Servidores de Marília (SP) pedem 23% de reajuste e anunciam greve na sexta

Compartilhe

Servidores municipais de Marília vão cruzar os braços na próxima sexta-feira, se o prefeito Daniel Alonso (PSDB) não atender o pedido de 23% de reajuste, aumento do vale alimentação e auxílio saúde para R$ 713, extensivo aos aposentados e pensionistas.

Decisão foi tomada em assembleia realizada no final da tarde desta terça-feira. Cerca de 2,5 mil servidores se concentram em frente à Prefeitura de Marília e no Paço Municipal.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Veja também:

Com apoio do caminhão de som do Sindicato dos Químicos e da Frente Intersindical, trabalhadores gritaram palavras de ordem e começaram a construir a contraproposta ao prefeito.

Daniel Alonso havia oferecido, na segunda-feira, 3% de reajuste e mais R$ 100 no vale alimentação. “Essa proposta indecorosa foi rejeitada pelos funcionários, que agora querem 23% de reajuste salarial, vale alimentação e auxílio saúde no valor de R$ 713 em dinheiro, não mais no cartão da vergonha”, afirmou Vanilda Gonçalves de Lima, presidenta do SINDIMMAR (Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos Municipais de Marília).

Servidores decidiram também que, a depender da resposta da administração municipal, greve pode ser deflagrada a partir de sexta-feira, 1º de abril. “Caso o nosso pedido não seja atendido ou não seja feita uma proposta mais realista à nossa necessidade, já foi referendada a greve geral a partir de sexta-feira”, destacou Vanilda.

VALE – SINDIMMAR (Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos Municipais de Marília) ingressou com mandado de segurança, com pedido de liminar, para que o valor correspondente seja depositado em dinheiro na conta dos servidores.

Por meio de nota, o SINDIMMAR informou que as advogadas Elisange Volpe e Letícia Mattos despacharam com o juiz Walmir Idalêncio, da Vara da Fazenda, para tratar sobre a questão.

“Vamos aguardar, pedimos urgência devido à natureza da verba e também pelo prazo para a prefeitura fazer o pagamento. Assim que sair uma decisão da liminar informaremos todos os servidores”, esclareceram.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Intersindical no 18° Congresso Sindical. Mundial, em Roma (Itália)
Intersindical no 18° Congresso Sindical. Mundial, em Roma (Itália)
SindSaúde-SC na luta pelo Piso Nacional da Enfermagem
SindSaúde-SC na luta pelo Piso Nacional da Enfermagem
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, no 1º de Maio em SP
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, no 1º de Maio em SP
Inscreva-se
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigos
Mais recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
trackback

[…] Servidores de Marília (SP) pedem 23% de reajuste e anunciam greve na sexta […]