Baixe o jornal e saiba como Temer quer o fim da APOSENTADORIA

Temer quer o fim da APOSENTADORIA
19 FEV – DIA DE LUTA!

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O JORNAL DA INTERSINDICAL

OU

LEIA ONLINE ABAIXO:
(clique para ampliar)



Temer quer o fim da aposentadoria

DIGA NÃO!

Pressão total sobre os deputados. Do voto do deputado na reforma, dependerá o voto  do povo trabalhador nas eleições. Se votar, não volta!

Clique aqui e acesse todos os contatos dos Deputados Federais.

19 fev
Dia de Luta
greves, paralisações e manifestações em todo país

Temer, banqueiros e a mídia jogam sujo pra acabar com seu direito a aposentadoria. Querem desmontar a previdência e entregá-la aos bancos. E já marcaram até a data pra tentar enterrar sua aposentadoria: dia 28/02, quando ameaçam votar a deforma da previdência.

Apesar da propaganda enganosa não conseguem esconder que a reforma só beneficia os bancos e rentistas, pra vender previdência privada. 

A população não vai aceitar que o Estado abandone os idosas/os depois de anos de trabalho e contribuição. O movimento sindical e sociais, como a Povo Sem Medo, preparam fortes mobilizações no dia 19/02.

Sua participação é decisiva. Dialogue com amigos, colegas de trabalho e familiares. E se prepare pra participar do Dia Nacional de Luta, com paralisações, greves e grandes manifestações.

É para entregar a Previdência para os bancos

Temer quer o fim da aposentadoria pra entregar previdência pros bancos!

O governo quer que idade mínima pra pedir aposentadoria seja de 65 anos. Se mulher, 62. E pro rebaixamento salarial não ser maior, você teria de contribuir por 40 anos. Isso num país onde muitos começam a trabalhar na adolescência.

Ao longo dos anos, a saúde pro trabalho não é igual para todas/os. Sem falar dos que ficam desempregados depois dos 50. Como encontrar  emprego com carteira assinada e contribuição regular?

Mudanças no cálculo do valor da aposentadoria visam reduzir drasticamente o valor da aposentadoria para os poucos/as que conseguirem atingir a idade imposta pelo golpe. No campo ou nas cidades, no setor privado ou público, todos seriam atingidos.

As mulheres, negras/negros e toda nossa diversidade ainda mais penalizadas.

Privilegiado é o Temer, os banqueiros e seus asseclas

Temer se aposentou aos 55 anos com salário de R$ 45 mil. O ministro da fazenda Henrique Meireles se aposentou aos 57 com salário de R$ 200 mil.

A cúpula que embolsa super salários  (muitos acumulando com super aposentadorias), agride a Constituição mas é preservada. As desonerações, desvios e os caloteiros ricos da previdência permanecem intocados.

Golpe piorou vida do povo

Desemprego, aumento do gás e gasolina, endividamento familiar

A vida do povo piorou após Temer dar o golpe contra a classe trabalhadora. Mais de 12 milhões de desempregados, outros 37 milhões vivendo no subemprego, muitos só no bico, sem nenhum direito trabalhista. Quem ainda tem emprego, recebe salário arrochado, insuficiente pra viver com dignidade.

A fome voltou a aterrorizar a vida de milhões de brasileiros, apesar do país ser campeão mundial de produção de alimentos.

O preço do gás de cozinha aumentou sete vezes desde que o Temer deu o golpe. A gasolina aumenta toda semana. Aumento dos preços do ônibus, trens e metrô. Com o desemprego e o valor do aluguel, famílias inteiras estão indo morar na rua.

O SUS, tão fundamental, segue sendo desmontado. O retorno da febre amarela e avanço de outras virais é o resultado do desmonte do serviço público. Basta lembrar a demissão dos milhares de “mata-mosquitos”.

Enquanto a vida do povo piora, os ricos ficam mais ricos. Relatório divulgado pela entidade OXFAM é claro: apenas cinco bilionários no Brasil embolsam riqueza superior à soma dos 100 milhões de brasileiros que pouco ou nada têm.

E Temer quer tirar ainda mais dos pobres e dos setores médios pra dar para os bilionários.

Exigimos eleição sem fraude nem tapetão!

Globo, banqueiros, judiciário e os partidos da direita se uniram pra tirar Dilma e dar um golpe no povo. Fizeram isso para desmontar o Estado, reduzir os investimentos sociais, privatizar as empresas estatais, acabar com os direitos trabalhistas e a aposentadoria.

Como o rentismo só têm candidatos rejeitados pelo povo, não querem eleições nas quais o voto da população possa decidir. É por isso que tentam tirar o direito de Lula ser candidato, enquanto preservam Temer, Aécio, Alckmin, Meireles, Maia, seus partidos que sempre roubaram o Brasil.

A Intersindical é uma Central independente e nunca apoiou governo algum. Mas ninguém pode se calar diante da seletividade e da perseguição montada pelos poderosos para tentar decidir, no tapetão e na fraude, os rumos do país.

Não se trata de apoio ao ex-presidente, mas Lula tem o direito de ser candidato. Esse direito deve ser defendido inclusive por quem pretende votar em outras candidaturas. Agredir a democracia, como está fazendo o judiciário dos ricos, é mais um golpe pra impor mais sacrifícios ao povo.

É fundamental restabelecer a democracia e fazer da eleição de 2018 instrumento para a revogação de todos retrocessos, como reforma trabalhista, Emenda 95 e as privatizações.

É preciso enfrentar o rentismo, reduzir os juros e impostos pagos pelos mais pobres e a classe média. Quem tem de pagar impostos são os super ricos, com taxação das fortunas, da grande herança, da grande propriedade, dos lucros e dividendos e ganhos de capital. Abaixo a manipulação. Democratização da mídia.

Chega de desemprego, subemprego ou ocupações precárias, com baixíssima renda e nenhuma garantia.

O povo exige dignidade e desenvolvimento social, emprego com direitos para todas/os, moradia, saúde, educação, cultura, igualdade e democracia.

Baixe o jornal e saiba como Temer quer o fim da APOSENTADORIA


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Siga-nos no INSTAGRAM
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

Postagens Relacionadas

*

Top