75 anos da CLT: Trajetória e desafios

75 anos da CLT: Trajetória e desafios

75 anos da CLT: Trajetória e desafios | INTERSINDICAL

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

No 1° de Maio deste ano completam 75 anos da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, que reuniu e organizou em uma única lei um conjunto de direitos presentes já existentes. A CLT foi decretada em 1° de maio de 1943, por Getúlio Vargas, com objetivo institucionalizar as relações trabalhistas às colocando a serviço do projeto de industrialização e urbanização do país.

Durante todo Século XX, a legislação trabalhista sofreu mudanças, muitas delas favoráveis devido às ações organizadas da classe trabalhadora. Evidentemente, as leis não são imutáveis, elas correspondem a correlação de forças entre as classes em cada período. Já no século XXI, em especial após o golpe de 2016, a legislação trabalhista vem sofrendo um profundo desmantelamento, em especial com a “Reforma Trabalhista” aprovada em 2017.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Porém, na história não existe ponto final, mas uma luta constante por direitos e por sua defesa frente aos interesses do capital. Atualmente vivemos em um período de resistência, procurando evitar a perda das garantias trabalhistas já conquistadas, são nestes períodos que a classe e suas organizações devem se atualizar para estarem à altura do desafio histórico e com isso acumularem força e inaugurarem um novo ciclo de conquista.

Abaixo apresentamos uma breve sistematização da trajetória da CLT e dos direitos trabalhistas no Brasil.

LINHA DO TEMPO DOS DIREITOS TRABALHISTAS NO BRASIL

1891

Papa Leão XIII anuncia, em maio deste ano, a Encíclica “Das coisas novas”, documento do Vaticano que é a base do pensamento social da Igreja sobre a situação da classe trabalhadora, o documento influenciará o debate no Brasil.

1917

Em decorrência da Revolução Mexicana, é aprovada neste país a primeira legislação trabalhista consolidada em uma constituição, com o estabelecimento do salário mínimo e jornada de 8 horas diárias de trabalho.

1931

Getúlio Vargas emite o Decreto 19.770 que regulamenta a sindicalização de trabalhadores e patrões no Brasil.

1934

É promulgada a Constituição de 1943. Nela estavam previstos direitos trabalhistas como salário mínimo, jornada de trabalho de 8 horas, repouso semanal, férias remuneradas e assistência médica e sanitária.

1940

Em 1º de maio, Vargas instituiu o salário mínimo nacional, que deveria ter o valor necessário para cobrir os gastos da família trabalhadora com moradia, alimentação, saúde, transporte, vestuário, educação, higiene e lazer.

1941

Realização do 1º Congresso Brasileiro de Direito Social, em maio deste ano, o qual apresentou uma série de enunciados sobre a necessidade de uma efetiva regulamentação trabalhista nas leis brasileiras.

A Justiça do Trabalho é criada por Getúlio Vargas, em maio deste ano, e amplia a necessidade de uma legislação mais estruturada.

1942

O anteprojeto da CLT é apresentado, por meio de publicação no Diário Oficial da União, para receber sugestões.

1943

Aprovação do projeto final da CLT é assinada por Vargas, em primeiro de maio.

1946

A Assembleia Constituinte de 1946, acrescentou novos direitos como: direito de greve, repouso remunerado aos domingos e feriados e estabilidade do trabalhador rural. Ainda neste ano foi estabelecida a integração do seguro contra acidentes de trabalho no sistema da Previdência Social.

1966

É criado o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), com o objetivo de amparar o trabalhador demitido sem justa causa.

1967

A Constituição de 1967 ampliou a legislação trabalhista aos trabalhadores temporários, proibiu a greve em alguns ramos do serviço público, participação nos lucros, estabeleceu a idade mínima de trabalho do menos em 12 anos (com proibição de trabalho noturno), aposentadoria para a mulher após 30 anos de trabalho, com salário integral. Prevê a contribuição sindical e o voto sindical obrigatório.

1988

A Constituição de 1988 estabelece a proteção contra a despedida arbitrária, ou sem justa causa; piso salarial proporcional à extensão e à complexidade do trabalho prestado; licença à gestante, sem prejuízo do emprego e do salário, com a duração de 120 dias, licença-paternidade; irredutibilidade salarial e limitação da jornada de trabalho para 8 horas diárias e 44 semanais. Destaque-se, também, a proibição de qualquer tipo de discriminação quanto a salário e critérios de admissão do trabalhador portador de deficiência.

1989

É sancionada a Lei 7.783/89 que regulamenta o Direito de Greve estabelecido na Constituição de 1988.

2017

Desmantelamento de diversos direitos trabalhista com a aprovação da “Reforma Trabalhista” encaminhada pelo Governo Temer. Entre os retrocessos destacam-se: o enfraquecimento da Justiça do Trabalho, a primazia do negociado sobre o legislado, a legalização do trabalho intermitente, terceirização irrestrita, entre outras alterações. A legislação decompõe a noção jurídica de fragilidade do empregado frente ao empregador, os colocando como iguais na relação de trabalho, o que rompe com o sentido protetivo trabalho presente na CLT e da Constituição Federal.


ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

[maxbutton id=”1″ ]

[maxbutton id=”3″ ]

[maxbutton id=”2″ ]

[maxbutton id=”4″ ]

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

LIVE de preparação para o Encontro Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Setor Público
LIVE de preparação para o Encontro Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Setor Público
AGENDA LEGISLATIVA DA CLASSE TRABALHADORA [Intersindical Debate #35]
AGENDA LEGISLATIVA DA CLASSE TRABALHADORA [Intersindical Debate #35]
24J Fora Bolsonaro em Todo o Brasil - Vai Ser GIGANTE!
24J Fora Bolsonaro em Todo o Brasil - Vai Ser GIGANTE!
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários