Preso político da Colômbia, Hubert Ballesteros Gomez, deixa a prisão após 3 anos

Após três anos, quatro meses e dezenove dias permanecendo nas masmorras do regime capitalista colombiano, preso sob falsas acusações, o líder dos trabalhadores e camponeses Hubert Ballesteros Gomez recuperou a liberdade.

Hubert manteve-se firme, mesmo nas difíceis condições de cativeiro e de lá denunciou as condições precárias em que se encontram os presos políticos e detidos por outras causas.

Ele também denunciou o sistema capitalista colombiano com relação às injustiças cometidas contra os camponeses, os trabalhadores e as comunidades pobres e excluídas, falou sobre várias questões de políticas, sindicais e da vida social do nosso país, sempre defendendo os interesses de classe dos trabalhadores.

Juntamente com Hubert, libertados outros presos políticos, como parte do acordo em Havana.

A FSM agradece imensamente a solidariedade valiosa oferecida por diferentes sindicatos, personalidades populares, parlamentares e ativistas de direitos humanos e políticos de todo o mundo e da Colômbia.

Sem essa solidariedade não teria sido possível a liberdade do companheiro Hubert. A FSM gradece  em particular as declarações de diversas organizações e sindicatos filiados à FSM exigindo a libertação de Hubert.

Congratulamo-nos com o nosso prestígio liberdade de associação, camponês e líder proletário, que, sem dúvida, vai acompanhar as lutas e ações por uma Colômbia em paz, democrática, inclusiva e soberano, por que sempre lutou e continua a lutar.

Fonte:FSM

*

Top