DESTAQUES

MANIFESTO: Dirigentes sindicais e lutadores sociais com Boulos e Sonia

MANIFESTO: Dirigentes sindicais e lutadores sociais com Boulos e Sonia

Quem votou não volta, seja para o executivo ou o legislativo. Por outro lado, chamamos as trabalhadoras e trabalhadores a votar e se engajar ativamente nas candidaturas de Boulos e Guajajara para presidência da República bem como as candidaturas de luta de nossa coligação. Vamos sem medo de lutar!

Vote (e lute!) CONTRA O AUMENTO NO GÁS DE COZINHA!

Segundo o IBGE, ao longo do ano passado, 1,2 milhão de famílias brasileiras passaram a cozinhar com lenha e carvão. Isso acontece devido à mudança na política de preços da Petrobras, que encareceu o botijão de gás em quase 20%, na média nacional.

Vote contra a DESTRUIÇÃO DO SERVIÇO PÚBLICO!

A PEC do Fim do Mundo (atual Emenda Constitucional nº 95) foi aprovada no final de 2016, logo após o golpe que colocou Michel Temer no poder. O mundo ainda não acabou, mas, nesse ritmo, as políticas públicas no Brasil estão próximas do fim. O terrível incêndio do Museu Nacional é o retrato mais simbólico dessa terra arrasada.

Resoluções

Eleições 2018: votar em quem defende a classe trabalhadora e a soberania nacional

Eleições 2018: votar em quem defende a classe trabalhadora e a soberania nacional

Nenhum voto em quem apoiou o golpe e os retrocessos! O desemprego e o subemprego atingem quase 30 milhões de pessoas. Para muitos, só restou o bico e o subemprego. Mesmo aqueles que estão no mercado formal já são atingidos pela introdução dos “contratos” precarizantes da reforma trabalhista, pela compressão salarial, pelos ataques às convenções coletivas, pela terceirização e pejotização desenfreadas, pelo esvaziamento da justiça do trabalho e pela tentativa de desmontar os sindicatos.

Notas

Nota de apoio da Intersindical à greve dos Petroleiros

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora vem manisfestar seu apoio a greve de advertência de 72 horas anunciada pelos petroleiros a partir das meia noite de quarta-feira (30/05). A central compreende que é o momento de produzir a unidade da classe trabalhadora em defesa da Petrobras, isso passa por unificar as lutas entre os trabalhadores da produção, do transporte e os consumidores de combustíveis.

Top