Privatização da Caixa tem que ser combatida por toda a população

Privatização da Caixa tem que ser combatida por toda a população

Privatização da Caixa tem que ser combatida por toda a população

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Temer pretende anunciar venda no final do ano; Sindicato dos Bancários de Santos seguirá na luta contra entrega das riquezas do País

A luta pela manutenção da Caixa Econômica Federal 100% pública é pauta constante do Sindicato dos Bancários de Santos e Região. Paralisações, diálogos com população e bancários, entre outras ações dos últimos anos, sempre tiveram o objetivo de alertar para ataques como o que o governo Temer faz agora ao preparar o banco para privatização. Querem anunciar a venda do banco no final do ano e só com muita luta e unidade vamos conseguir barrar esse assalto ao País.

Segundo matéria da publicação Relatório Reservado (veículo voltado ao mundo empresarial), o governo quer “atrair bancos estrangeiros” e há a possibilidade de ser algum “candidato chinês”. Ainda conforme a matéria, o “desenho da privatização está nas mãos do presidente da Caixa, Gilberto Occhi”.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Importante lembrar que, na semana passada, Occhi se reuniu com o ministro da fazenda, Henrique Meirelles, para debater mudanças no estatuto do banco. É mais um mecanismo para escancarar as portas da Caixa para a ganância dos grandes empresários.

R$ 4 bilhões

O próprio ministério da fazenda admite que a “Caixa segue trajetória sólida” e que tem dado lucro, o que demonstra a incoerência da privatização. No 1º semestre deste ano, o banco lucrou mais de R$ 4 bilhões. O que é preciso é fortalecer a Caixa, com a convocação dos concursados aprovados e garantindo condições dignas para empregados e clientes.

“Há anos combatemos as tentativas de abertura de capital, privatização e outros ataques contra a Caixa. É um crime vender o banco no mercado financeiro e privatizá-lo, desviando bilhões do bolso dos trabalhadores para grandes empresários. Vamos continuar lutando e buscando as medidas cabíveis contra a privatização. Se a Caixa, único banco 100% público do País, for vendida, o objetivo dos novos acionistas será exclusivamente o lucro, encerrando seu papel social. Mais que nunca, precisamos unir forças e ampliar a mobilização da categoria”, afirma Eneida Koury, presidente do Sindicato dos Bancários de Santos e Região.

Habitação e programas sociais

Além da liderança absoluta na concessão de crédito habitacional no país, a Caixa é responsável pelo pagamento de bilhões de reais em benefícios e programas sociais aos brasileiros. Somente no que se refere aos direitos dos trabalhadores, em 2016 foram pagos R$ 242,1 bilhões. Mais de 355 mil cidadãos recebem no banco o programa Minha Casa Minha Vida, num total de R$ 41,4 bilhões pagos.

A defesa da Caixa 100% pública deve ser abraçada não só pela categoria bancária, mas por toda a população. Só a luta muda a vida!


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários