Tag Archives: previdência social

Greve Geral: em São Paulo, trabalhadores nas ruas contra as reformas e em defesa da aposentadoria

Greve Geral: em São Paulo, trabalhadores nas ruas contra as reformas e em defesa da aposentadoria

Um grande ato encerrou a Greve Geral nacional da sexta-feira, 30 de junho, na avenida Paulista, símbolo do poder econômico em São Paulo, com cerca de 40 mil pessoas.

Químicos realizam atos e paralisações em empresas na 2ª Greve Geral

Trabalhadores químicos da região de Campinas e Osasco, bases do Sindicato Químicos Unificados, aderiram à Greve Geral neste dia 30/06 com atos nas portas de fábricas e participação em manifestações de rua.

Greve Geral: Bloqueios em ruas e rodovias contra as Reforma Trabalhista e Previdenciária, pelo Fora Temer e Diretas Já

Manifestantes em Greve Geral marcam a manhã desta sexta-feira (30) com bloqueios em rodovias, avenidas e ruas das principais capitais do país em protestos contra as reformas trabalhista, previdenciária e pela deposição do presidente Michel Temer.

Greve Geral: desde a madrugada com trabalhadores nas ruas em defesa da aposentadoria e dos direitos trabalhistas!

A Greve Geral deste dia 30/06 começou forte em diversas partes do Brasil! Trabalhadoras e trabalhadores estão nas ruas contra a Reforma Trabalhista, aprovada na CCJ do Senado, neste último dia 28, a Reforma da Previdência, em tramitação na Câmara dos Deputados, e pela saída imediata do ilegítimo e corrupto Michel Temer (PMDB).

Povo Sem Medo e Brasil Popular nas lutas do dia 30 de junho

A Frente Brasil Popular e a Frente Povo Sem Medo reunidas no dia 23 de junho em São Paulo reafirmam seu apoio às greves e mobilizações convocadas para o dia 30 de junho contra a reforma trabalhista e em defesa dos direitos e da aposentadoria.

É GREVE GERAL em defesa da aposentadoria e direitos trabalhistas

Fortalecer a Greve Geral, preparar fortes paralisações da produção e da circulação e realizar grandes manifestações em todo o país. Esses são os principais desafios dos próximos dias colocados para todas as organizações que realmente se orientam pelos interesses da classe trabalhadora e da maioria do povo brasileiro.

NOTA DAS CENTRAIS SINDICAIS: Dia 30 de junho vamos parar o Brasil

A ação unitária das Centrais Sindicais tem resultado em uma grande mobilização em todos os cantos do país, como vimos nos dias 08 de março, 15 de março, na Greve Geral de 28 de abril e no Ocupa Brasília em 24 de maio.

Resolução: Greve Geral em defesa dos direitos trabalhistas e da aposentadoria

A crise política, econômica e institucional que abala o país teve mais um triste capítulo nos últimos dias. O escárnio de Gilmar Mendes e do judiciário no espetáculo deprimente do TSE demonstra até onde os poderes da república estão dispostos a ir para defender os interesses do sistema financeiro, do rentismo, do latifúndio e dos donos do dinheiro, materializados, principalmente, nas reformas da previdência e trabalhista, na terceirização e no congelamento dos investimentos públicos nas áreas sociais. Mas essa farsa, no entanto, conseguirá apenas adiar a agonia institucional que se aprofundou desde o golpe de 2016 assolando a ilegitimidade do atual executivo, a maioria conservadora do congresso nacional e do judiciário.

Comissão especial aprova texto-base da Reforma da Previdência. Agentes penitenciários ocupam sessão em protesto!

A Comissão Especial da Reforma da Previdência (PEC 287/16) aprovou na quarta-feira (3), por 23 votos a 14, o texto-base do relator, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA). A votação dos destaques foi adiada porque dezenas de agentes penitenciários indignados ocuparam o plenário da comissão. A mídia silenciou o ato para evitar uma ocupação do povo à capital federal.

A terceirização irrestrita ameaça a sobrevivência da Previdência Social

Quando a barca neoliberal aporta em terras brasileiras, o trabalhador é convertido em uma espécie de Geni, alvo das pedradas retóricas de quem enxerga o custo da mão de obra como um obstáculo ao crescimento econômico. Ao defender a imposição de uma idade mínima para a aposentadoria, objetivo malogrado durante seu governo, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso chamou de “vagabundos” aqueles que se aposentavam mais cedo.

15 de março: Aposentadoria e direitos trabalhistas ficam! Temer sai!

O Secretário Geral da Intersindical, Edson Carneiro Índio, alerta sobre os recentes ataques do Governo Temer por meio das Reformas da Previdência e Trabalhista. Todas e todos às ruas neste próximo 15 de março!

Reforma da Previdência ignora 426 bilhões devidos por empresas ao INSS

Enquanto propõe que o brasileiro trabalhe por mais tempo para se aposentar, a reforma da Previdência Social ignora os R$ 426 bilhões que não são repassados pelas empresas ao INSS. O valor da dívida equivale a três vezes o chamado déficit da Previdência em 2016. Esses números, levantados pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN), não são levados em conta na reforma do governo Michel Temer.

13ª Jornada Nacional de Debates discutirá a reforma da previdência

O DIEESE e as Centrais Sindicais lançam, em 23 de fevereiro, a 13ª Jornada Nacional de Debates. A atividade terá como tema a reforma da Previdência Social. O evento será realizado no auditório do Sindicato dos Químicos de São Paulo (rua Tamandaré, 348, Liberdade, São Paulo, SP).

Não vamos deixar que Temer ponha suas garras sujas nos direitos dos trabalhadores, afirma Intersindical em lançamento do Fórum

Aconteceu nesta manhã, no Congresso Nacional, o lançamento do Fórum Interinstitucional em Defesa do Direito do Trabalho e da Previdência Social, que reuniu dezenas de entidades sindicais e do direito do trabalho, além de cerca de 50 parlamentares contrários ao desmonte da Previdência Social e dos direitos trabalhistas.

Lançamento do Fórum Interinstitucional em Defesa do Direito do Trabalho e da Previdência Social no Congresso Nacional

Acontece nesse momento no Congresso Nacional, no Auditório Nereu Ramos, o lançamento do Fórum Interinstitucional em Defesa do Direito do Trabalho e da Previdência Social. O ato reúne dezenas de entidades que, como a Intersindical – Central da Classe Trabalhadora, se colocam contrários ao desmonte da Previdência Social e dos direitos trabalhistas.

Centrais sindicais se reúnem com Rodrigo Maia e reivindicam mais tempo para debate sobre a Reforma da Previdência

Aconteceu nesta tarde a reunião das centrais sindicais com o Presidente da Câmara, o Deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ). Os representantes das centrais sindicais reivindicaram mais tempo para o debate da Reforma da Previdência.

Baixe as apresentações do seminário Reforma da Previdência, Desafios e Ação Sindical, promovido pelo DIEESE

Aqui é possível fazer o download ou acessar no próprio site as apresentações sobre a Reforma da Previdência de cada um dos expositores do seminário “Reforma da Previdência, Desafios e Ação Sindical”, realizado pelo DIEESE em parceria com a Intersindical – Central da Classe Trabalhadora e diversas outras centrais, entre os dias 7 e 8 de fevereiro.

Intersindical firma compromisso de unidade na luta contra o desmonte da previdência em seminário promovido pelo Dieese

As centrais sindicais compuseram a mesa de encerramento do Seminário sobre a Reforma da Previdência, promovida pelo Dieese, em São Paulo, na tarde de terça-feira (9). Cada uma delas teve a oportunidade de expor sua posição e planos de ação contra o massacre anunciado pelo governo Temer.

Paulo Kliass | Previdência Social ou Juros?

A entrada em 2017 também pode ser encarada pela ótica de uma busca desesperada por afirmação de alguma rota de coerência e credibilidade do governo Temer. Afinal, o passar do tempo veio desconstruindo, pouco a pouco, toda aquela falsa expectativa criada em torno das vantagens do “golpeachment”. O canto de sereia dos “putschistas” assegurava que, uma vez consumada a retirada de Dilma do Palácio do Planalto, tudo seria resolvido e o Brasil entraria em um verdadeiro céu de brigadeiro.

Intersindical destaca necessidade de unidade de luta, durante seminário Reforma da Previdência

A Intersindical Central da Casse Trabalhadora marcou presença no Seminário “Reforma da Previdência, Desafios e Ação Sindical”, promovido pelo Dieese, em São Paulo, no Sindicato dos Padeiros. Na abertura (7), todas as centrais sindicais fizeram suas saudações. O evento termina hoje (8).

Em defesa dos direitos e da Previdência Pública. Construir a Greve Geral!

O governo instalado pelo golpe financiado pelo grande capital aprofunda sua política de desmonte do serviço público, da destruição dos direitos sociais e desmonte das conquistas estabelecidas pela Constituição de 1988 e pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), de 1943.

Fórum em Defesa da Previdência do Rio Grande do Sul define atividades de mobilização contra o desmonte social

A primeira reunião do Fórum em Defesa da Previdência do Rio Grande do Sul aconteceu no último dia 26 de janeiro na sede do Sintrajufe/RS, e reacendeu a luta dos trabalhadores na disputa política em torno da agenda do golpe e na construção de uma greve geral nacional.

Câmara aprova primeira etapa do golpe na Previdência Social

Na calada madrugada, após sessão tensa e tumultuada sessão de quase 12 horas, os deputados aprovaram a constitucionalidade da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287. O texto segue agora para análise de comissão especial, a ser instalada somente em fevereiro. A votação foi concluída às 2h53, com 31 votos a favor e 20 contra.

Comissão de Constituição e Justiça inicia trâmite acelerado da Reforma da Previdência nesta quarta-feira (14)

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados surpreendeu nesta segunda-feira (12) com um novo golpe, desta vez para acelerar a tramitação da Reforma da Previdência (PEC 287/16) sem o devido debate com a sociedade.

Dia 13: em defesa da previdência, educação, saúde, moradia e dos serviços públicos

Em meio à profunda crise institucional instalada pelo golpe, trabalhadores/as, estudantes e o conjunto dos setores populares e democráticos devem sair às ruas e aumentar a pressão sobre o senado para que não vote a PEC que destrói o serviço público.

Confira os detalhes do massacre que o governo Temer pretende promover na Previdência Social

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) sugerida pelo governo Temer para reformar a previdência social e massacrar trabalhadoras e trabalhadores brasileiros foi protocolada na Câmara dos Deputados como PEC 287. Além de fixar uma idade mínima de 65 anos para a aposentadoria de homens e mulheres, sejam eles trabalhadores do campo ou da cidade, as novas regras, se aprovadas, irão atingir trabalhadores dos setores público e privado. A única categoria que não será afetada é a dos militares.

Quinta-feira foi de manifestações em todo o país e ensaio para a greve geral

Em todo o país, movimentos sociais e centrais sindicais se uniram contra a retirada de direitos do governo Michel Temer em passeatas, paralisações de fábricas, campanhas de conscientização e atos de protesto. A Intersindical Central da Classe Trabalhadora reuniu seus militantes em diversas capitais do país. Edson Carneiro Índio, secretário-geral da Intersindical, lembra que “a

Paralisação pelo piso, carreira e em defesa da democracia no Pará

A paralisação nacional organizada pelas entidades sindicais e estudantis reuniu centenas de pessoas na manhã desta quinta-feira (22) para ato público com concentração no Mercado de São Brás. Com faixas e cartazes de protestos contra as políticas reducionistas dos direitos da classe trabalhadora os manifestantes seguiram em caminhada pela Avenida Nazaré até a Praça da

Dia Nacional de Paralisação: SINAI-RN e entidades saem às ruas de Natal para protestar contra os cortes de direitos dos trabalhadores

Nesta quinta-feira (22) o SINAI-RN se juntou a sindicatos, centrais sindicais, entre elas a Intersindical, e movimentos sociais e estudantis para marchar pelo Dia Nacional de Paralisação.  Em Natal foi realizada uma aula pública em frente ao IFRN Central. Na ocasião, os alunos do Instituto, juntamente com os trabalhadores de diversos segmentos, debateram acerca dos

Trabalhadores denunciam ataques a direitos em ato no centro de Vitória (ES)

Trabalhadores de diversas categorias se uniram na tarde desta quinta-feira, 22, para denunciar os ataques do governo Temer aos direitos trabalhistas, à Previdência Social e aos serviços públicos. Eles se concentraram na Praça Pio XII, no Centro de Vitória, e marcharam pelas ruas do Centro dialogando com a população sobre a necessidade de construir uma

Universidade de São Carlos tem paralisação unitária em seus quatro campi

Em São Carlos, a paralisação no Dia Nacional de Paralisações, Rumo à greve Geral segue unitária entre os docentes e técnicos administrativos da Universidade Federal de São Carlos. Pela manhã foi realizado um debate sobre Auditoria Cidadã da Dívida. A paralisação atingiu os quatro campus da universidade (Araras, São Carlos, Sorocaba e Buri) e pela tarde

Em Porto Alegre, PM tenta reprimir trabalhadores no Dia Nacional de Paralisações

Logo na madrugada, em Porto Alegre (RS), trabalhadores e trabalhadoras fizeram um piquete numa garagem da Companhia Carris de transporte público.  A Polícia Militar tentou reprimir a manifestação em ato no Dia Nacional de Paralisações, Rumo à greve Geral, mas os trabalhadores se reagruparam e continuaram em ato contra os ataques do Governo Federal e dos Governo Estadual

Químicos engrossam paralisação do dia 22 e reivindicam 14% de reajuste com aumento real

A pauta de reivindicações do setor Químico se soma a de outras tantas categorias pelo país nesta quinta-feira (22) contra a  retirada de direitos, contra o desmonte do serviço público, contra a reforma da Previdência, a suspensão de aposentadorias por invalidez, contra a reforma trabalhista, terceirização e jornada de trabalho de 12 horas, entre tantos

Dia Nacional de Paralisação começa com manifestações de trabalhadores em diversas partes do país e repressão da PM

O Dia Nacional de Paralisação, Rumo a Greve Geral, Nenhum Direito a Menos já começou om a violência do Estado contra os trabalhadores que lutam contra a retirada de seus direitos, contra as Reformas Trabalhista e da Previdência do Governo Golpista de Michel Temer.

Trabalhadores cruzam os braços. Greve. Paralisação

Dia 22: cruzar os braços na defesa dos direitos e construir a greve geral

As mobilizações do dia 22/09 serão um importante passo na construção da greve geral e da resistência contra a agenda de retrocessos que o governo Temer quer impor. A Intersindical Central da Classe Trabalhadora, em conjunto com diversas outras centrais, entidades e movimentos sociais participa dessa construção unitária com a perspectiva de derrotar o desmonte do serviço público e dos direitos sociais que Temer prometeu ao grande capital e à direita em troca do apoio ao golpe que o levou, ilegitimamente, à presidência do país.

Greve Geral para barrar o desmonte do serviço público e a retirada de direitos

Alçado ao comando do país por meio de um golpe, perpetrado pelo grande capital e suas conexões na mídia, em setores do judiciário, no congresso e nos centros do império, Temer se esforça para mostrar aos donos do dinheiro e do poder de que é capaz de entregar tudo o que prometeu para se viabilizar como “presidente da república”. Por isso, o Fora Temer é uma necessidade que a cada dia vai sendo sentida por amplas camadas da sociedade

Contra a retirada de direitos, trabalhadores ocupam a Avenida Paulista

Leia também: → Semana crucial de luta na Câmara em defesa dos serviços e empresas públicas → Resolução da Direção Nacional da Intersindical reunida nos dias 6 e 7 de agosto Contra a retirada de direitos dos trabalhadores e ataques do governo golpista de Michel Temer (PMDB-SP), trabalhadores da Intersindical – Central da Classe Trabalhadora e

Audiência Pública em SP contra a retirada de direitos é marcada por presença massiva e forte comoção

O auditório Domingos Galante, do Sindicato dos Químicos, no bairro da Liberdade, em São Paulo, foi tomado na última quinta-feira (11) por trabalhadores e trabalhadoras, representantes sindicais e de movimentos sociais, auditores do trabalho, procuradores e juízes, assustados com a artilharia pesada dos inúmeros projetos de lei que tentam dizimar os direitos sociais dos brasileiros

Centrais sindicais ocupam as ruas

Centrais sindicais ocupam as ruas em defesa dos empregos e da garantia de direitos dos trabalhadores

Leia também: → Contra a retirada de direitos, trabalhadores ocupam a Avenida Paulista neste dia 16/08 → Audiência Pública em SP contra a retirada de direitos é marcada por presença massiva e forte comoção → Nova agenda de mobilização contra a perda de direitos trabalhistas e sociais Os trabalhadores/as brasileiros enfrentam dois grandes desafios: o aumento do desemprego com

sus

Nota Política da Frente Nacional Contra a Privatização da Saúde

O ilegítimo governo Temer e os ataques ao Sistema Único de Saúde (SUS) Desde a década de 1970, o Movimento pela Reforma Sanitária veio se consolidando, trazendo um novo debate sobre a relação saúde-doença e defendendo que a saúde só pode ser atingida com condições plenas de vida, o que inclui muito mais do que

Nova agenda de mobilização contra a perda de direitos trabalhistas e sociais

Belém (PA): 7 de outubro;
Recife (PE): 14 de outubro;
Cuiabá (MT): 21 de outubro;
Salvador (BA): 4 de novembro;
Natal (RN): 11 de novembro;
São Luís (MA): 18 de novembro;
Rio de Janeiro (RJ): 21 de novembro;
Curitiba (PR): 2 de dezembro.

Antônio Augusto de Queiroz | Ameaças da reforma previdenciária de Michel Temer

Antônio Augusto de Queiroz* O ministro Chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, em entrevista ao Jornal O Globo (30/07/2016) antecipou as bases da reforma da previdência que foi submetida ao presidente interino, Michel Temer, e que será encaminhada para votação no Congresso após a conclusão do processo de impeachment. Se confirmada nos termos anunciado pelo

PEC 241: Adiada para a próxima semana a votação de projeto governista que rasga os direitos sociais garantidos pela Constituição

Um pedido de vista adiou a análise da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/16 para a próxima terça-feira (9) pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados. A proposta do governo golpista de Michel Temer pretende eliminar a vinculação de receitas destinadas à educação e ao orçamento da

Brasil perde 1,765 milhão de postos de trabalho formais em um ano

Em junho, 91.032 vagas de empregos formais foram fechadas no país, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados na quarta-feira(27) pelo Ministério do Trabalho. O resultado mantém a tendência de mais demissões que contratações. Os números mostram que a suposta volta da confiança exposta pelos meios de comunicação após o afastamento

DIESAT realiza nesta sexta (29) o seminário “Saúde do Trabalhador no contexto da Seguridade Social”, em SP

O  DIESAT (Departamento Intersindical de Estudos e Pesquisas de Saúde e dos Ambientes de Trabalho) realizará o seminário “Saúde do Trabalhador no contexto da Seguridade Social” nesta sexta (29), em São Paulo. Com início às 9h, o objetivo deste seminário será debater: Financiamento e desestruturação do SUS; Mito do déficit da Previdência Social; Rumos da Política de Assistência

Defender Nossos Direitos, Radicalizar a Democracia!

FORA TEMER! O POVO DEVE DECIDIR! DEFENDER NOSSOS DIREITOS, RADICALIZAR A DEMOCRACIA! Não precisou nem dois meses para que as máscaras caíssem e as razões do golpe fossem expostas em praça pública. O aprofundamento de uma política antipopular e entreguista veio já nos primeiros dias. E logo ficou claro que a suposta batalha contra a

Caça às bruxas no INSS: governo manda rever todos os auxílios-doença e aposentadorias por invalidez nos próximos 2 anos

O ilegítimo governo Michel Temer traça uma ofensiva sem precedentes contra milhares de brasileiros afastados por motivos de doença, a partir de uma parceria nefasta realizada com a Associação Nacional dos Médicos Peritos da Previdência Social (ANMP). O acordo com os peritos foi selado na quinta-feira (07/07) e prevê uma verdadeira força-tarefa no INSS para

Aumentar a idade de aposentadoria é uma proposta irrealista

Entenda os problemas dos argumentos a favor do aumento da idade de aposentadoria, cerne da reforma da Previdência proposta por Michel Temer (PMDB). O adiamento, na terça-feira 28, do envio da proposta de reforma da Previdência ao Congresso pelo presidente interino Michel Temer é o segundo fracasso desse ponto da pauta socioeconômica mais regressiva de uma

Governo reduz grupo de trabalho sobre a Previdência: de 50 só ficarão 6 pessoas

Em uma clara ação antidemocrática, o governo Michel Temer reduz drasticamente, de 50 para 6, o número de integrantes do grupo de trabalho que discute a reforma da Previdência Social. O anúncio foi feito pelo ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha (PMDB), nesta quarta-feira (29). A redução, segundo o ministro, visa “garantir o entendimento após

Carta de lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social

Queremos o Ministério da Previdência de volta! No dia 31 de maio de 2016 estiveram reunidas 56 entidades, dentre elas sindicais, associações, organizações classistas e institutos de especialistas, apoiando o lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social, que com o apoio da sociedade lotou o auditório Petrônio Portela do Senado Federal. Dentre

Lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social

No próximo dia 31, no Senado Federal, centrais sindicais, como a Intersindical, sindicatos e demais entidades de trabalhadores/as, em conjunto com parlamentares farão o lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social. A Iniciativa é do Senador Paulo Paim, titular da Comissão de Direitos Humanos do Senado. Diante do pior momento da história

Denise Gentil descortina a estratégia de mercado por trás da tão propagada reforma da Previdência

Denise Gentil descortina a estratégia de mercado por trás da tão propagada reforma da Previdência

Denise Gentil descortina a estratégia de mercado: O ajuste fiscal é um mero pretexto para que esse acordo financeiro com os rentistas seja levado às últimas consequências, explica a professora do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Denise Lobato Gentil.

INSS vai aceitar atestado do SUS para trabalhador receber auxílio-doença e benefício previdenciário

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), de acordo com o Decreto 8.691, publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (15), irá aceitar o atestado do Sistema Único de Saúde (SUS) como prova para a concessão do auxílio-doença e benefício previdenciário para os trabalhadores afastados por mais de 15 dias. Até então, a regra

Denise Gentil-deficit da previdência

‘Ajuste fiscal e reforma da Previdência começaram pelas desonerações tributárias’, afirma pesquisadora da UFRJ no Senado

Denise Gentil, expôs não apenas o que a esquerda já sabe há tempos – que a Previdência Social é superavitária – como também que as desonerações tributárias concedidas durante o governo Dilma ao grande capital privado marcaram de fato o início do ajuste fiscal e estão criando os alicerces para a promoção da reforma da Previdência.

Governo e a grande mídia mentem sobre as contas da Previdência Social

A presidente Dilma Rousseff fez questão de comparecer no início dos trabalhos do Congresso Nacional, nessa terça-feira, 02. A ida de Dilma ao encontro dos parlamentares teve como motivação a defesa do ajuste fiscal baseado no corte de direitos trabalhistas e aumento de impostos, em especial a volta do CPMF. No entanto, enquanto amplia a

Antônio Augusto de Queiroz | Reforma da Previdência será tiro no pé

Antônio Augusto de Queiroz* A presidente Dilma Rousseff pretende anunciar, possivelmente já na primeira reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), o chamado “Conselhão”, as bases de uma nova reforma da previdência no Brasil. Para tanto já solicitou às equipes técnicas que apresentem duas alternativas, com as diretrizes para as mudanças constitucionais relativas

Denise Gentil-deficit da previdência

Em tese de doutorado, pesquisadora denuncia a farsa da crise da Previdência no Brasil forjada pelo governo com apoio da imprensa

Com argumentos insofismáveis, Denise Gentil destroça os mitos oficiais que encobrem a realidade da Previdência Social no Brasil. Em primeiro lugar, uma gigantesca farsa contábil transforma em déficit o superávit do sistema previdenciário, que atingiu a cifra de R$ 1,2 bilhões em 2006, segundo a economista.

Aposentados pagam a conta da “crise financeira”

Veto ao reajuste dos aposentados e pensionistas é desrespeito A Intersindical Central da Classe Trabalhadora lamenta com indignação o veto da presidente Dilma Rousseff ao reajuste dos aposentados que ganham acima do mínimo, publicado hoje (30) no Diário Oficial da União. Mais uma vez, o povo paga a conta da “crise financeira” patrocinada pelas grandes

Intersindical apoia greve dos trabalhadores do INSS

A Intersindical – Central da Classe Trabalhadora apoia a greve dos trabalhadores do INSS e nesse momento participa de paralisação da agência de Santos, que fica na Aparecida. Os servidores reivindicam reposição salarial de 27,3%, realização de concurso público e que seja incorporada gratificação ao salário por produtividade. O combate à terceirização também está na

Fórmula 85/95: Contra o veto presidencial e a regra progressiva

INTERSINDICAL  – Central da Classe Trabalhadora A Presidenta Dilma Rousseff (PT) vetou na última quarta-feira, 17, a Medida Provisória (MP) que institui o cálculo 85/95, aprovada no Congresso Nacional, e se configura como uma alternativa ao Fator Previdenciário, criado pelo Governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB), na década de 1990. O Fator Previdenciário é um dos

Top