Decreto de Temer prevê privatização da Petrobras, Banco do Brasil e Eletrobras

Decreto de Temer: privatização da Petrobras, Banco do Brasil e Eletrobras

O ilegítimo “presidente” baixou, em meio ao feriado prolongado, o mais perverso decreto contra a soberania nacional e o patrimônio público. O Decreto 9.188, publicado na última sexta, dia 3, coloca a venda todas as empresas de economia mista, como a Petrobras, Banco do Brasil e Eletrobras.

Todo esse processo de liquidação das estatais pode se dar sem licitação prévia, dispensando leilões ou publicações do governo.

O entreguismo característico dos operadores e financiadores do golpe que derrubou a presidenta Dilma avança, com o decreto, na liquidação das mais importantes empresas estatais do país, fundamentais para qualquer modelo de desenvolvimento minimamente orientado pelos interesses nacionais e da maioria do povo.

No último 23 de agosto, o governo golpista já havia anunciado a pretensão de privatizar 57 empresas e projetos. É o maior desmonte do Estado e dos direitos sociais já realizado no Brasil, desnudando quais eram as motivações reais do golpe de 2016.

“Essa é mais uma razão para que a classe trabalhadora, o povo brasileiro e os setores democráticos e progressistas realizem fortíssimas mobilizações no próximo 10 de novembro, Dia Nacional de Paralisações e Protestos, convocado pelas centrais sindicais”, lembra Edson Carneiro Índio, Secretário Geral da Intersindical.

“Além de combater as privatizações, exigimos a revogação da deforma trabalhista, a valorização do serviço público, a defesa da aposentadoria, o fim do trabalho escravo e empregos com direitos para todas/os”, conclui Índio.


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Siga-nos no INSTAGRAM
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

Postagens Relacionadas

*

Top