Centrais apresentam Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora ao Senado e Câmara

Centrais apresentam Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora ao Senado e Câmara

Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora será entregue aos presidentes do Senado e da Câmara

As centrais sindicais INTERSINDICAL, CUT, CTB, Força Sindical, Nova Central, UGT e CSB farão a entrega da plataforma amanhã, dia 20, ao presidente do Senado e à presidência da Câmara.

O ato contará com a participação das sete centrais signatárias do manifesto, além do DIEESE, que coordenou os debates.

Para a Intersindical é um momento de registrar a posição dos trabalhadores e trabalhadoras e registrar sua profunda objeção ao projeto que prevaleceu no Congresso Nacional, após o golpe de 2016.

A Reforma Trabalhista, Terceirização, a Emenda Constitucional 95, as privatizações e a tentativa de entregar a Previdência Social para os bancos, impôs um retrocesso de quase cem anos nas garantias e direitos dos trabalhadores.


Saiba mais:

→ Eleições 2018: votar em quem defende a classe trabalhadora e a soberania nacional
→ Centrais sindicais realizam lançamento da Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora


Como a Intersindical denunciou, a Reforma Trabalhista não objetivava a geração de novos empregos, mas sim, precarizar ainda mais o mercado de trabalho, transformando os nossos empregos em bicos.

A Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora está sendo debatida nas categorias e é parte das construções da luta que as centrais planejam chamar para o dia 10 de agosto.

Além da entrega para a presidência do Congresso Nacional, as centrais deverão apresentar a plataforma para todas as candidaturas, partidos e sociedade, afim de exigir o compromisso de todas as candidaturas em torno dessas propostas.

Para a intersindical, além de debater com as candidaturas e a sociedade, é preciso intensificar as campanhas nas bases, lavando as informações para os trabalhadores e trabalhadoras acerca dos atuais parlamentares nas medidas de retrocessos.

Quem votou, não volta!

Milhões e milhões de trabalhadores serão alertados e receberão materiais alertando para os partidos e parlamentares que votaram a favor dos retrocessos. Nossa tarefa é impedir a continuidade da cadeira desses traidores que votarão contra os direitos dos trabalhadores, contra a justiça do trabalho e na tentativa de desmontar o movimento sindical.

Baixe a Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora

Clique na imagem abaixo e faça download da plataforma na íntegra.


CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

Facebook Intersindical

Instagram Intersindical

YouTube Intersindical

Postagens Relacionadas

*

Top