Intersindical participa da II Assembleia Nacional da Unicab

Intersindical participa da II Assembleia Nacional da Unicab

assembleia nacional da unicab, edson índio, 2 pessoas em pé, 4 pessoas sentadas, 1 mulher, homem fotografando, intersindical, mtst, frente povo sem medo, psol, reunião

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Atividade da União Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras Camelôs, Feirantes e Ambulantes do Brasil aconteceu entre os dias 10 e 12 de julho em Taboão da Serra

O Casarão da Luta, sede do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), em Taboão da Serra, recebeu a II Assembleia Nacional União Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras Camelôs, Feirantes e Ambulantes do Brasil (Unicab) na semana passada, entre os dias 10 e 12.

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora esteve presente, com participação do secretário-geral, Edson Carneiro Índio, e da secretária de Movimentos Urbanos, Thais Console, além de outros militantes da central. Console explica que o objetivo do encontro foi “debater os desafios do movimento sindical frente à reorganização da classe trabalhadora e partilhar as experiências de organização dos setores informais nos diversos estados do país”.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Participaram do encontro representantes das regiões Nordeste (Paraíba e Pernambuco), Sudeste (Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo) e Sul. “Avaliamos os principais desafios, as possíveis alianças e as estratégias de organização”, conta Console, secretária de Movimentos Urbanos da Intersindical. Entre os debates, ela destaca a articulação da luta pelo “reconhecimento do trabalho ambulante como categoria profissional, a fim de alcançar uma regulação que garanta proteção social de fato”.

Foram três os principais encaminhamentos da II Assembleia Nacional da Unicab:

  1. Criar uma frente parlamentar em defesa dos trabalhadores de rua;
  2. Construir uma política nacional de regularização do trabalho nas ruas;
  3. Realizar um ato unificado em todos os estados no dia internacional do trabalho ambulante, em 14 de novembro.

Com relação à participação da Intersindical, Thais Console avalia que foi “fundamental para subsidiar o debate e trazer a experiência de organização em Minas Gerais, com destaque para a Ocupação Vicentão e articulação entre direito a cidade, moradia e trabalho”.

[wd_hustle id=”social-icons-fim-de-texto” type=”social_sharing”]

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Inscreva-se
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigos
Mais recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Kênia Ribeiro
Kênia Ribeiro
2 anos atrás

Gratidão imensa aos esforços dos envolvidos.