), localizada em São José dos Campos, Vale do Paraíba (SP) nesta manhã de quarta-feira (30). Veja as fotos ao final da matéria.

A greve de advertência de 72 horas iniciada pelos petroleiros hoje tem como objetivo a defesa da Petrobras, a mudança da política de preços dos combustíveis (diesel, gasolina e gás de cozinha) e a retirada de Pedro Parente da presidência da empresa. A categoria denuncia a subutilização das refinarias da Petrobras, que estão operando com apenas 70% da capacidade. Essa é uma das manobras para criar as condições para a privatização.

Quatro delas já foram indicadas para a venda em anúncio do presidente da empresa.

No Vale do Paraíba, na REVAP, o exército retirou os bloqueios na Rodovia Presidente Dutra, e opera para desmobilizar a greve por meio do desvio dos ônibus que transportam os funcionários, a fim de impedir o contato dos trabalhadores que iniciam o seu turno com aqueles que estão paralisados e realizam um piquete desde a madrugada de hoje.

Os militares se encontram no interior da empresa, em uma ação que pode ser definida como coação ao direito de greve, um verdadeiro crime contra as garantias da Constituição Federal.


Saiba mais

Na refinaria de Cubatão, desde a madrugada, trabalhadores mobilizados
→ Na refinaria de Paulínia (SP), trabalhadores dialogam sobre a defesa da Petrobras
→ Na Baixada Santista, Intersindical e Povo Sem Medo reforçam paralisação contra o aumento dos combustíveis e do gás
→ Petroleiros do Litoral Paulista aprovam greve!
→ Quarta, 30 de maio é Dia Nacional de Luta
→ Nota de apoio da Intersindical à greve dos Petroleiros
→ Petroleiros entram em greve em defesa da Petrobras
→ Nota Técnica: A escalada do preço dos combustíveis e as recentes escolhas da política do setor de petróleo
→ Laura Carvalho: 10 problemas evidenciados pela greve dos caminhoneiros
→ Temer anuncia uso das Forças Armadas contra a greve dos caminhoneiros
→ Greve dos caminhoneiros: o acordo do Governo e patrão não é solução
→ Nota de apoio à greve dos caminhoneiros


AGU pede intervenção militar

A ação dos militares foi requerida pela presidência da empresa e pela Advocacia-Geral da União (AGU) que apresentou petição ao Tribunal Superior do Trabalho (TST) sob alegação que a greve teria caráter abusivo e político. A Ministra do TST, Maria de Assis Calsing concedeu a liminar no dia de ontem (29) e determinou multa de R$ 500 mil por dia de paralisação.

A decisão da Ministra do TST é arbitrária, desrespeita do direito de greve garantido na Constituição e coloca em risco milhares de trabalhadores que hoje paralisam suas atividades em defesa da Petrobras em todo o País.

A Intersindical repudia o papel que o Exército tem desempenhado na paralisação do dia de hoje, pois as Forças Armadas tem o dever de defender a soberania nacional e não servir de bate-pau dos interesses dos acionistas privados da Petrobrás. Repudiamos ainda a liminar da Ministra do TST, pois a greve de hoje não é abusiva, é legalmente legítima, e tem como principal objetivo defender a Petrobras pública, ameaçada de privatização, que se realizada irá causar aumento dos preços dos combustíveis, desemprego e dependência energética do país.

Os petroleiros estão mobilizados em todo o país para defender que cada brasileira e brasileiro tenham acesso a um combustível nacional (gás de cozinha, gasolina e diesel) em um preço justo. Só não apoia a greve quem é contra a soberania energética brasileira e só defende os interesses dos ricos acionistas, principalmente estrangeiros.

Veja as fotos da intervenção militar no Vale do Paraíba nesta manhã:

Greve dos Petroleiros: refinarias são alvo de ação de militares

Greve dos Petroleiros: pela redução do preço do combustível e do gás!

Júlio César, trabalhador petroleiro, militante da Intersindical e Diretor do Sindipetro São José dos Campos e da Federação Nacional dos Petroleiros, explica o motivo da greve, a necessidade de diálogo com os trabalhadores caminhoneiros e por que o que está acontecendo tem a ver com você!


CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

Facebook Intersindical

Instagram Intersindical

YouTube Intersindical

Postagens Relacionadas

One Comment;

  1. Julo E.Paiva said:

    TST virou um instrumento de “coação do governo temer e agente político do setor financeiro internacional ” seu ministro Yvis Grande Martins já deu demonstrações que o TST está do lado oposto ao dos trabalhadores brasileiros .Este “ministro em todas as vezes que a mídia lhe abre espaço,ele demonstra ser o maior defensor da privatização ” e contra as organizações sindicais que recorrem aoseu tribunal” Sabemos que este tribunal já deu demonstrações que estão fechados com a perda dos direitos trabalhistas no Brasil , ao defender os ataques aos direitos constitucionais contra a CLT (130) itens suprimidos dos trabalhadores brasileiros…A ocupação das forças de Seguranças:exercito ,e militares estaduais é mais uma estratégia de ocupação e ameaças a integridade física dos que fazem oposição á entrega dos setores estratégicos da PETROBRAS ao capital internacional…Ou seja este governo golpista e sua bancada no CONGRESSO NACIONAL incluindo
    Setores do JUDICIÁRIO estão a trabalho da entrega da SOBERANIA NACIONAL aos países imperialista:Determinação pessoal de Donald Trump
    Agora aprofundado em seu governo preconceituoso contra os países latino americano .
    A carta magna do Brasil está sendo manchada pelo governo Marionet de Michel Temer e sua quadrilha que está depenando o patrimônio científico e tecnológico e financeiro do país.
    Os companheiros da PETROBRAS e suas representatividade sindical : Não irão recuar e ficar intimidados com as “forças armadas ” lhe apontando um fuzil na cabeça para que desenvolvam suas atividades profissionais para bancar os traidores do estado brasileiro…Nao há sentido nestas ocupações por soldados que só sabem apertar o gatilho de duas armas neste setor petrolífero e de avançada tecnologia estratégica que colocou o Brasil no grupo de países independentes nas áreas energéticas no grupo de primeiro mundo.
    Poblema é que os três poderes estão na sua maioria ; espelando-se nos países desenvolvidos dizendo o seguinte: “Nos países da Europa e EUA , Canadá funcionam festa forma ” e o Brasil para atrair o capital externo tem que obedecer as regras internacional …se quiser se desenvolver .
    Nossa realidade outra.Temos um pais com as maiores riquesas natutais e tecnológica e temos um patrimônio humano que não faz inveja nas
    ares do conhecimento Científico tecnologico caso focem todos patenteadas…ja teríamos acabado com boa parte das desigualdades sociais e os capitalistas teriam que nos respeitar constitucionalmente…Eles pelo contrário “crescem os olhos neste Brasil com o objetivo de fazer uma colônia de mais de 200 milhões de trabalhadores levando-os aosubdesenvolvimento em todas as áreas do mundo civilizado!
    Acorda Brasil …A PETROBRAS é nossa …
    Vamos defender a Soberania brasileira agora …para que aproximas gerações vivam em um Brasil mais justo e solidário.

*

Top