10 DE AGOSTO: Basta de só encontrar bico para sobreviver!

10 DE AGOSTO: Basta de só encontrar bico para sobreviver!

Saiba mais sobre o Dia do Basta, 10 de agosto:

Basta de Carestia!
→ Basta de entrega das nossas riquezas!
→ Basta de desemprego!
→ 10 de agosto é Dia do Basta! Em defesa do emprego, da aposentadoria e dos direitos!


A Reforma Trabalhista aumentou a informalidade e fez explodir a precarização

O Brasil voltou a ser um país recordista em desemprego. Para milhões de pessoas só sobrou bicos ou ocupações precárias para sobreviver. A informalidade no Brasil é antiga, mas após a aprovação da deforma trabalhista e da terceirização essa realidade piorou, e muito!

O golpe de 2016 e sua agenda de retirada de direitos trabalhistas e desmonte do Estado agravaram, como nunca, o problema. A média de pessoas a procura de emprego saltou de 6,7 milhões de pessoas, em 2014, para quase 14 milhões no primeiro trimestre de 2018.

Como a Intersindical denunciou durante a tramitação da reforma trabalhista, o texto votado não serviria para gerar novos postos de trabalho. Ao contrário, a deforma trabalhista faria migrar empregos formais e com registro em carteira, para ocupações precárias, informais, sem direitos e submetido a todo tipo de exploração.

Um ano após a votação da inconstitucional reforma trabalhista, a realidade já demonstrou que estávamos certos. Pela primeira vez, o número de pessoas ocupadas sem registro em carteira ou no trabalho “por conta” é superior ao número de postos formais. Para se ter uma ideia, 76% dos trabalhos gerados em 2017 foram de ocupações informais.

Na verdade, o objetivo dos golpistas e dos grandes empresários que financiaram o impeachment e a reforma trabalhista era exatamente legalizar a burla e as formas precárias e ilegais de contratar mão de obra. Além de destruir a justiça do trabalho e fragilizar os sindicatos, o texto votado sem debates na Câmara e no Senado no ano passado, visa reduzir o custo das empresas através da redução drástica dos salários e direitos dos trabalhadores, eliminando também, as responsabilidades trabalhistas das empresas.

É por isso que boa parte do texto da “nova” legislação trabalhista busca permitir às empresas contratar pessoas através da terceirização, da pejotização ou uberização, e dos contratos intermitente, parcial, temporário, do (falso) autônomo. Ou seja, a deforma queria mesmo é legalizar e generalizar o bico. BASTA!

10/08 DIA DO BASTA!

O povo brasileiro não pode mais conviver com a crescente precarização do trabalho. Por isso, as centrais sindicais e os movimentos sociais preparam importantes mobilizações para o próximo dia 10 de agosto, o DIA DO BASTA! Com paralisações, assembleias nos locais de trabalho e fortes manifestações, a classe trabalhadora vai intensificar a pressão. Por outro lado, a classe trabalhadora precisa participar ativamente da política. A eleição tem de servir para REVOGAR A REFORMA TRABALHISTA E A TERCEIRIZAÇÃO.

QUEM VOTOU, NÃO VOLTA!

Além disso, é preciso intensificar a campanha contrária aos deputados e senadores que aprovaram os retrocessos. Quem votou a favor da reforma trabalhista, por exemplo, nunca mais terá o voto do povo trabalhador.

Veja abaixo quem são os TRAIDORES DOS TRABALHADORES!


CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

Facebook Intersindical

Instagram Intersindical

YouTube Intersindical

Postagens Relacionadas

*

Top