fbpx

Nota de solidariedade ao povo equatoriano

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora se solidariza com a justa e necessária luta dos irmãos e irmãs equatorianas contra o governo neoliberal de Lenín Moreno, presidente que traiu a confiança do povo e os princípios fundantes do seu partido, a Revolucíon Ciudadana.

O “Paquetazo”, conjunto de medidas criadas pelo Fundo Monetário Internacional e aceita pelo o governo de Lenín Moreno, significa a retirada de direitos dos servidores públicos e elevação dos preços dos combustíveis, o que atingem toda a população do país.

O atual governo do Equador se curvou diante das medidas de “austeridade” impostas desde Washington, ou seja, abriu mão de governar para o povo equatoriano e agora governa para os bancos internacionais.

Seguindo mais uma vez a receita dos governos neoliberais da América Latina, Lenín Moreno ampliou a repressão estatal contra os que lutam por direitos, o que já resultou em morte e centenas de presos e feridos.

A indignação dos nossos irmãos equatorianos é legítima e suas exigências devem ser atendidas. Declaramos nossa total solidariedade, nosso profundo respeito e nosso apoio internacionalista à classe trabalhadora, aos povos indígenas e a juventude do Equador.

Viva a luta da classe trabalhadora, dos povos indígenas e juventude do Equador.

Pelo fim da repressão contra os manifestantes e libertação imediata de todos os detidos.

Abaixo ao Paquetazo!

São Paulo, 10 de outubro de 2019
Intersindical Central da Classe Trabalhadora

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top