Tag Archives: reforma trabalhista

Centrais apresentam Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora ao Senado e Câmara

Centrais apresentam Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora ao Senado e Câmara

Centrais apresentam Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora ao Senado e Câmara

Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora será entregue aos presidentes do Senado e da Câmara. As centrais sindicais INTERSINDICAL, CUT, CTB, Força Sindical, Nova Central, UGT e CSB farão a entrega da plataforma amanhã, dia 20, ao presidente do Senado e à presidência da Câmara.

OIT coloca Brasil em lista suja, por causa de reforma trabalhista

OIT coloca Brasil em lista suja, por causa de reforma trabalhista

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) incluiu o Brasil na lista de nações acusadas de descumprir normas internacionais de proteção dos trabalhadores. A decisão foi divulgada nesta terça-feira em Genebra, na Suíça, sede do organismo. Com isso, o Brasil entrou para um grupo de 24 países, ao lado de Haiti e Camboja. Um dos pontos questionados pela OIT é a priorização do negociado sobre o legislado, prevista na reforma trabalhista.

Reforma Trabalhista: MT regulamenta contratos autônomo, intermitente e a comissão de representantes

Reforma Trabalhista: MT regulamenta contratos autônomo, intermitente e a comissão de representantes

Aos poucos, o Ministério do Trabalho vai regulamentado pontos da Reforma Trabalhista. Incialmente, o fez por meio de despacho que tratou do alcance da Lei 13.467/17. Isto é, a norma passa a abarcar todos os contratos de trabalho e não apenas os que foram assinados depois da vigência do novo marco legal

Educação privada paralisa contra retirada de seus direitos

Educação privada paralisa contra retirada de seus direitos pelos donos das escolas

Diante da intransigência do donos das escolas privadas, os professores realizaram hoje um dia de greve, paralisando fortemente dezenas de escolas, em uma massiva assembleia que terminou agora, às 16h, em frente à sede do sindicato da categoria, o Sinpro-SP, centenas de professoras e professores decidiram realizar na próxima semana uma nova paralisação para decidir a manutenção da convenção coletiva.

Reforma Trabalhista limita qualidade do emprego formal e não impede avanço de informais

Reforma Trabalhista limita qualidade do emprego formal e não impede avanço de informais

Depois de 6 meses em vigor, a Reforma Trabalhista do governo Michel Temer não foi capaz de limitar o crescimento do mercado informal ou impedir a deterioração do emprego formal no país, quadro que adia a melhora do mercado de trabalho e da demanda interna, necessária para a recuperação econômica

Contratos anteriores à Reforma Trabalhista estão sujeitos à nova norma

Contratos anteriores à Reforma Trabalhista estão sujeitos à nova norma, decide Ministério do Trabalho

Em despacho publicado no Diário Oficial da União (DOU), desta terça-feira (15), o ministro da pasta, Helton Yomura, aprovou parecer jurídico da Advocacia Geral da União (AGU), que entende que as novas regras trabalhistas são aplicáveis de “forma geral, abrangente e imediata” a todos os contratos de trabalho regidos pela CLT, inclusive àqueles iniciados antes de sua vigência.

1º de Maio também será contra as reformas golpistas de Temer

1º de Maio também será contra as reformas golpistas de Temer

É necessário que a classe trabalhadora mantenha a mobilização. Por isso, em mais esse 1º de Maio, dia dos trabalhadores, nas diversas capitais do país, trabalhadoras e trabalhadores farão manifestações em defesa dos direitos e da democracia. Nossa luta é para restabelecer os direitos usurpados pelas reformas do golpe e pelo restabelecimento da democracia e das garantias constitucionais que estão rasgadas pelo judiciário, mídia, executivo e pela maioria do Congresso Nacional. Em Curitiba se concentrará o ato principal, mas em todas as cidades também haverão manifestações de trabalhadores das mais diversas categorias.

Reforma Trabalhista: salário, remuneração e contratações precárias

Reforma Trabalhista: salário, remuneração por produtividade e contratações precárias na nova lei laboral

Na série desta segunda-feira (2), de perguntas e respostas sobre a Reforma Trabalhista responderemos sobre o que é considerado salário, na nova lei, a renumeração por produtividade, que pode ser inferior ao mínimo, e, ainda, sobre novas modalidades de contratações precárias.

Se há conflito, Constituição prevalece sobre a lei, diz presidente do TST

Na cerimônia de posse da direção do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Michel Temer teve de escutar críticas à Lei 13.467, de “reforma” da legislação trabalhista. Já o novo presidente da Corte, João Batista Brito Pereira, disse que a administração “não sonha com unanimidade, mas com unidade”. Com Temer à direita e o vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, à esquerda, ele afirmou que a lei será cumprida, mas acrescentou que cabe ao Judiciário aplicá-la. “Se e quando a lei estiver em conflito com a Constituição, prevalece a Constituição.”

Trabalhadores vão às ruas em defesa da democracia, pelo direito de Lula ser candidato e contra a agenda do grande capital

Trabalhadores vão às ruas em defesa da democracia, pelo direito de Lula ser candidato e contra a agenda do grande capital

Milhares de trabalhadores foram às ruas nesta quarta-feira (24) em defesa da democracia e de Lula ser candidato. Em São Paulo, a INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora, juntamente com a Frente Povo Sem Medo e diversos movimentos populares de trabalhadores e trabalhadoras lotaram a Praça da República em defesa da democracia e contra as reformas trabalhista e da Previdência!

Bancários protestam contra implementação da reforma trabalhista no Santander

Bancários protestam contra implementação da reforma trabalhista no Santander

Ação sindical reuniu trabalhadores e trabalhadoras que protestaram contra diversas medidas de implementação da reforma trabalhista no banco, como acordo individual de banco de horas semestral, alteração da data de pagamento do dia 20 para o dia 30 a partir de março de 2018, e modificação do pagamento do 13º salário, antes previsto para fevereiro e novembro e, agora, maio e dezembro.

Bancários paralisam Santander em Santos e no Brasil

Bancários paralisam Santander em Santos e no Brasil

A reforma trabalhista de Temer deixou o Santander livre para demitir em massa, fracionar férias e alterar regras para não pagar horas extras, e ainda mudar datas do crédito do salário e 13º unilateralmente, sem negociar com os trabalhadores.

Trabalhadores do Santander paralisam contra a Reforma Trabalhista

Trabalhadores do Santander paralisam nacionalmente contra a implantação da Reforma Trabalhista

As agências do Banco Santander Brasil amanheceram paralisadas nacionalmente nesta quarta-feira (20). Há poucos dias do Natal, Sérgio Rial demitiu 200 trabalhadores do banco como presente de Natal.

Intermitente que receber menos que o mínimo pagará alíquota de 8%

Intermitente que receber menos que o mínimo pagará alíquota de 8%

O trabalhador que receber menos que o salário mínimo em um mês, ao realizar trabalho intermitente, deverá recolher alíquota de 8% de contribuição previdenciária. Essa alíquota será aplicada sobre a diferença entre a remuneração recebida e o valor do salário mínimo mensal. O esclarecimento foi feito pela Receita Federal no Ato Declaratório Interpretativo (ADI) RFB 6, publicado na edição desta segunda-feira (27) do Diário Oficial da União. Na Agência Brasil

Caixa pressiona empregados a aderir à jornada flexivel

Caixa pressiona empregados a aderir à jornada flexível

A Caixa tem tentado obrigar os trabalhadores e trabalhadoras a aderir à jornada flexível, o que pode ser considerado prática de assédio moral. Segundo denúncias feitas ao Sindicato dos Bancários/ES, mesmo após a orientação do jurídico da Caixa de não impor esse tipo de jornada, isso ainda está acontecendo em algumas agências. Em uma, na sexta-feira, 03, foi passado um termo para assinatura junto com parte do normativo interno da Caixa que trata da jornada flexível. O termo não dá aos bancários e bancárias a opção de escolherem se querem a jornada rígida ou flexível, orientando que optem somente pela segunda. Em outras agências, foi dito em reunião que quem realizar jornada rígida não poderá ir ao médico, atrasar nem um minuto, “sendo melhor para todos que passem para a jornada flexível”.

10/11: Unir o povo. Parar o Brasil! | INTERSINDICAL

10/11 – Parar o Brasil em defesa dos direitos!

Saiba mais: → É GREVE NACIONAL DIA 5/12: Contra reforma da Previdência Social e em defesa dos direitos! 10/11: Unir o povo. Parar o Brasil! Em defesa dos direitos, do serviço público e empregos para todas/os! 10 de novembro é Dia Nacional de Lutas. Em defesa dos direitos trabalhistas, da aposentadoria, do serviço e dos servidores

Santander, Sérgio Rial e os jagunços do Mercado - INTERSINDICAL

Santander, Sérgio Rial e os jagunços do Mercado

Entusiasta das Reformas Trabalhista e Previdenciária, Rial encontra nelas um campo livre para contratar por hora (trabalho intermitente), terceirizar, pejotizar e explorar de forma selvagem o bancário. Livra-o de direitos trabalhistas e da justiça do trabalho. Rial não tem compromisso com o Brasil e os trabalhadores  

Anamatra denuncia tentativas de retrocesso social e de ataque à independência judicial na Comissão Interamericana de Direitos Humanos

Anamatra denuncia tentativas de retrocesso social e de ataque à independência judicial na Comissão Interamericana de Direitos Humanos

A Associação Nacional dos Magistrados do Trabalho (Anamatra), o Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait) participaram nesta segunda-feira (23/10) de audiência pública na Comissão Interamericana de Direitos Humanos, ocorrida na cidade de Montevideo (Uruguai).

Patrões querem atacar Convenção Coletiva dos trabalhadores químicos

Patrões querem atacar Convenção Coletiva dos trabalhadores químicos

A pauta patronal do Grupo CEAG-10, da Fiesp, para a campanha salarial mostra que os patrões querem acabar com as jornadas de oito horas para aplicar o trabalho intermitente, conforme passará a ser permitido pela reforma trabalhista a partir de de 11 de novembro.

O mau exemplo que vem dos Estados Unidos para o Brasil

O mau exemplo que vem dos Estados Unidos para o Brasil

O sonho de consumo há muito acalentado pela elite econômica brasileira é ter um mercado de trabalho no Brasil totalmente desregulamentado. Já conseguiram, em parte, com a Reforma Trabalhista. A elite escravocrata brasileira não pensa no Brasil e no povo. Quer apenas manter privilégios. No quesito “relações de trabalho” se mira nos Estados Unidos.

Os contrastes da luta contra a reforma trabalhista e a cobertura da mídia no Brasil e na França

Os contrastes da luta contra a reforma trabalhista e a cobertura da mídia no Brasil e na França

Willy Delvalle, de Paris* Trinta mil franceses, segundo a polícia, ocuparam a Praça da República, em Paris, para protestar contra a Reforma Trabalhista sancionada pelo presidente do país, Emmanuel Macron. De acordo com a organização do ato, convocado pelo candidato derrotado à presidência Jean-Luc Mélenchon, eram 150 mil. Se foi um número ou outro, a

Temer na ONU: cinismo a serviço do rentismo e do conservadorismo

Temer na ONU: cinismo a serviço do rentismo e do conservadorismo

Da tribuna da Assembleia-Geral da ONU, o velhaco Michel Temer repete o enredo farsesco que a ninguém engana. Já no início do discurso oco, o ilegítimo atenta contra a inteligência mundial ao “condenar” a discriminação, opressão e miséria. Logo ele, responsável por um governo tão retrógado e reacionário, a exemplo, entre uma infinidade de medidas, da reforma trabalhista recentemente aprovada que joga milhões de pessoas na miséria do subemprego e na ultra precarização que aflige, principalmente, negros, mulheres, trabalhadores/as LGBT e demais setores oprimidos pela exploração.

Grito dos Excluídos 2017: 7 de setembro - Brasil

Grito dos Excluídos 2017: Vida em Primeiro Lugar! Por direito e democracia, a luta é todo dia!

Grito dos Excluídos 2017 – O povo da rua não é lixo! Polícia leva cobertores e materiais de trabalho de quem dorme na rua desde que iniciou a gestão. A população de rua recebe jatos de água na madrugada mais fria do ano. Guarda Civil tenta impedir distribuição de sopa quente para moradores de rua e dependentes químicos no dia seguinte.

PGR apresenta ação de inconstitucionalidade a pontos da chamada Reforma Trabalhista

PGR apresenta ação de inconstitucionalidade a pontos da chamada Reforma Trabalhista

O procurador geral da República (PGR), Rodrigo Janot apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) contra pontos da Lei 13.467/17, que trata da Reforma Trabalhista, aprovada pelo Senado em 11 de julho e sancionada em tempo recorde pelo presidente da República Michel Temer (PMDB) em 13 de julho.

Reforma Trabalhista e as Implicações para a Categoria Bancária

Reforma Trabalhista: bancários do ES debatem resistências ao desmonte dos direitos

O Sindicato dos Bancários/ES, filiado à Intersindical, realiza nos dias 25 e 26 de agosto o seminário Reforma Trabalhista e as Implicações para a Categoria Bancária. O evento ocorrerá na sede do Sindicato, no Centro de Vitória. O objetivo é estudar de forma aprofundada a reforma trabalhista e suas consequências para a categoria bancária, a fim de traçar estratégias de resistência aos ataques promovidos pelo governo Temer aos direitos dos trabalhadores.

No Congresso Brasileiro do Agronegócio, ataques à Justiça do Trabalho e à Constituição

No Congresso do Agronegócio, ataques à Justiça do Trabalho e à Constituição

Para o agronegócio, a reforma trabalhista não bastou. É preciso fazer uma “revolução” trabalhista. Durante o 16º Congresso Brasileiro do Agronegócio, nesta segunda-feira (07/08), em São Paulo, a Justiça do Trabalho e a Constituição de 1988 foram dois alvos principais. Os juízes do trabalho foram definidos como “mal formados”. A legislação trabalhista, como “tiranossáurica”. Procuradores, como “loucos”. Eles consideram que os atuais juízes e ministros não endossarão as novas leis.

Caixa Econômica anuncia que contratará serviços temporários

Caixa Econômica anuncia que contratará serviços temporários para realização de tarefas do banco

Uma normativa da Caixa Econômica Federal  sobre trabalho temporário  define que a partir de agora os trabalhadores serão contratados por meio de empresas especializadas na prestação de serviços temporários para realizar as tarefas de técnico bancário e não terão nenhum vínculo empregatício com a Caixa.

Magda Biavaschi

AO VIVO: Maga Biavaschi, na Reunião da Direção Nacional da Intersindical debatendo a Reforma Trabalhista

Magda Biavaschi, desembargadora aposentada do TRT4 e pesquisadora no CESIT/IE/UNICAMP, na Reunião da Direção Nacional da Intersindical, debatendo a Reforma trabalhista e as perspectivas para os trabalhadores.

Nova regra para demissão reduz proteção ao trabalhador

Nova regra para demissão reduz proteção ao trabalhador e limita ação de sindicatos

Especialista do Dieese afirma que dispositivo criado na reforma trabalhista pode “legalizar” práticas fraudulentas, lesar o trabalhador e dificultar suas condições de reclamar seus direitos. Trabalhadores podem ser coagidos a assinar termo de quitação, abrindo mão de direitos trabalhistas

Valdete Souto Severo-A reforma-trabalhista-diante-da-ordem-constitucional

Valdete Souto Severo | E agora, José? A “reforma” trabalhista diante da ordem constitucional

A “reforma” trabalhista, aprovada dia 11 pelo Senado Federal, já foi sancionada no último dia 13, por Michel Temer. Sabíamos da pressa, desde o início. Assim como sabíamos que Temer não cumpriria a promessa de vetar dispositivos do texto legal, argumento na medida para aparentar ter seduzido senadores que posavam de indecisos. Precisamos admitir, porém, que não é hora para ingenuidades. Essa é também a razão pela qual não devemos crer que a edição de uma medida provisória possa alterar a radicalidade das mudanças contidas na Lei 13.467.

Carta Aberta defende o Direito do Trabalho e condena Justiça Política

Carta Aberta defende o Direito do Trabalho e condena Justiça Política

Juízas, Magistrados, membros do Ministério Público, Advogados e Advogadas foram os primeiros signatários da “Carta Aberta em Defesa do Direito do Trabalho e Contra a Justiça Política”, que passa a recolher assinaturas em campanha aberta à participação de qualquer cidadão. Clique AQUI para ler e assinar a Carta Aberta. O documento denuncia a destruição de direitos da classe trabalhadora, perseguição judicial e reafirma o compromisso com a democracia brasileira.

Reforma trabalhista no campo e suas consequências para o trabalhador rural

A nova proposta de reforma trabalhista no campo tem causado indignação em parte da sociedade, obviamente aquela provida de bom senso, pois o Projeto de Lei 6.442/2016, de autoria de Nilson Leitão (PSDB/MT), líder da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), propõe alterações nas leis trabalhistas no campo, que, se aprovadas, poderão levar o país aos tempos da escravidão novamente.

Precarização trabalhista de Temer viola nosso constitucionalismo social

Paulo Roberto Vecchiatti | Precarização trabalhista de Temer viola nosso constitucionalismo social

Paulo Roberto Iotti Vecchiatti* Muito já se falou e agora tem se reiterado sobre a precarização dos direitos de trabalhadoras e trabalhadores perpetrada pela deforma trabalhista do Governo Temer. Você não leu errado nem se trata de erro de digitação: o projeto de lei recém aprovado no Senado, a pretexto de “reformar”, para “modernizar” (sic),

Bradesco, Caixa e Banrisul anunciam PDV (Programa de Demissão Voluntária)

Bradesco, Caixa e Banrisul anunciam Programa de Demissão Voluntária

PDV: Novos contratados recebem 60% do salário de  quem saiu. Imediatamente depois da sanção do projeto de “reforma” trabalhista, agora Lei 13.467, Bradesco, Caixa Econômica Federal e Banrisul anunciaram programas de demissão voluntárias. No caso do Bradesco, o Programa de Demissão Voluntária (PDV) foi anunciado na quinta-feira (13), mesmo dia da sanção da lei.

Dieese descarta projeção de melhora na economia nos próximos meses

Dieese descarta projeção de melhora na economia nos próximos meses

O Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) divulgou nota técnica na sexta-feira 17 onde afirma não ver melhora na economia do país nos próximos meses, apesar de o resultado do PIB (Produto Interno Bruto) do primeiro trimestre ter crescido 1% na comparação com os três meses anteriores.

Sakamoto: Trabalhador só entenderá a tragédia quando buscar seus direitos

Leonardo Sakamoto | Trabalhador só entenderá a tragédia quando buscar seus direitos

O Senado Federal aprovou, na noite desta terça (11), a Reforma Trabalhista sem fazer nenhuma alteração no texto do projeto que veio dos deputados federais. Para evitar que mudanças levassem o projeto de novo à Câmara, Temer, via senador Romero Jucá, prometeu algumas migalhas de concessão aos senadores que topassem jogar no lixo sua função de casa revisora através de medidas provisórias e vetos.

Senadores que nunca mais terão o voto da classe trabalhadora

Marque os senadores que nunca mais terão o voto da classe trabalhadora

“Não vamos aceitar essa reforma trabalhista. Vamos seguir nos mobilizando. Cada estado deve pressionar seu senador e deputado que votou contra os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil”, diz Índio. “O Congresso e o Temer não têm legitimidade para levar adiante esse golpe de morte contra o povo”.

Inaceitável: Senado vota fim dos direitos trabalhistas!

Senado afronta o povo brasileiro e vota fim dos direitos trabalhistas. Inaceitável!

Classe trabalhadora fica à mercê da vontade e opressão dos patrões, sem poder recorrer à Justiça do Trabalho, sem representação sindical forte, com jornadas intermitentes exaustivas, almoço de 30 minutos, fatiamento das férias em três períodos e mulheres grávidas trabalhando em condições insalubres, entre outros pontos.

Votação da reforma trabalhista no Senado é retomada sob muita pressão

AO VIVO: Votação da reforma trabalhista no Senado é retomada sob muita pressão. Acompanhe

A Intersindical está presente no Senado fazendo pressão contra a votação da reforma trabalhista. Mas é preciso que você também pressione seus senadores. Entre em contato, envie e-mails, se manifeste nas redes sociais. Clique aqui e acesse o contato dos senadores em exercício.

Sammer Siman - O dia em que Senadores poderão declarar guerra no Brasil

Sammer Siman | O dia em que Senadores poderão declarar guerra definitiva no Brasil

A votação da assim chamada reforma trabalhista que se inicia agora no Senado deverá ser um marco inaugural da Guerra social no Brasil. Ao contrário do que tem anunciado a imprensa, não se trata de uma reforma para “gerar empregos”, mas sim uma agressão definitiva à CLT, que consolidou conquistas civilizatórias no Brasil, a exemplo de férias, 13 salário e horário de alimentação.

Intersindical participa de CDH sobre Reforma Trabalhista

Intersindical participa da CDH sobre Reforma Trabalhista

A Intersindical participa da CDH sobre Reforma Trabalhista nesta manhã no Senado Federal. Votação da reforma trabalhista: A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, rejeitou o mandado de segurança do senador Paulo Paim (PT-RS) que pedia a suspensão da tramitação da reforma trabalhista (PLC 38/2017).

Frente Povo Sem Medo vai ao Parlamento europeu denunciar a reforma trabalhista - Guilherme Boulos

Frente Povo Sem Medo vai ao Parlamento Europeu denunciar a ‘reforma’ trabalhista

O coordenador da Frente Povo Sem Medo e líder do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), Guilherme Boulos, está nesta segunda-feira (10), em Bruxelas, onde denunciou a ‘reforma trabalhista’ patrocinada pelo governo Temer no Parlamento Europeu.

Intersindical audiência pública na CDH do Senado debate aposentadoria especial para enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem

Intersindical participa de audiência pública na CDH do Senado

AO VIVO: Intersindical participa de audiência pública na CDH do Senado que debate aposentadoria especial para enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem. O debate aborda também a Reforma Trabalhista que está para ser votada nesta terça-feira (11) no plenário do Senado Federal. Acompanhe a transmissão.

Eunicio Oliveira e Michel Temer

Manter a mobilização e intensificar a pressão sobre o Senado. Não à reforma trabalhista!

Resolução da Direção Nacional da Intersindical – Central da Classe Trabalhadora – No último período, a classe trabalhadora realizou importantes lutas em defesa dos direitos trabalhistas, da aposentadoria e empregos para toda a população. O consórcio golpista ignorou a luta do povo brasileiro e ameaça votar no plenário do Senado o texto que legaliza práticas fraudulentas e precárias de contratação da força de trabalho com o objetivo de reduzir drasticamente os salários e direitos para turbinar as fortunas dos já endinheirados.

Votação Reforma Trabalhista

Senadores aprovam urgência para votação de reforma trabalhista

Por 46 votos a 19, os senadores aprovaram na terça-feira (4/07), a urgência para a votação do PLC 38/17 no plenário do Senado Federal. O desmonte da CLT e de toda a legislação trabalhista poderá ser votado já na próxima terça-feira (11), por acordo de líderes celebrado antes da votação da urgência. A proposta da reforma trabalhista vai ter a discussão iniciada na sessão desta quarta-feira (5).

Reforma trabalhista: estudo aprofundado do CESIT aponta regressão

Reforma trabalhista: estudo aprofundado do CESIT aponta regressão

O presente documento pretende contribuir para o debate sobre a reforma trabalhista em curso no Brasil. Para isso, busca analisar as principais propostas de alteração da legislação trabalhista e discutir os principais argumentos levantados para justificá-la, oferecendo um contraponto à perspectiva dominante.

reforma trabalhista - trabalho intermitente

Trabalho Intermitente, prejuízos perenes: o que é e como pode nos afetar

O trabalho intermitente é uma das modificações propostas na reforma trabalhista, que tramita no Senado Federal. O contrato “zero hora”, como é conhecido no exterior, em suma, pressupõe que o trabalhador seja convocado conforme a demanda (e a percepção do empregador) e, claro, seja remunerado com base nessas horas que efetivamente trabalhar.

Greve Geral contra as ‘reformas’ de Temer, Meirelles e Mercado

Dia 30/06 foi marcado por Greve Geral em várias capitais e cidades brasileiras contra as “reformas” da previdência e trabalhista, e pela anulação da lei de terceirização.

Químicos realizam atos e paralisações em empresas na 2ª Greve Geral

Trabalhadores químicos da região de Campinas e Osasco, bases do Sindicato Químicos Unificados, aderiram à Greve Geral neste dia 30/06 com atos nas portas de fábricas e participação em manifestações de rua.

Greve Geral: Bloqueios em ruas e rodovias contra as Reforma Trabalhista e Previdenciária, pelo Fora Temer e Diretas Já

Manifestantes em Greve Geral marcam a manhã desta sexta-feira (30) com bloqueios em rodovias, avenidas e ruas das principais capitais do país em protestos contra as reformas trabalhista, previdenciária e pela deposição do presidente Michel Temer.

Top