Dia Nacional de Paralisação e Manifestações Rumo à Greve Geral

Dia Nacional de Paralisação e Manifestações Rumo à Greve Geral

Contra o projeto da terceirização, as MPs 664 e 665 e o Ajuste Fiscal. Em defesa dos direitos e da democracia.

A INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora, em conjunto com outras centrais sindicais e movimentos populares, como o MTST e MST, convoca a classe trabalhadora a parar a produção, os serviços e a circulação de mercadorias, pessoas e capitais no dia 29/05 em defesa dos direitos que estão sendo atacados pela política dos governos federal e estaduais e pela ofensiva da direita que quer impor uma agenda de retrocessos e retirada de direitos.

O projeto que visa tornar a terceirização a regra de contratação da força de trabalho no Brasil é o maior ataque já desferido aos direitos da classe trabalhadora. O PL 4330 (PLC 30 no Senado) é o projeto da precarização, do desemprego e da barbárie social, que visa eliminar direitos conquistados e acabar com a organização sindical.

A agenda de retrocessos da direita inclui ainda a redução da maioridade penal, o ataque às terras indígenas e quilombolas e a legalização do financiamento empresarial das campanhas eleitorais.

A criminalização e repressão das lutas – como ocorreu no Paraná – é a demonstração mais recente de como a direita trata as reivindicações justas da classe trabalhadora.

No setor público e privado, no campo e na cidade, a proposta é cruzar os braços contra o PL 4330 da terceirização, contra as MPs 664 e 665 editadas pelo governo Dilma e contra o ajuste fiscal que corta recursos das áreas sociais, como educação e moradia.

Para a Intersindical Central da Classe Trabalhadora, além destes pontos, lutaremos também, contra o genocídio da população pobre e negra, contra a política do agronegócio e contra a agenda conservadora encabeçada pelo famigerado Eduardo Cunha e a grande mídia, mas que também se expressa em inúmeras decisões do STF que são contrárias aos interesses populares.

Nossa luta é para derrotar as saídas que a direita quer impor ao Brasil e contra a política econômica restritiva do governo Dilma, que pode levar à recessão e desemprego, como já está ocorrendo em diversos setores.

A defesa da educação e da saúde pública, da moradia popular e da reforma agrária, da previdência pública e do direito da aposentadoria também fazem parte dessa luta.

Em todos os estados e regiões do país, nossa central buscará se articular com os demais movimentos social e sindical para juntos construirmos um grande dia de lutas, fortalecendo a resistência e acumulando para a realização de greve geral em defesa dos direitos da classe trabalhadora.


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

*

Top