Notícias articles

É GREVE GERAL em defesa da aposentadoria e direitos trabalhistas

É GREVE GERAL em defesa da aposentadoria e direitos trabalhistas

Fortalecer a Greve Geral, preparar fortes paralisações da produção e da circulação e realizar grandes manifestações em todo o país. Esses são os principais desafios dos próximos dias colocados para todas as organizações que realmente se orientam pelos interesses da classe trabalhadora e da maioria do povo brasileiro.

NOTA DAS CENTRAIS SINDICAIS: Dia 30 de junho vamos parar o Brasil

A ação unitária das Centrais Sindicais tem resultado em uma grande mobilização em todos os cantos do país, como vimos nos dias 08 de março, 15 de março, na Greve Geral de 28 de abril e no Ocupa Brasília em 24 de maio.

Impunidade e denúncia na ONU: um ano do massacre contra Guarani Kaiowá em Caarapó, no MS

Há um ano, fazendeiros do município de Caarapó, no Mato Grosso do Sul, na fronteira com o Paraguai, massacravam indígenas da etnia Guarani Kaiowá, na reserva Tey’ikue. Fazendeiros e seu jagunços, encapuzados, armados e equipados com retroescavadeiras e caminhonetes, almejavam recuperar suas terras, utilizadas para monoculturas.

CNBB reafirma apoio aos trabalhadores e aos direitos estabelecidos na Constituição

Dom Sérgio da Rocha, Presidente da CNBB e Dom Leonardo Steiner, Secretário Geral da entidade que reúne os Bispos receberam na tarde de ontem dirigentes da CUT e Intersindical. Os trabalhadores se reuniram com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil para externar a preocupação com o desmonte dos direitos patrocinado pelo governo no Congresso Nacional e para pedir o apoio da entidade à greve marcada para o dia 30 de junho.

Participantes de audiência afirmam que não há apoio da OIT à reforma trabalhista

A OIT, por meio de sua Comissão de Peritos, divulgou relatório após a recente Conferência de Genebra no qual condena a aplicação da negociação coletiva com o objetivo de flexibilizar direitos definidos em lei, na linha que estaria sendo seguida pela reforma trabalhista brasileira.

Intersindical participa do lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional

A Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional (formada por deputados e senadores contrários ao entreguismo do país) será lançada nesta quarta-feira (21), às 15h, no Plenário 2 da Câmara dos Deputados. O economista Sammer Siman, da Intersindical Central da Classe Trabalhadora e das Brigadas Populares, acompanha e nos representará no evento.

Governo sofre derrota de reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais

A Comissão de Assuntos Sociais do Senado rejeitou nesta terça-feira (20) – dia do ‘Esquenta’ da Greve Geral – o projeto de lei da reforma trabalhista. A vitória dos trabalhadores foi apertada. Foram apenas 10 votos contra o desmonte da Consolidação das leis do trabalho (CLT) e 9 a favor da precarização prevista no relatório do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), que já havia sido vitorioso na Comissão de Assuntos Econômicos.

Estudo do Senado: Reforma da Previdência prejudica menos escolarizados, mulheres e negros

A Consultoria Legislativa do Senado Federal divulgou esta semana um estudo entitulado “(Des)Proteção Social: Impactos da Reforma da Previdência no Contexto Urbano” analisando os impactos que a proposta de emenda à Constituição 287 – que prevê mudanças na Previdência Social e nas regras de aposentadoria do Brasil – deve ter na vida de milhões de brasileiros.

Comparar orçamento público e orçamento doméstico é uma falácia

Muitos cidadãos e alunos me perguntam porque nós, economistas keynesianos (ou “heterodoxos”), somos contrários à redução do gasto público para evitar a explosão da dívida pública. A pergunta vem muitas vezes acompanhada de uma analogia com o orçamento doméstico: se uma família gasta mais do que recebe por muito tempo, ela acumula dívidas que, a partir de um certo momento, afastam seus credores.

‘Reforma’ trabalhista deve ser votada na CAS nesta terça-feira (20)

O projeto de desmonte da legislação trabalhista brasileira (PLC 38/2017) deve ser votado, na próxima terça-feira (20), na Comissão de Assuntos Sociais (CAS). O relator, senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), manteve o texto aprovado pela Câmara dos Deputados e fará apenas sugestões à Presidência da República de vetos e aperfeiçoamentos por meio de medida provisória.

Dia 20 de junho é o nosso ‘Esquenta’ para a greve geral do dia 30/06

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora, ao lado da Frente Povo Sem Medo, Frente Brasil Popular, demais centrais sindicais e movimentos sociais, integra o Dia Nacional de Mobilização que será realizado nesta terça-feira (20) com panfletagem nas ruas, estações de trem, metrô e ônibus desde às 6 horas da manhã, assembleias em diversos sindicatos, palestras e mobilizações em geral para a divulgação da greve geral do dia 30 de junho.

Baixe o Jornal da Greve Geral do dia 30/06!

Já está disponível o jornal da Greve Geral que acontecerá em todo o Brasil no próximo dia 30/06 (sexta-feira). Além do tema por Diretas Já, a publicação também aborda a reforma da previdência, a reforma trabalhista e porque estamos parando nossas atividades em 30 de junho.

Gilberto Maringoni: “O aumento das lutas sociais pode nos garantir”

“A nossa conjuntura deu uma virada há dois meses. Até 15/03 estávamos fechados à possibilidade de luta. O governo vinha com um trator e a gente a pé.  Mas agora temos como nos fazer ouvir através da luta política”. A declaração foi dada pelo jornalista e professor de Relações Internacionais, Gilberto Maringoni, durante a reunião de análise de conjuntura da Intersindical Central da Classe Trabalhadora.

Após 7 horas, oposição conclui leitura de votos contrários à reforma trabalhista

Após mais de sete horas de leitura, os senadores da oposição concluíram a apresentação dos votos em separado contrários ao texto da reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado. Somente a leitura do voto do senador Paulo Paim (PT-RS) durou quatro horas.

Empresas são condenadas em R$ 1 milhão por terceirização ilícita

Duas empresas, integrantes de um mesmo grupo econômico, foram condenadas a pagar R$ 1 milhão de indenização por danos morais coletivos causados por terceirização ilícita de motoristas de caminhão. A decisão é da 9ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região que reduziu o valor da indenização, que era de R$ 11 milhões.

A luta se faz com pressão popular: vitória do MTST em São Paulo

Mais de 10 mil trabalhadoras e trabalhadores do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) enfrentaram o frio desta terça-feira (13) para parar o centro econômico da cidade e garantir que o compromisso firmado em março, em resposta à ocupação de 22 dias do Movimento em frente ao Escritório da Presidência, seja de fato cumprido.

Nota do Conselho do Cimi: Vivemos um contexto onde tenta-se impor um regime de exceção

O Conselho do Cimi, composto pelas coordenações regionais e diretoria da entidade, reunido de 06 a 09 de junho, em Luziânia, Goiás, refletindo sobre o contexto sociopolítico, econômico e jurídico pelo qual passa o Brasil, vem a público para manifestar sua inconformidade e seu repúdio aos ataques institucionais desencadeados contra povos indígenas, seus direitos e aliados.

Intersindical assina pedido de impeachment contra Gilmar Mendes

Saiba mais: → Resolução: GREVE GERAL em defesa dos direitos trabalhistas e da aposentadoria → Nota de apoio aos juízes Valdete Souto Severo e Jorge Luis Souto Maior A jurista Anjuli Tostes Faria, da Intersindical Central da Classe Trabalhadora e das Brigadas Populares, se soma a outros profissionais, estudantes e juristas nesta quarta-feira (14) às 14h,

Madeireiros se reúnem e ameaçam invadir aldeia Pyhcop Catiji Gavião (MA) a qualquer momento

Integrantes da Guarda Florestal Indígena do povo Pyhcop Catiji Gavião, da aldeia Rubiácea, bloquearam nesta terça-feira, 13, uma estrada aberta por madeireiros para a retirada ilegal de madeira da Terra Indígena Governador, no sudoeste do Maranhão. Um integrante do bando criminoso forçou a passagem e o conflito se estabeleceu, ainda sem notícia oficial de feridos. Desde então, em represália, os madeireiros passaram a se concentrar e ameaçam invadir a aldeia Rubiácea a qualquer momento.

Guilherme Boulos explica por que o governo Temer ainda não caiu

O governo Temer, que há duas ou três semanas já era dado como “cachorro morto” pela grande mídia, pode estar à beira de uma recomposição que eventualmente poderá levá-lo ao fim em 2018 após denúncias explícitas por parte da Rede Globo. A vitória no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o fato do PSDB ainda não ter desembarcado do governo como se esperava, a base parlamentar que não ruiu inteiramente e que se expressa com o avanço acelerado da reforma trabalhista no Senado, mostram claramente que há quem o sustente.

Movimento ‘Fora Temer, Nenhum Direito a Menos e Diretas Já’ ganha nova massa de adeptos

A maior concentração de pessoas que nesse domingo (11) exigiu a queda de Michel Temer e a imediata convocação de eleições diretas ocorreu na Bahia. Cerca de 100 mil pessoas se concentraram no farol da Barra, onde se apresentaram mais de  20 artistas e bandas, entre eles, Daniela Mercury e Margareth Menezes.

Resolução: Greve Geral em defesa dos direitos trabalhistas e da aposentadoria

A crise política, econômica e institucional que abala o país teve mais um triste capítulo nos últimos dias. O escárnio de Gilmar Mendes e do judiciário no espetáculo deprimente do TSE demonstra até onde os poderes da república estão dispostos a ir para defender os interesses do sistema financeiro, do rentismo, do latifúndio e dos donos do dinheiro, materializados, principalmente, nas reformas da previdência e trabalhista, na terceirização e no congelamento dos investimentos públicos nas áreas sociais. Mas essa farsa, no entanto, conseguirá apenas adiar a agonia institucional que se aprofundou desde o golpe de 2016 assolando a ilegitimidade do atual executivo, a maioria conservadora do congresso nacional e do judiciário.

IBGE constata: trabalho infantil cresce entre crianças de 5 a 9 anos no Brasil

O mapeamento da situação do trabalho infantil do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que o número de trabalhadores precoces corresponde a 5% da população que tem entre 5 e 17 anos no Brasil. Elas estão nos semáforos, nos lixões, em feiras, restaurantes, no campo, em indústrias ou dentro de casa.

Nota de repúdio à chacina de Pau D’Arco (PA) e ao governo de Simão Jatene

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora manifesta sua indignação e repúdio a mais uma chacina de trabalhadores e trabalhadoras que ocorreu no Pará, cujo governo de Simão Jatene (PSDB) há 20 anos instalado na máquina pública, já está se acostumando a ver tal situação sem que tome providência no sentido de impedir a concretização dessa  perversa realidade.

Intersindical repudia declarações de ministro do TSE Napoleão Maia em julgamento da chapa Dilma-Temer

A Intersindical – Central da Classe Trabalhadora repudia com veemência as declarações intempestivas, antidemocráticas e irresponsáveis do atual ministro do Superior Tribunal de Justiça, Napoleão Nunes Maia, em sua alocução no julgamento da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral, na sexta-feira (9).

Rolo compressor pode adiantar votação de reforma trabalhista direto para o plenário

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora tem alertado nos últimos dias que o Senado pode não esperar a tramitação completa da reforma trabalhista nas três comissões da Casa. A possibilidade de passar por apenas duas comissões chegou a ser admitida à imprensa, na quarta-feira (7), pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE).

Quem é o empresário milionário que fez a reforma trabalhista passar irretocada em comissão do Senado

UM REPRESENTANTE PATRONAL: empresário dono de companhias em diferentes áreas, com um patrimônio estimado em aproximadamente R$400 milhões, acionista com investimentos em diversos bancos dentro e fora do país. O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) é o presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde foi concluída ontem a primeira fase de discussões e análises da Reforma Trabalhista no Senado.

TSE rejeita pedidos da chapa Dilma-Temer no 1° dia de julgamento

O primeiro dia de julgamento da ação do PSDB que pede a cassação da Chapa Dilma Rousseff-Michel Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi marcado pela derrota das contestações iniciais da defesa sobre pontos do processo. Foram ao todo sete preliminares contestando desdobramentos da ação. Na terça-feira (6), quatro delas foram analisadas e rejeitadas por unanimidade. O julgamento será retomado nesta quarta-feira (7).

Reforma trabalhista avança no Senado e corre o risco de ser tratorada

Com 14 votos contra a classe trabalhadora, e 11 pela não aprovação, os governistas que compõem a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovaram, no final da tarde de terça-feira (6), o relatório da Reforma Trabalhista do relator Ricardo Ferraço (PSDB/ES), que não fez nenhuma alteração no texto aprovado às pressas na Câmara dos Deputados.

Entidades criam a Frente Ampla Nacional pelas Diretas Já

O Brasil atravessa uma grave crise política, econômica, social e institucional. Michel Temer não reúne as condições nem a legitimidade para seguir na presidência da República. A saída desta crise depende fundamentalmente da participação do povo nas ruas e nas urnas. Só a eleição direta, portanto a soberania popular, é capaz de restabelecer legitimidade ao sistema político.

Para trabalhadores e economistas, reforma da Previdência pode empobrecer o interior

Para os representantes dos trabalhadores rurais, a reforma da Previdência proposta pelo governo federal “é incompatível” com a economia da agricultura familiar e gerará exclusão social, empobrecimento e desemprego em amplas regiões no interior do país, podendo contribuir para a ocorrência de um novo êxodo rural.

Pernambuco também tem ato pelas Diretas Já neste domingo (4)

Dezenas de artistas pernambucanos se reunirão neste domingo (4),na Praça do Carmo, no Sítio Histórico de Olinda, a partir das 15h, no evento ‘Não Me Venha com Indiretas’! A intenção dos realizadores é reforçar a vontade do povo brasileiro de escolher pelo voto direto e popular o presidente da República que, em breve, substituirá o governante ilegítimo Michel Temer.

PEC das Diretas vai a plenário no Senado. Só a mobilização popular pode garantir mudança.

A PEC das eleições diretas (PEC 67/2016) deu um passo adiante na quarta-feira (31) ao ser aprovada, por unanimidade, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. A proposta prevê diretas já, se o posto de presidente da República ficar vago nos três primeiros anos do mandato, um a mais do que diz a atual legislação. Michel Temer assumiu como vice em 2014. Teoricamente a mudança abra espaço para que a população escolha o substituto de Temer, caso ele venha a cair até o final do ano.

Nota das centrais sindicais em solidariedade à Ocupação Chico Prego, no ES

As diretorias estaduais do Espírito Santo da CUT, da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, da CSP/CONLUTAS e o Sindicato dos Servidores Públicos do ES manifestam total apoio à Ocupação Chico Prego, localizada no Ed. Maria Clara da Silva, e repúdio a decisão judicial de 2ª instância que deferiu pedido liminar de reintegração de posse do prédio em questão.

Votação da reforma trabalhista na CAE do Senado fica para a próxima terça dia 6

A votação da reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal ficou para a próxima terça-feira, dia 6 de junho. Após acordo entre base aliada e oposição, o relator, Ricardo Ferraço (PSDB-ES) – que tentou tratorar a leitura do relatório semana passada – , finalmente teve que ler o texto para os presentes.

Advogados previdenciários apontam erros da reforma na CPI da Previdência

Advogados do ramo do Direito Previdenciário foram unânimes em afirmar, em audiência pública na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Previdência, que a reforma proposta pelo governo para o setor parte de diagnósticos equivocados e premissas seletivas. Para eles, a reforma é “aberrativa” e leva o país “para o abismo”. A audiência, realizada nesta segunda-feira (29), foi a sexta promovida pela CPI para tratar do assunto.

Dono da “fazenda de Temer” recebeu R$ 1 milhão de propina para presidente, diz JBS

O presidente Michel Temer recebeu R$ 1 milhão em propina, em uma caixa, por meio de seu amigo João Baptista Lima Filho. Pelo menos é o que diz a JBS. O Estadão informa, nesta segunda-feira, que os irmãos Wesley e Joesley Baptista fizeram um dossiê – o Relatório Argeplan – contra o coronel reformado, dono da fazenda onde foi articulado o impeachment de Dilma Rousseff e da Argeplan, empresa investigada na Lava-Jato.

Ocupação Maria Guerreira, em BH, em iminente ameaça de despejo!

Mais de 100 famílias da Ocupação Maria Guerreira, localizada no bairro Copacabana em Belo Horizonte, estão ameaçadas de despejo por uma decisão horrorosa do Juiz da 3ª Vara dos feitos da Fazenda Pública Municipal que, sem observar os direitos fundamentais e o princípio da dignidade humana, estipula um prazo de 72 horas para os moradores saírem de suas casas, sem apresentar qualquer alternativa de moradia e ainda prevê multa para o Estado caso este opte pela via democrática e justa do diálogo e negociação.

Com 10 executados no PA, Brasil tem 25 mortos em chacinas no campo em 40 dias

O ano de 2017 começa a entrar para a história como um dos períodos mais sangrentos para camponeses desde a redemocratização, em 1985. Uma sequencia de três chacinas ocorridas em menos de 15 dias, na segunda quinzena de abril, e deixou 15 mortos. Com o massacre desta quarta-feira (24/05) em Pau D’Arco, no Pará, são 25 homicídios em apenas 40 dias, somente em massacres.

Trabalhadores de Portugal condenam repressão ao Ocupa Brasília

A CGTP-IN condena a violenta repressão dos manifestantes do movimento Ocupe Brasília, quando estes se dirigiam pacificamente para o Congresso Nacional na capital brasileira convocados pelas centrais sindicais deste país e pelo movimento popular.

Ocupa Brasília faz governo temer a unidade do povo e recorrer às Forças Armadas

A participação das centrais sindicais unidas e dos movimentos sociais unidos com pelo menos 200 mil pessoas foi determinante para o sucesso do Ocupa Brasília na quarta-feira (24). Prova disso foi a ação autoritária de Michel Temer, que temendo o poder de mobilização do povo contra as reformas e contra sua permanência na Presidência da República, editou um decreto concedendo poder de polícia às Forças Armadas para reprimir e dispersar o ato.

Agenda do golpe não dá trégua: relatório sobre reforma trabalhista avança na Senado

O clima esquentou no Senado na terça-feira (23), um dia antes do Ocupa Brasília desta quarta-feira (24). A reunião sobre a reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Econômicos foi uma verdadeira tratorada no povo e foi noticiada pela grande mídia de forma deturpada. Por isso Alexandre Caso, da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, explica o que de fato ocorreu na reunião de terça-feira (23) na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado e que indignou os senadores da oposição.

Ocupa Brasília: Centrais sindicais e Frentes populares se reúnem para organizar as manifestações deste dia 24

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora e as demais entidades que compõem a Frente Povo Sem Medo e a Brasil Popular reafirmam que estarão em Brasília pelo Fora Temer, por eleições diretas já e pela retirada imediata dos projetos das reformas (trabalhista e previdenciária).

Audiência na CPI mostra falta de consenso sobre reforma do sistema previdenciário

No entendimento do presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Ernesto Lozardo, diante do atual quadro das despesas públicas, as propostas de reforma vão assegurar definitivamente a solvência da Previdência Social respeitando os direitos adquiridos, sem afetar os beneficiários e segurados que já têm os requisitos para os benefícios.

R$ 55 bi para aprovar a reforma da previdência

As negociatas para aprovação da reforma da previdência avançava nas casas antes do surgimento dos áudios envolvendo Michel Temer e os donos da JBS. No balcão, votos e apoios são comprados descaradamente com perdão de dívidas previdenciárias, movimentando um montante vergonhoso – R$ 55 bi – valor que, se fosse pago ao INSS, com certeza cobriria o tal déficit das contas.

Mesmo com queda de Temer, mercado vai querer continuar no comando

Consultorias já avaliam que Temer caiu. A MCM Consultores vai além, apontando, em nota enviada a clientes, que “do ponto de vista da economia e da restauração da normalidade no país, quanto mais rápido Temer cair, melhor”. Segundo sua avaliação, a renúncia do presidente seria o melhor caminho, havendo como alternativa a cassação da chapa Dilma-Temer no TSE.

Diversos ônibus da Intersindical já estão na estrada para o Ocupa Brasília

Os companheiros de localidades mais distantes já saíram de casa na manhã desta segunda-feira (22) para participar do Ocupa Brasília. O ato, que se realizará nesta quarta-feira (24) na capital federal com um sonoro ‘Fora Temer’, em defesa das ‘Diretas Já’ e da retirada de pauta dos projetos de reforma da Previdência e reforma trabalhista, promete ser um dos maiores protestos já realizados em unidade com todas as centrais sindicais e os movimentos sociais.

Bispos recordam Constituição Federal: “é dever de todo servidor público, principalmente os que detêm elevadas funções, manter conduta íntegra” (Art. 37)

Os membros da Presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), emitiram na manhã desta sexta-feira, 19 de maio, uma Nota Oficial com o título “Pela Ética na Política” na qual afirmam que a Conferência está “unida aos bispos e às comunidades de todo o país” e acompanha “com espanto e indignação” as graves denúncias de corrupção política acolhidas pelo Supremo Tribunal Federal.

Frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular avisam: movimentos vão às ruas lutar por Fora Temer e eleições direitas!

Os líderes dos movimentos sociais que compõem a Frente Povo Sem Medo e Brasil Popular avisaram quinta-feira (18) em coletiva de imprensa realizada em São Paulo: não vamos aceitar um golpe dentro do golpe. Os eixos “Fora Temer”, “retirada imediata das reformas Trabalhista e Previdenciária” e a retomada da democracia por eleições diretas nortearão a luta nos próximos dias.

O fato mais importante ocorrido dia 18/05: a paralisação das reformas trabalhista e previdenciária

A quinta-feira (18) foi marcada por diversos fatos importantes: a autorização dada pelo Supremo Tribunal Federal para a abertura de investigação contra o presidente ilegítimo, a homologação da delação premiada dos donos da JBS, a divulgação dos áudios que mostram que Temer soube e apoiou a compra do silêncio de Eduardo Cunha, a saída de Aécio Neves da presidência do PSDB e o afastamento dele da função de senador, a debandada de aliados políticos… mas o fato mais relevante foi sem sombra de dúvidas a retirada das reformas trabalhista e previdenciária da pauta acelerada do Congresso Nacional.

9 deputados ruralistas estão entre 13 recordistas de acusações criminais no STF

Um levantamento do site Congresso em Foco mostra que apenas 13 deputados, juntos, colecionam cem inquéritos e ações penais no Supremo Tribunal Federal (STF). De Olho nos Ruralistas constatou que pelo menos 9 deles fazem parte da bancada ruralista. Três estão na CPI da Funai. As acusações criminais vão de corrupção até homicídio. Esses parlamentares são responsáveis por projetos que retiram direitos de trabalhadores rurais, indígenas e camponeses.

Nota: Nenhuma reforma! Fora Temer. Diretas já. Soberania popular nas ruas e nas urnas

Diante das evidências que vieram à público nesta quarta-feira, 17, envolvendo o ilegítimo Temer e Aécio Neves, a Intersindical se soma às iniciativas da Frente Povo Sem Medo, em unidade com a Brasil Popular, para intensificar as mobilizações pela retirada imediata das “reformas” que desmontam os direitos sociais, pela anulação do projeto de trabalho temporário e terceirização sancionado pelo ilegítimo, pela derrubada de Temer e para que prevaleça a democracia, por meio de eleições diretas e com povo nas ruas.

Com crise, Ferraço diz que tramitação da reforma trabalhista está suspensa

O relator da reforma trabalhista (PLC 38/17), no Senado, Ricardo Ferraço (PSDB- ES), disse ao Globo que, diante da crise institucional vivida pelo governo, a tramitação do projeto no Senado Federal está suspensa temporariamente. Veiculou o jornal Extra online, do Rio. Antes da divulgação de que o presidente Michel Temer (PMDB) teria sido gravado dando aval à compra do silêncio do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), a ideia era apresentar o relatório na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), já na semana que vem.

Top