10 DE AGOSTO: Basta de insegurança e violência!

Saiba mais sobre o Dia do Basta, 10 de agosto:

Basta de falta de moradia, basta de especulação imobiliária!
→ Basta de ataque à democracia!
→ Basta de miséria e fome!
Basta de juros altos!
→ Basta de aumento no gás de cozinha!
→ Basta de só encontrar bico para sobreviver!
Basta de carestia!
→ Basta de entrega das nossas riquezas!
→ Basta de desemprego!
→ 10 de agosto é Dia do Basta! Em defesa do emprego, da aposentadoria e dos direitos!


No Brasil, segundo o IPEA, são mortos anualmente mais de 60 mil pessoas em decorrência da violência. Uma maioria de 56% dos óbitos são de homens jovens (15-19 anos), sendo que um negro tem 2,5 vezes mais chance de ser morto do que um não negro.

Estes são alguns números que revelam o quadro de barbárie no qual estamos vivendo. Situação causada pela união de diferentes calamidades, Citamos algumas:

1) crise econômica e ausência de perspectivas de trabalho formal para a juventude;

2) segregação social de comunidades de periferia e ausência de estruturas públicas de saúde, lazer, educação, cultura, etc.;

3) ausência de políticas públicas e reformas estruturais que rompam com o circuito da marginalização das comunidades periféricas;

4) manutenção de uma “justiça penal” dirigida para condenar e punir os pobres;

5) permanência de uma política falida de combate às drogas, que só beneficia o crime organizado, e aprisiona e mata jovens da periferia.

Assim o Brasil se tornou o país onde a polícia mais mata e mais morre. Uma guerra na qual os vencedores não são os que prevaleceram ao final, mas aqueles que lucram enquanto ela permanecer.

A segurança pública hoje está estruturada na repressão direta e ostensiva, e não tem nenhum compromisso com a investigação e apuração dos casos.

Para se ter uma ideia, apenas 5% dos casos de homicídios são levados a julgamento no Brasil, enquanto isso há um aprisionamento em massa da juventude em decorrência de crimes relacionados ao tráfico de drogas e crimes contra o patrimônio, que representam cerca de 84% dos 726 mil dos encarcerados brasileiros.

A violência contra os debaixo e a insegurança é espetacularizada nos programas de televisão, legitimando socialmente o genocídio dos mais pobres.

A violência e a insegurança, não é outra coisa senão negócio. O tráfico de armas e drogas é fundamentalmente articulado com o sistema financeiro e diferentes negócios destinados à lavagem de dinheiro. Mas não se vê operações militares nas sedes dos bancos, apenas nas comunidades de periferia.

Temer, o presidente do golpe, foi o autor da Intervenção Militar no Rio de Janeiro, e até o momento, não apresentou nenhuma melhora no cenário da segurança no estado. Foi uma grande mentira, um espetáculo caro, brutal, midiático, que veio a calhar para os interesses monopolistas de algumas organizações criminosas, que vêm na intervenção uma forma de ocupar territórios que antes era dominados por seus rivais, após a intervenção militar, muitos morros serão uma terra de oportunidade para novos grupos (facções, milícias, etc.).

10/08 DIA DO BASTA!

O povo brasileiro tem direito à segurança pública e viver em paz.. Por isso, as centrais sindicais e os movimentos sociais preparam importantes mobilizações para o próximo dia 10 de agosto, o DIA DO BASTA! Com paralisações, assembleias nos locais de trabalho e fortes manifestações, a classe trabalhadora vai intensificar a pressão.

Por outro lado, a classe trabalhadora precisa participar ativamente da política. A eleição tem de servir para MUDAR A POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA, E COLOCAR O ESTADO PARA PROTEGER AS COMUNIDADES E NÃO TRATÁ-LAS COMO INIMIGAS.

Pelo fim da Intervenção Militar no Rio de Janeiro.

Quem matou e quem mandou matar Marielle?

Além disso, é preciso intensificar a campanha contrária aos deputados e senadores que aprovaram os retrocessos. Segurança é produto da justiça social, dos direitos e da igualdade.


CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

Postagens Relacionadas

*

Top