fbpx

Boulos afirma seu compromisso com as pautas do movimento sindical combativo

Boulos afirma seu compromisso com as pautas do movimento sindical

A Intersindical recebeu, no último dia 08, durante a reunião da sua Direção Nacional, Guilherme Boulos, líder do MTST e pré candidato à Presidência da República, pelo PSOL. Boulos participou do debate sobre conjuntura nacional, atividade que contou com a presença de cerca de cem lideranças sindicais.

Durante sua apresentação, Boulos enfatizou a histórica aliança entre o MTST e a Intersindical, aliança fundamental para a construção da frente Povo Sem Medo (PSM). Destacou a importância estratégica da relação de unidade entre os movimentos populares e sindicais para a reconstrução da esquerda brasileira.


Leia também:

→ Eleições 2018: votar em quem defende a classe trabalhadora e a soberania nacional
→ Material de Apresentação da Intersindical + Quem são os traidores dos trabalhadores


Sobre a greve dos caminhoneiros e petroleiros neste acontecidas no final de maio e início de junho, afirmou que a pauta da mobilização ainda não foi respondida e será fator de novos protestos pelo país. Segundo Boulos, uma fez que a questão da política de preços dos combustíveis ainda não foi solucionada, mesmo com a queda de Pedro Parente da presidência da Petrobras, não há razões para acreditar em uma pacificação no tema.

Nesta oportunidade, afirmou que qualquer alternativa eleitoral com dignidade, deve defender categoricamente a necessidade de um plebiscito revogatório para todas as medidas aprovadas durante o governo Temer, com destaque para a PEC do Teto de Gastos, a Reforma Trabalhista e as privatizações realizadas desde 2016.

A Direção Nacional da Intersindical, aprovou Nota indicando o voto em candidatos que estão em oposição ao golpismo e a agenda antipopular. Nome mesmo documento, afirma que a pré candidatura de Boulos & Sônia Guajajara é a que melhor expressa a plataforma defendida pela Central.

O Secretário-Geral da Intersindical, Edson Carneiro –Índio, afirmou que “é o momento da classe trabalhadora participar ativamente da política, inclusive, nas eleições, para que o poder deixe de ser mais um patrimônio da ricos, e passe a ser um instrumento de afirmação da democracia, da soberania nacional e dos direitos da maioria da população.”

Vídeo: exposição de Guilherme Boulos e apoio de Edson Carneiro Índio e Berna Menezes:


CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

Facebook Intersindical

Instagram Intersindical

YouTube Intersindical

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top