fbpx

Privatização da Caixa tem que ser combatida por toda a população

Privatização da Caixa tem que ser combatida por toda a população

Temer pretende anunciar venda no final do ano; Sindicato dos Bancários de Santos seguirá na luta contra entrega das riquezas do País

A luta pela manutenção da Caixa Econômica Federal 100% pública é pauta constante do Sindicato dos Bancários de Santos e Região. Paralisações, diálogos com população e bancários, entre outras ações dos últimos anos, sempre tiveram o objetivo de alertar para ataques como o que o governo Temer faz agora ao preparar o banco para privatização. Querem anunciar a venda do banco no final do ano e só com muita luta e unidade vamos conseguir barrar esse assalto ao País.

Segundo matéria da publicação Relatório Reservado (veículo voltado ao mundo empresarial), o governo quer “atrair bancos estrangeiros” e há a possibilidade de ser algum “candidato chinês”. Ainda conforme a matéria, o “desenho da privatização está nas mãos do presidente da Caixa, Gilberto Occhi”.

Importante lembrar que, na semana passada, Occhi se reuniu com o ministro da fazenda, Henrique Meirelles, para debater mudanças no estatuto do banco. É mais um mecanismo para escancarar as portas da Caixa para a ganância dos grandes empresários.

R$ 4 bilhões

O próprio ministério da fazenda admite que a “Caixa segue trajetória sólida” e que tem dado lucro, o que demonstra a incoerência da privatização. No 1º semestre deste ano, o banco lucrou mais de R$ 4 bilhões. O que é preciso é fortalecer a Caixa, com a convocação dos concursados aprovados e garantindo condições dignas para empregados e clientes.

“Há anos combatemos as tentativas de abertura de capital, privatização e outros ataques contra a Caixa. É um crime vender o banco no mercado financeiro e privatizá-lo, desviando bilhões do bolso dos trabalhadores para grandes empresários. Vamos continuar lutando e buscando as medidas cabíveis contra a privatização. Se a Caixa, único banco 100% público do País, for vendida, o objetivo dos novos acionistas será exclusivamente o lucro, encerrando seu papel social. Mais que nunca, precisamos unir forças e ampliar a mobilização da categoria”, afirma Eneida Koury, presidente do Sindicato dos Bancários de Santos e Região.

Habitação e programas sociais

Além da liderança absoluta na concessão de crédito habitacional no país, a Caixa é responsável pelo pagamento de bilhões de reais em benefícios e programas sociais aos brasileiros. Somente no que se refere aos direitos dos trabalhadores, em 2016 foram pagos R$ 242,1 bilhões. Mais de 355 mil cidadãos recebem no banco o programa Minha Casa Minha Vida, num total de R$ 41,4 bilhões pagos.

A defesa da Caixa 100% pública deve ser abraçada não só pela categoria bancária, mas por toda a população. Só a luta muda a vida!


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top