Nota de apoio da Intersindical à greve dos Petroleiros

Nota de apoio da Intersindical à greve dos Petroleiros

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Saiba mais

→ Petroleiros entram em greve em defesa da Petrobras
→ Nota Técnica: A escalada do preço dos combustíveis e as recentes escolhas da política do setor de petróleo
→ Laura Carvalho: 10 problemas evidenciados pela greve dos caminhoneiros
→ Temer anuncia uso das Forças Armadas contra a greve dos caminhoneiros
Greve dos caminhoneiros: o acordo do Governo e patrão não é solução
→ Nota de apoio à greve dos caminhoneiros


A Intersindical Central da Classe Trabalhadora vem manisfestar seu apoio a greve de advertência de 72 horas anunciada pelos petroleiros a partir das meia noite de quarta-feira (30/05). A central compreende que é o momento de produzir a unidade da classe trabalhadora em defesa da Petrobras, isso passa por unificar as lutas entre os trabalhadores da produção, do transporte e os consumidores de combustíveis.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Os petroleiros, mais uma vez, demonstram seu profundo compromisso com a natureza pública da Petrobras e seu valor estratégico para a soberania nacional. Não é mais possível a permanência de Pedro Parente na direção da empresa, não é mais possível permanecer com a atual política de preços que agrada os acionistas privados da Petrobras e penaliza a maioria do povo brasileiro, que dependem diretamente do diesel, gasolina, gás de cozinha e querosene para trabalhar e desempenhar suas tarefas domésticas.

A Petrobras foi criada para servir o país e seu povo e não pode estar subordinada aos interesses de uma pequena minoria empresários do petróleo. Temer, e sua política privatizante, tem levando o país a bancarrota, tem ameaçado, como nunca se viu em nosso país, ao desmantelamento completo da nossa soberania.

A soberania energética passa pelo refino do petróleo em território nacional. Não admitiremos vender para o estrangeiro petróleo bruto e importar combustível. Não aceitamos que nossas refinarias estejam operando com 70% de sua capacidade apenas para serem desmontadas e entregues ao setor privado.

Diante da situação de grave crise, a greve do petroleiros entrarão para história como a greve sem defesa da Petrobras e da soberania brasileira.

Todo apoio a greve dos petroleiros!
Fora Pedro Parente da Petrobras.
Pelo fim da atual política de preços dos combustíveis.
Em defesa da Petrobras.

São Paulo, 28 de maio de 2018
Intersindical- Central da Classe Trabalhadora


CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

Facebook Intersindical

Instagram Intersindical

YouTube Intersindical

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários