Febraplan planeja retirar SUS da metade da população (literalmente)

Febraplan planeja retirar SUS da metade da população (literalmente)

Febraplan planeja retirar SUS da metade da população (literalmente)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Febraplan: SUS somente para a metade da população

Aconteceu hoje (10/04), em Brasília, o “1º Fórum Brasil Agenda Saúde: a ousadia de propor um Novo Sistema de Saúde”, organizado pela Federação Brasileira de Planos de Saúde (Febraplan), com participação do Ministério da Saúde, de deputados e senadores.

Durante o evento, foi apresentada proposta de desmantelamento do Sistema Único de Saúde (SUS) pela via do estrangulamento de seu financiamento.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Segundo Espiridião Amin, ex-governador e atualmente deputado federal pelo PP de Santa Catarina, a justificativa estaria no fato do SUS ser “um projeto comunista cristão” (sic).

A alternativa, defendida no seminário pela Febraplan, seria construir um “Novo Sistema Nacional de Saúde”.

Entre suas características, segundo apresentação feita por Alceni Guerra, ex-Ministro da Saúde no governo Collor e ex-deputado federal pelo DEM, estaria a transferência de recursos do SUS para financiar a Atenção de Alta Complexidade nos planos privados de saúde.

A meta, segundo ele, seria garantir que METADE DA POPULAÇÃO DEIXE DE SER SER ATENDIDA de forma pública, gratuita e universal e passe a ser atendida exclusivamente de forma privada. Clique aqui e veja as fotos.

Assim, de um lado, para os planos privados de saúde – representados pela Febraplan, haveria o reforço de um duplo financiamento: com recursos dos próprios usuários dos planos e com recursos do Estado.

De outro, para o SUS, o subfinanciamento, com seus recursos sendo canalizados para empresários da saúde.

Para garantir seus interesses, propuseram ainda que um Conselho Nacional de Saúde Suplementar passe a ter o mesmo poder do atual Conselho Nacional de Saúde, enfraquecendo a participação popular na formulação, acompanhamento e controle sobre a política pública.

Na prática, a proposta representa o desmoronamento completo do SUS e a negação da saúde como direito a ser acessado e exercido por todas(os)!

A “ousadia” estaria na possibilidade de garantir condições para a apropriação privada do fundo público de modo a atender interesses empresariais e não a qualquer interesse público!

Em 2016, uma nota técnica do IPEA, ao analisar a emenda constitucional que viria a congelar os investimentos públicos em políticas sociais por 20 anos, já alertava para a necessidade de ampliar o financiamento do SUS sob pena do provável aumento das iniquidades no acesso aos serviços de saúde e das dificuldades para a efetivação do direito à saúde no Brasil.

A proposta articulada pela Febraplan, seus planos privados de saúde e pelo Governo Federal, apresentada hoje, busca enterrar de vez qualquer possibilidade de funcionamento do Sistema, avançando a agenda golpista de desmonte de políticas públicas e de retirada de direitos sociais.

Mais uma vez, a questão que se coloca, nesse encruzilhada histórica, é qual sociedade queremos construir.

O SUS é uma conquista da sociedade brasileira e deve ser defendido.

Em defesa da saúde pública, gratuita, universal e de qualidade, é preciso barrar mais essa tentativa de retrocesso!

Fonte: Integra – Movimento por uma psicologia coletiva


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Siga-nos no INSTAGRAM
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

2 de outubro FORA BOLSONARO
2 de outubro FORA BOLSONARO
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
Inscreva-se
Notificar de
guest
2 Comentários
Mais antigos
Mais recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Dimitrius
Dimitrius
3 anos atrás

Lembre-se desses políticos quando forem votar pessoal!

Fernando Augusto Pinto Gallotti
Fernando Augusto Pinto Gallotti
2 anos atrás

Espiridião Amin é deputado federal para os eleitores ou para os empresários?
Será que os eleitores têm ideia do perigo que é eleger e reeleger esse tipo de gente?