fbpx

Tag Archives: golpe

MP parcela débitos com INSS em troca de apoio à reforma da Previdência

Foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), desta quarta-feira, (17), a Medida Provisória (MP) 778/17, que parcela os débitos dos estados, Distrito Federal e municípios com a Fazenda Nacional, relativos às contribuições previdenciárias. A MP foi anunciada pelo presidente Michel Temer na “Marcha dos Prefeitos”, que ocorre em Brasília. Os débitos serão parcelados em 200 meses, com 25% a menos de encargos e multas, além da redução de 80% dos juros.

Povo Sem Medo e Brasil Popular realizam aula pública “Resistência e Reorganização da Esquerda em Tempos de Golpe”

As Frentes Povo Sem Medo, Brasil Popular e o SIMPA realizam a Aula Pública “Resistência e Reorganização da Esquerda em Tempos de Golpe”, com Guilherme Boulos, coordenador do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto). No sábado, dia 13/5, às 14h, no Largo Zumbi dos Palmares. Também estarão presentes representantes das Centrais Sindicais e Movimentos Sociais.

DIAP produz quadros comparativos sobre as reformas do governo Temer

A reforma trabalhista (PL 6.787/16), aprovada na Câmara no dia 26 de abril, está agora em discussão no Senado (PLC 38/17). Na Casa revisora, o texto vai ser examinado pelas comissões de Assuntos Econômicos (CAE), cujo relator é o senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES); de Constituição e Justiça (CCJ), que designou relator, o senador Romero Jucá (PMDB-RR); e a de Assuntos Sociais (CAS), cujo relator ainda não foi designado.

Greve geral de 28 de abril mexe com o bolso dos patrões e entra para a história do Brasil

Greve geral de 28 de abril mexe com o bolso dos patrões e entra para a história do Brasil

“Os trabalhadores se deram conta do estrago que significa o desmonte de direitos e resolveram cruzar os braços. Afinal, o 28 de abril não era dia de dar lucro para o patrão, mas de defender os direitos trabalhistas e a aposentadoria”, explica Edson Carneiro Índio, secretário-geral da Intersindical Central da Classe Trabalhadora.

Resolução da Direção Nacional da Intersindical: Agora é Greve Geral

A construção da Greve Geral marcada para o dia 28 de abril é o principal desafio da classe trabalhadora e seus aliados para impedir o fim do direito à aposentadoria e dos direitos trabalhistas e o desmonte do serviço público. As diversas mobilizações do mês de março, como nos dias 8, 15, 28 e 31, além do vitorioso acampamento do MTST em SP, acendeu a luz amarela do golpismo que sente a pressão social contrária, principalmente ao desmonte da previdência.

Em defesa dos direitos e da Previdência Pública. Construir a Greve Geral!

O governo instalado pelo golpe financiado pelo grande capital aprofunda sua política de desmonte do serviço público, da destruição dos direitos sociais e desmonte das conquistas estabelecidas pela Constituição de 1988 e pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), de 1943.

Novo presidente do Senado defende reforma da previdência e trabalhista

Em seu primeiro pronunciamento como presidente do Senado Federal do governo golpista de Michel Temer, o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), já avisou que vai trabalhar pela aprovação das reformas trabalhista e previdenciária. Segundo ele, “leis precisarão ser revogadas ou aperfeiçoadas para que o país continue firme em sua política econômica de retomada do crescimento, para

Agenda do golpe tem semana decisiva de definições no Congresso

Deputados e senadores retomam os trabalhos legislativos nesta semana, após mais de um mês de recesso. O primeiro passo dos defensores da agenda do golpe é a eleição da presidência e da mesa diretora da Câmara e do Senado. Depois a batalha gira em torno dos presidentes de comissões estratégicas, caso da comissão especial que vai discutir o desmonte da Previdência.

Valdir Medeiros | Governo Temer: uma escalada de retrocessos!

Prestes a completar seis meses de governo, o atual governo Temer (PMDB), vem promovendo uma verdadeira escalada de retrocessos contra os trabalhadores deste país. Pela terceira vez, o PMDB, aquele que têm no seu DNA, as práticas oportunistas e fisiologistas, consegue emplacar mais um Presidente sem nunca ter disputado o cargo de chefe da nação brasileira. Na primeira vez, o José Sarney (PMDB), assumiu com a morte de Tancredo Neves.

Resolução: Unidade ampla em defesa dos direitos. Fora Temer!

A classe trabalhadora e a juventude estão indignadas. O acordão entre Temer, a maioria do Congresso e o STF – todos sem nenhuma legitimidade para mudar a Constituição – querem, a toque de caixa, destruir os direitos sociais, os serviços públicos e o patrimônio nacional para destinar ainda mais dinheiro para os banqueiros, rentistas e outros bilionários.

Movimentos protocolam pedido de impeachment de Temer. Intersindical é parte de iniciativa pelo Fora Temer

Representantes de movimentos sociais, entre eles da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, protocolam nesta quinta-feira (8/12), na Câmara dos Deputados, o pedido de impeachment do presidente Michel Temer por crime de responsabilidade com base no escândalo envolvendo os ex-ministros Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) e Marcelo Calero (Cultura).

Resolução: Construir a unidade e organização para a greve geral

O governo ilegítimo de Michel Temer, instalado por meio de um golpe de Estado, e sua maioria no Congresso Nacional, aprofundam os ataques aos direitos sociais, à democracia e à soberania nacional. A ofensiva brutal da agenda golpista visa transferir ao grande capital rentista os recursos públicos, mais renda do trabalho e os recursos naturais, a partir do aprofundamento da exploração sobre a classe trabalhadora, do desmonte do serviço público, a drástica redução do papel social do Estado e a entrega das riquezas do país, como o pré-sal para as multinacionais.

Intersindical participa do 17° Congresso Sindical Mundial de 5 a 8 de outubro, na África do Sul

O secretário-geral da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, Edson Carneiro Índio e o secretário de Relações Internacionais, Ricardo Saraiva (Big), participam nesta semana do 17°Congresso Sindical Mundial, em Durban, na África do Sul, entre os dias 5 e 8 de outubro. Centenas de trabalhadores e empregados de 111 países dos cinco continentes participam deste grande,

Quinta-feira foi de manifestações em todo o país e ensaio para a greve geral

Em todo o país, movimentos sociais e centrais sindicais se uniram contra a retirada de direitos do governo Michel Temer em passeatas, paralisações de fábricas, campanhas de conscientização e atos de protesto. A Intersindical Central da Classe Trabalhadora reuniu seus militantes em diversas capitais do país. Edson Carneiro Índio, secretário-geral da Intersindical, lembra que “a

Paralisação pelo piso, carreira e em defesa da democracia no Pará

A paralisação nacional organizada pelas entidades sindicais e estudantis reuniu centenas de pessoas na manhã desta quinta-feira (22) para ato público com concentração no Mercado de São Brás. Com faixas e cartazes de protestos contra as políticas reducionistas dos direitos da classe trabalhadora os manifestantes seguiram em caminhada pela Avenida Nazaré até a Praça da

Dia Nacional de Paralisação: SINAI-RN e entidades saem às ruas de Natal para protestar contra os cortes de direitos dos trabalhadores

Nesta quinta-feira (22) o SINAI-RN se juntou a sindicatos, centrais sindicais, entre elas a Intersindical, e movimentos sociais e estudantis para marchar pelo Dia Nacional de Paralisação.  Em Natal foi realizada uma aula pública em frente ao IFRN Central. Na ocasião, os alunos do Instituto, juntamente com os trabalhadores de diversos segmentos, debateram acerca dos

Trabalhadores denunciam ataques a direitos em ato no centro de Vitória (ES)

Trabalhadores de diversas categorias se uniram na tarde desta quinta-feira, 22, para denunciar os ataques do governo Temer aos direitos trabalhistas, à Previdência Social e aos serviços públicos. Eles se concentraram na Praça Pio XII, no Centro de Vitória, e marcharam pelas ruas do Centro dialogando com a população sobre a necessidade de construir uma

Universidade de São Carlos tem paralisação unitária em seus quatro campi

Em São Carlos, a paralisação no Dia Nacional de Paralisações, Rumo à greve Geral segue unitária entre os docentes e técnicos administrativos da Universidade Federal de São Carlos. Pela manhã foi realizado um debate sobre Auditoria Cidadã da Dívida. A paralisação atingiu os quatro campus da universidade (Araras, São Carlos, Sorocaba e Buri) e pela tarde

Em Porto Alegre, PM tenta reprimir trabalhadores no Dia Nacional de Paralisações

Logo na madrugada, em Porto Alegre (RS), trabalhadores e trabalhadoras fizeram um piquete numa garagem da Companhia Carris de transporte público.  A Polícia Militar tentou reprimir a manifestação em ato no Dia Nacional de Paralisações, Rumo à greve Geral, mas os trabalhadores se reagruparam e continuaram em ato contra os ataques do Governo Federal e dos Governo Estadual

Químicos engrossam paralisação do dia 22 e reivindicam 14% de reajuste com aumento real

Químicos engrossam paralisação do dia 22 e reivindicam 14% de reajuste com aumento real

A pauta de reivindicações do setor Químico se soma a de outras tantas categorias pelo país nesta quinta-feira (22) contra a  retirada de direitos, contra o desmonte do serviço público, contra a reforma da Previdência, a suspensão de aposentadorias por invalidez, contra a reforma trabalhista, terceirização e jornada de trabalho de 12 horas, entre tantos ataques que o governo Michel Temer vem promovendo contra os trabalhadores e trabalhadoras brasileiros. Especificamente, os químicos aproveitam a data para reivindicar também 14% de reajuste (o que equivale a 5% de aumento real), R$ 2.000 como piso salarial e Participação nos Lucros e Resultados (PLR) equivalente ao valor de 2 pisos salariais reajustados.

Dia Nacional de Paralisação começa com manifestações de trabalhadores em diversas partes do país e repressão da PM

O Dia Nacional de Paralisação, Rumo a Greve Geral, Nenhum Direito a Menos já começou om a violência do Estado contra os trabalhadores que lutam contra a retirada de seus direitos, contra as Reformas Trabalhista e da Previdência do Governo Golpista de Michel Temer.

Trabalhadores cruzam os braços. Greve. Paralisação

Dia 22: cruzar os braços na defesa dos direitos e construir a greve geral

As mobilizações do dia 22/09 serão um importante passo na construção da greve geral e da resistência contra a agenda de retrocessos que o governo Temer quer impor. A Intersindical Central da Classe Trabalhadora, em conjunto com diversas outras centrais, entidades e movimentos sociais participa dessa construção unitária com a perspectiva de derrotar o desmonte do serviço público e dos direitos sociais que Temer prometeu ao grande capital e à direita em troca do apoio ao golpe que o levou, ilegitimamente, à presidência do país.

Avenida Paulista teve mais um domingo de manifestações pelo Fora Temer, contra a retirada de direitos e por diretas já

Com shows, poemas, falas das frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular, milhares de pessoas se reuniram no Vão Livre do Masp para mais um domingo de manifestações contra o governo golpista de Michel Temer, contra as retiradas de direitos em curso e por eleições direta

Neste domingo (18): tomar as ruas por diretas já, contra retirada de direitos e fora Temer!

As ruas não ficarão vazias e a luta continua! Domingo será mais um dia de ocupar a Paulista! Leve seu cartaz, sua bandeira, sua família, vista-se da cor que quiser! Vamos pra rua, Cunha caiu, queremos vê-lo preso e nosso dinheiro devolvido! INFORME SOBRE A MANIFESTAÇÃO Pessoal, domingo(18/09) será o 4° grande ato Fora Temer,

Greve Geral para barrar o desmonte do serviço público e a retirada de direitos

Alçado ao comando do país por meio de um golpe, perpetrado pelo grande capital e suas conexões na mídia, em setores do judiciário, no congresso e nos centros do império, Temer se esforça para mostrar aos donos do dinheiro e do poder de que é capaz de entregar tudo o que prometeu para se viabilizar como “presidente da república”. Por isso, o Fora Temer é uma necessidade que a cada dia vai sendo sentida por amplas camadas da sociedade

Mandato de Cunha é cassado

A Câmara dos Deputados aprovou a cassação do mandato do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na noite de ontem (12/09). Foram 450 votos a favor da cassação, apenas dez contra e nove abstenções. Este foi o processo de cassação mais longo da história da Câmara dos Deputados, que começou em outubro do ano passado com uma representação contra Eduardo Cunha, apresentada pelo Psol e pela Rede.

60 mil nas ruas de novo pelo ‘Fora Temer’, diretas já e contra retrocessos!

Não tem arrego: próxima mobilização agendada! Encerrou no Ibirapuera a manifestação de 60 mil pessoas pelo Fora Temer. A Polícia tentou intimidar, mas a marcha seguiu. A próxima já está marcada: No próximo domingo, dia 18, vamos ocupar de novo a Avenida Paulista a partir das 14h! Clique na imagem abaixo e confirme presença no

PM cria mega operação para evitar marcha até a casa de Temer

Uma nona marcha de manifestações contra o governo de Michel Temer, por eleições diretas e contra a retirada de direitos civis, trabalhistas e previdenciários foi realizada quinta-feira (9), em São Paulo, sob forte esquema de segurança por parte da PM. Cerca de 15 mil manifestantes das Frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular caminharam do

Ato Fora Temer, às 17h

O ato é convocado pelas Frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular. Concentração no Largo da Batata, na capital paulista, as 17h. A luta é por eleições diretas para Presidência da República. E pelo Fora Temer, que chegou ao comando do país através de um golpe. Vamos nos unir na defesa dos direitos sociais, trabalhistas e humanos que o governo golpista quer extinguir em benefício dos milionários do sistema financeiro.

Pedalada fiscal é liberada, dois dias depois do impeachment de Dilma

Dilma Rousseff foi oficialmente afastada do cargo de presidente da República porque o Congresso Nacional entendeu que ela cometeu crime de responsabilidade fiscal. Dois dias após o impeachment, Michel Temer já está livre para fazer o mesmo, a chamada pedalada fiscal, só que sem correr o risco de deixar o cargo. Isso porque foi sancionada

Manifestação garantida neste domingo em SP

Apesar da Secretaria de Segurança Pública de SP tentar coibir o ato marcado para este domingo (4), as Frentes Povo Sem Medo e  Brasil Popular reiteram em nota oficial que não se calarão diante de ameaças veladas e desculpas esfarrapadas. NOTA OFICIAL DAS FRENTES POVO SEM MEDO E BRASIL POPULAR A Secretaria de Segurança Publica de

Violência policial tira a visão de estudante. Mídia trata caso com cinismo

Leia também: → URGENTE: Manifestação garantida neste domingo em SP (04/09) A estudante da Universidade Federal do ABC Débora Fabri foi atingida por estilhaços de bombas no rosto na última quarta-feira (31), durante a manifestação pacífica e democrática na cidade de São Paulo. A manifestação reunião pessoas contrárias ao golpe chancelado pela maioria do Senado Federal.

Nota de repúdio ao atentado ocorrido no Al Janiah

Ontem, 31.08.2016, dia em que se consolidou o GOLPE no Brasil, o Bar e Restaurante Al Janiah foi violentamente atacado pela Polícia Militar, que jogou bombas no estabelecimento, aonde ocorria a apresentação de músicos brasileiros e sul africanos. Espaço de referência na luta da esquerda em São Paulo, construído por palestinos refugiados da Guerra na Síria

Golpe consolidado. Hora de vencer a perplexidade e reunir forças para o combate de resistência!

O golpe perpetrado pelo grande capital para aplicar uma agenda de retrocessos sociais e transferir a renda pública, a renda do trabalho e os recursos naturais do Brasil foi consumado nesta quarta-feira (31), com o apoio maciço da grande mídia nacional e dos 60 senadores que votaram a favor do impeachment da presidenta Dilma Rousseff contra 21 que permaneceram na defesa da democracia.

Farsa e golpe: a canalhice a serviço dos bilionários!

Leia também: → Golpe consolidado. Hora de vencer a perplexidade e reunir forças para o combate de resistência! A maioria do Senado Federal acaba de chancelar a farsa e o golpe. A canalhice imperou. O ultraje à democracia e à Constituição Federal se constitui em declaração de guerra ao povo brasileiro. A Intersindical não apoiou a

Protestos contra o golpe são massacrados e reprimidos com detenções em SP

Integrantes de movimentos sociais e sindicais ocuparam ontem (29) diversas vias públicas do país e prometem fazer o mesmo nesta terça-feira (30) e quarta-feira (31) em protestos contra o golpe orquestrado pela direita conservadora para implementar uma política recessiva e antipopular por meio das reformas previdenciária e trabalhista, entre outras. Em São Paulo, a manifestação

28/08: corrida e caminhada Fora Temer

Nós, CORREDORES PATRIOTAS CONTRA O GOLPE, alertamos que o Brasil está sob ataque. O processo de impeachment da presidente Dilma é uma agressão brutal à democracia e coloca em xeque as instituições. Interesses estrangeiros e locais tentam abalar os pilares na nação, destruir as bases de nossa sociedade plural, aniquilar empresas, fulminar direitos, saquear riquezas,

senado

Senado torna Dilma ré em processo de impeachment

O plenário do Senado decidiu na madrugada desta quarta-feira, 10, dar continuidade ao impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, acatando a acusação de crime de responsabilidade. Por 59 votos a favor e 21 contra, os senadores aprovaram o parecer da Comissão Especial de Impeachment, tornando-a, com isso, ré no processo. A decisão abre caminho para

senado federal

Começa hoje sessão no Senado para decidir se Dilma vai a julgamento final

O Senado abriu nesta terça-feira (9) a sessão para votar o relatório da comissão especial do impeachment que recomenda que a presidente legitimamente eleita Dilma Rousseff, afastada por interesses do grande capital, seja levada a julgamento final no processo que enfrenta no Congresso. Depois da discussão do parecer, o documento será colocado em votação. A

Érico Colen: O Brasil foi sequestrado! | Intersindical

Érico Colen | O Brasil foi sequestrado!

O Brasil precisa acordar. Não dá mais para aceitar calado o que está acontecendo nesse país. Corrupção, mal-caratismo, crueldade contra a população brasileira promovido pelo próprio governo, que sequer precisou se eleger. Foi na base do golpe. Eu mesmo não votei na Dilma, justifiquei meu voto no 13 contra o Aécio. Ter que ver o governo e o projeto que foi derrotado nas urnas assumir todos os ministérios é uma afronta à democracia. Eu não votei na Dilma, eu votei contra a possibilidade do PSDB voltar ao poder, contra ter que ver o José Serra ministro das relações exteriores, contra o Brasil retroceder nos direitos conquistados na base de muita luta nos últimos 30 anos.

Paulo Kliass | Petrobras: o golpe da privatização

Se comprar a Petrobrás já significa um grande negócio em qualquer circunstância, essa avaliação fica ainda mais tentadora em uma conjuntura de crise. A conjunção da crise política e da crise econômica ao longo dos últimos tempos tem contribuído para provocar uma preocupante paralisia nas atividades do conjunto do setor público brasileiro. Em particular, ganha

O golpe contra a EBC - INTERSINDICAL

O golpe contra a EBC

Os golpistas querem naturalizar que só pode haver uma comunicação, aquela que obedece aos interesses econômicos dos grupos privados. O desmonte da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) pelo atual governo interino – e ilegítimo – de Michel Temer foi tema de um debate promovido pelo Centro de Mídia Alternativa Barão de Itararé, na última segunda-feira (11.07).

Com lágrimas de crocodilo, Cunha deixa presidência da Câmara para que PMDB implemente agenda do golpe

A expressão lágrimas de crocodilo é usada para se referir ao choro fingido. O crocodilo, quando ingere um alimento, faz forte pressão contra o céu da boca, comprimindo as glândulas lacrimais. Assim, ele chora enquanto devora a vítima. Foi assim mesmo que Eduardo Cunha (PMDB-RJ) anunciou sua renúncia, na quinta-feira (7), do cargo de presidente

Paulo Bearzoti Filho | Um golpe, duas facções

Paulo Bearzoti Filho* Amplia-se divisão no governo — entre os que exigem medidas antipopulares e o grupo fisiológico. Disputa é promissora, mas também perigosa. Ela ressuscita o espectro de 1964 Governo interino, plano de longo prazo Recessivo, privatista, insensível aos parcos direitos sociais duramente conquistados nos últimos 25 anos, o pacote de medidas econômicas e

Em seminário na Unicamp, Intersindical defende unidade para propor uma agenda que supere os ataques

Durante o seminário Crise e Alternativas para o Brasil, realizado ontem (15/06) no Instituto de Economia da Unicamp – Universidade Estadual de Campinas, o secretário geral da Intersindical Central da Classe Trabalhadora Edson Carneiro Índio defendeu a importância da unidade no movimento sindical e dos movimentos sociais para superar a posição defensiva em relação aos

Temer anuncia pacote de desmonte da saúde, educação e direitos trabalhistas

O presidente interino e ilegítimo Michel Temer (PMDB) foi claro no anúncio de seu pacote de medidas, na última terça-feira (24): vai reduzir os investimentos em saúde, educação, programas sociais, salários do funcionalismo público, entre outros, em favor do pagamento de juros da dívida e garantir que o país entre em um novo ciclo de

Grandes jornais já noticiam a ofensiva contra os trabalhadores: fim das férias, 13º salário e outros direitos

Enquanto discute abertamente cortes, mudanças na meta fiscal e reforma da Previdência, o governo interino de Michel Temer (PMDB) trabalha silenciosamente na construção de mudanças na esfera trabalhista. A flexibilização da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) deve ser proposta como alternativa para ajudar a ampliar a produtividade e o incentivo ao crescimento do país.

O exemplo vem da França: se cortar, o bicho vai pegar! Agora, o golpe é em nosso bolso

Em pronunciamento feito na manhã de hoje (24), o ilegítimo e laranja Temer indicou que haverá cortes no uso de verbas públicas, apontando, sem entrar em detalhes, para os setores da saúde, educação e Previdência Social. Os direitos dos trabalhadores já foram listados também como alvos em seu “plano” de governo. Sob ameaça direta estão,

Governo retira PLP 257/16 do regime de urgência na Câmara para votar meta fiscal

O Projeto de Lei Complementar (PLP) 257/16, de extermínio do serviço público a partir de alterações na Lei de Responsabilidade Fiscal, teve sua urgência constitucional retirada para abrir espaço para a votação da nova meta fiscal. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União de 23 de maio. O projeto exige que a renegociação

Cortes na saúde em tempo de crise elevam risco de epidemias, dizem especialistas

Cortes no Sistema Único de Saúde (SUS) colocam em risco a saúde da população, afirmam especialistas que participaram, na noite de ontem (22), da abertura da 22ª Conferência Mundial de Promoção da Saúde, em Curitiba. Segundo eles, a demanda pelo sistema público aumenta em épocas de crise econômica, como a que passa o Brasil, ao

Contra o presidente golpista, milhares caminham até a residência de Temer

Saiba mais: → Assista à intervenção da INTERSINDICAL na manifestação Na tarde deste domingo, 23, milhares de trabalhadores caminharam rumo à casa do ilegítimo presidente golpista Michel Temer (PMDB). A atividade, convocada pela Frente Povo Sem Medo, reuniu movimentos sociais como MTST e sindicais, como a Intersindical – Central da Classe Trabalhadora. Os trabalhadores se

Temer vai reduzir direitos trabalhistas

Além da reforma da Previdência, o presidente interino, que age como fixo, já cogita colocar em pauta a ainda mais polêmica reforma trabalhista, a fim de flexibilizar a CLT – alterando jornadas de trabalho e salários – para aumentar a produtividade econômica e diminuir os custos de investimentos dos empresários. Não bastasse a reforma da

Acusado de corrupção e tentativa de homicídio é o novo líder do governo na Câmara

Governo Temer coleciona suspeitos de corrupção na Operação Lava Jato O nome indicado pelo governo ilegítimo de Michel Temer (PMDB) para ser seu líder na Câmara dos Deputados é André Moura (PSC), deputado que apresenta um currículo recheado de histórias macabras que transcendem a corrupção – denúncia comum entre pelo menos 11 dos 24 membros

Temer trama a entrega dos Correios, Infraero, Docas, Caixa, IRB e outras 200 empresas ao grande capital

O golpista Michel Temer já começa a preparar a entrega de participações da União em estatais e em várias empresas privadas, a partir da abertura de capital dos Correios e da Casa da Moeda. Está em análise a venda de fatias do governo federal em até 230 empresas do setor elétrico, das quais 179 sociedades

Complexo Cultural Funarte de São Paulo Ocupado Contra o Golpe!

Artistas, produtores, trabalhadores da cultura, intelectuais, estudantes e defensores da democracia de São Paulo, ocupam o Complexo Cultural Funarte da cidade em ação contra o golpe. Afinados com as ocupações dos outros espaços da Funarte e do MinC em outros estados, lamentamos o fim do MinC, mas em especial não reconhecemos a legitimidade deste governo

Paulo Klias | Temer e os orgasmos do financismo

Paulo Klias* O pacote de malefícios, sem nenhuma legitimidade democrática, aponta para tempos difíceis. A única certeza é a de que os golpistas não terão vida fácil. O anúncio dos principais nomes a ocuparem postos estratégicos na área econômica do Presidente Interino Michel Temer foi saudado com muita festa e fogos de artifício pelos mais

Sindicatos reunidos em Passos, Sudoeste de MG, no Dia Nacional de Lutas, elaboraram o seguinte manifesto:

Não tem negociação com o ilegítimo e biônico Temer

Instalado por meio de um golpe de Estado, o ilegítimo Temer chamou à negociação as centrais sindicais para apresentar sua proposta de reforma da previdência. Nessa fatídica reunião, compareceram apenas as entidades que desde o início se somaram aos golpistas, sob o comando do deputado Paulinho da Força. Como já anunciou pela imprensa, o ilegítimo

Domingo (22): 2º Ato Temer, Jamais! Resistir Nas Ruas Por Direitos

Grande mobilização contra o governo golpista de Michel Temer! Temos que dar sequencia na luta! Nenhum dia de sossego! Vamos todos as ruas! Golpistas, fascistas não passarão!!! Golpistas, fascistas não governarão!!! Temer Jamais! Resistir nas ruas por direitos! Essa semana trouxe um desfecho para o projeto golpista. A articulação que começou logo após o fim

Nota do MTST sobre cortes no Minha Casa Minha Vida

Hoje, o Ministério das Cidades publicou decisão que suspende a contratação de mais de 10 mil moradias selecionadas no Programa Minha Casa Minha Vida – Entidades, destinadas a famílias de baixa renda (Faixa 1). Este foi o primeiro corte efetivo em programas sociais realizado pelo Governo ilegítimo de Michel Temer, que até ontem anunciava que

Nota das Brigadas Populares sobre a política apresentada para o “novo” Ministério da Saúde

Sabemos que o Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro é uma política pública que podemos caracterizar como popular, fruto da conquista dos movimentos sociais de usuárias e usuários, familiares e de trabalhadoras e trabalhadores. É uma política pública garantida na constituição cidadã de 1988 e que carrega consigo a insígnia de que “Saúde é direito

Governos latino-americanos e europeus não reconhecem gestão Temer

Governos da América Latina, especialmente do Cone Sul, têm se manifestado contra o processo de impeachment de Dilma Rouseff (PT) e dizem não reconhecer Michel Temer (PMDB) enquanto ocupante da Presidência. O governo interino do peemedebista também tem sofrido críticas da imprensa estrangeira e de partidos europeus atualmente no poder. No contexto regional, Equador, Cuba,

Cineasta brasileiro critica impeachment em exibição de curta-metragem em Cannes

O curta-metragem de Fernandes, O delírio é a redenção dos aflitos, é o único da América Latina na Semana da Crítica O primeiro cineasta pernambucano a exibir um filme na edição deste ano do Festival de Cannes, Fellipe Fernandes, criticou em seu discurso antes da exibição o afastamento da presidenta Dilma Rousseff e a situação

Nenhum golpe nos calará!

Nota das Mulheres da Intersindical – Central da Classe Trabalhadora O que vivenciamos nos últimos meses foi um golpe de Estado! A abertura de um processo de impeachment sem fundamento para efetivá-lo só pode ser chamado de golpe. Este golpe se deu em resposta às poucas políticas sociais que favoreceram a população mais pobre, às

Ilegítimo e impostor, Temer quer desmontar direitos sociais e soberania!

Os primeiros dias do “governo” biônico e ilegítimo de Temer já mostra ao que veio. Privatizações, reforma da previdência para dificultar ainda mais a aposentadoria, anúncio de retirada de direitos trabalhistas, desprezo com a cultura e a diversidade de gênero e raça. Para os ingênuos que falavam em fora Dilma por conta das denúncias de

Trabalhadores da Cultura tentam reverter extinção de Ministério

No início da tarde desta segunda (16), trabalhadores do setor de cultura e pessoas contrárias à extinção do Ministério da Cultura (MinC) ocuparam o Palácio de Capanema, no Rio de Janeiro (RJ), onde estão sediados o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a Fundação Nacional das Artes (Funart).  A extinção do MinC foi uma

Nota pública: FNDC repudia golpismo e extinção do Ministério das Comunicações

O Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação, reafirmando o seu compromisso com a democracia, com o Estado Democrático de Direito, com o direito à comunicação e à liberdade de expressão, vem a público para afirmar que não reconhece um presidente que não foi eleito pelo voto direto do povo brasileiro. O governo ilegítimo, que se

Presidente ilegítimo, Michel Temer, quer liquidar a caixa

Governo ilegítimo apresentou plano de abertura de capital da Caixa à imprensa. Mobilização dos trabalhadores precisa ser total, avalia o Sindicato dos Bancários do Espírito Santo e a Fenae. É hora de mobilização total para defender a Caixa 100% pública. Anunciados ainda antes de tomar posse na presidência, os planos de Michel Temer estão traçados:

Trabalhadores vão às ruas contra o governo golpista de Michel Temer

Milhares na Paulista contra retirada de direitos e a corrupção A Frente Povo Sem Medo, que a Intersindical – Central da Classe Trabalhadra participa, fez manifestação com passeata na Av. Paulista, na quinta-feira (12), com protesto na frente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) e do Escritório da Presidência da República,

HOJE, no MASP: Temer, Jamais! Resistir nas Ruas por Direitos!

Hoje, às 17h, no vão livre do MASP (Avenida Paulista) Primeira grande mobilização contra o governo golpista de Michel Temer! Vamos todos as ruas! Golpistas, fascistas não passarão!!! Golpistas, fascistas não governarão!!! Temer Jamais! Resistir nas ruas por direitos! Essa semana trouxe um desfecho para o projeto golpista. A articulação que começou logo após o

PMDB avisa que fará revisão de programas sociais e promoverá privatizações

O PMDB preparou nos últimos dias outro conjunto de propostas, dessa vez com ênfase nas áreas sociais, chamado de “A Travessia Social”. Elaborado pela Fundação Ulysses Guimarães, presidida pelo ex-ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, o documento antecipa o que Michel Temer (PMDB) pretende fazer frente à Presidência da República em relação a praticamente todos

Não ao golpe! Em Defesa da democracia. Nenhum direito a menos.

Tudo indica que estamos a poucos dias da consolidação de um golpe de Estado perpetrado pelo grande capital e suas representações na direita parlamentar, na mídia, em setores do judiciário e do Ministério Público. Diante dessa ameaça que vem sendo orquestrada há meses, a Intersindical Central da Classe Trabalhadora, juntamente à Frente Povo Sem Medo

DIAP: CNI defende medidas contra serviço público

A Agenda para o Brasil sair da crise 2016-2018 da Confederação Nacional da Indústria (CNI) atinge em cheio direitos e garantias essenciais dos trabalhadores celetistas e investe também sobre garantias constitucionais e infraconstitucionais dos servidores públicos. Para tanto, podem ser elencados nessa perspectiva as ações de: implementação de controle do gasto público; aumento da participação

Agenda do golpe: CNI propõe liberar a terceirização, acabar com os direitos da CLT e impedir aposentadoria

O grande capital, através da Confederação Nacional da Indústria (CNI) apresentou no último dia 4 de maio, ao ilegítimo e golpista Michel Temer (PMDB), um documento contendo 36 medidas urgentes, segundo eles “para superar a crise no Brasil”. Entre as propostas defendidas estão a reforma da Previdência e Trabalhista, a terceirização e medidas que enfraquecem

Caixa Federal: bancários do ES na luta contra reestruturação da empresa

Luta continua contra a reestruturação: Seminário “A Caixa é do Povo Brasileiro” lança campanha “Defender a Caixa, Defender o Brasil”, que mantém a luta em defesa do patrimônio público e das estatais No seminário “A Caixa é do Povo Brasileiro”, promovido nesta terça-feira (03) pela CCE/Caixa, em Brasília, bancários e bancárias debateram a conjuntura política do

Debate: Resistência! Sem Medo, Sem Ódio, a Luta Continua

Debate: Resistência! Sem Medo, Sem Ódio, a Luta Continua

É PRECISO RESISTIR, SEM TEMER! Debate: Resistência! Sem Medo, Sem Ódio, a Luta Continua Hoje, às 19h, na Praça Roosevelt (mapa) Resistir ao surto de ódio e intolerância insuflados pela direita. Resistir às tentativas de desmoralizar e criminalizar as lutas sociais e suas lideranças. Continuar a luta em defesa da democracia e dos direitos. Temer

1° de maio contra o golpe, em defesa da democracia e dos direitos sociais

O 1° de maio de 2016 não poderia ter outro mote, diante do golpe de Estado imposto ao Brasil pelo grande capital e a direita. Em todas as regiões do país, a Intersindical se pautou pela defesa da democracia e dos direitos sociais ameaçados. Na capital paulista, a Central esteve presente nas duas manifestações combativas,

Juros, extorsão e golpe!

Enquanto uma parcela da classe média e da população brasileira segue envenenada pelo ódio e o preconceito contra um governo que apostou na conciliação entre as classes, os bancos e uma minoria de rentistas seguem amealhando fortunas, aproveitando-se das taxas de juros e do modelo econômico excludente. O ódio e o preconceito foram estimulados pela

MTST e Frente Povo Sem Medo bloqueiam mais de 30 rodovias em 9 Estados nesta quinta-feira

A manhã desta quinta-feira (28) tem sido marcada por uma série de manifestações populares contra o golpe em mais de 9 Estados brasileiros. Os movimentos MST e Frente Povo Sem Medo estão bloqueando dezenas de rodovias. Em São Paulo são 14 bloqueios organizados pelo MTST. O movimento também coordena as ações no Rio de Janeiro,

XIX Plenária do Fórum Nacional de Democratização da Comunicação denuncia papel central da mídia na tentativa de golpe

Os conglomerados midiáticos nacionais exercem papel central na crise política que culminou com a admissão do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. O tratamento hostil dos grandes meios não só ao governo, mas aos movimentos sociais e a toda e qualquer iniciativa social de contraponto ao modelo liberal, requer do movimento de defesa da

Toninho | Reajuste dos servidores sob ameaça

Antônio Augusto de Queiroz* O reajuste salarial dos servidores, embora previsto no orçamento para 2016, está sob ameaça, tanto em função da paralisia do Congresso Nacional, quanto em razão da dependência do desfecho do processo de impeachment, que poderá afastar a Presidente que patrocinou os acordos salariais. Somente a pressão e a mobilização dos servidores

Gilberto Maringoni | Tem cara de legal e tem jeito de legal, mas não passa de um golpe

Gilberto Maringoni * O governo acabou. Agora é preciso denunciar o impeachment e apontar opções e erros cometidos pelo PT Pronto. A Câmara consumou o golpe paraguaio ou hondurenho, a depender do gosto do distinto freguês. Não mais tanques e tropas em torno do Palácio, mas um cipoal confuso de acusações à mandatária, embasado em

DIAP explica tramitação no Senado do golpe da Câmara

Câmara autoriza processo de impeachment; confira a votação nominal e próximas etapas. A Câmara dos Deputados em sessão realizada no último domingo (17/04) concluiu pela admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. O placar da votação foi de 367 a favor e 137 contra a abertura do processo de impeachment (confira tabelas de

Dia 17: nas ruas, trabalhadores/as deram lição de unidade e combatividade

Este domingo, 17/04, entrará para a história como o dia da farsa dos golpistas. Mas entrará para a história também a combatividade, a unidade na diversidade e a disposição de centenas de milhares de pessoas de defender a democracia e impedir a instalação de um governo ilegítimo, disposto a aumentar a exploração ao limite para

Não aceitamos o golpe contra a democracia e nossos direitos! Vamos derrotar o golpe nas ruas!

Este 17 de abril, data que lembramos o massacre de Eldorado dos Carajás, entrará mais uma vez para a história da nação brasileira como o dia da vergonha. Isso porque uma maioria circunstancial de uma Câmara de Deputados manchada pela corrupção ousou autorizar o impeachment fraudulento de uma presidente da República contra a qual não

Gilberto Maringoni | A batalha contra o golpe

Gilberto Maringoni | A batalha contra o golpe não é ‘fica Dilma’ e nem ‘volta Lula’

Gilberto Maringoni* GOLPE – Estamos lutando contra o impeachment de um governo de direita para impedir que outro governo mais à direita chegue ao poder. As diferenças entre eles – Dilma e Temer – são mínimas. Trata-se de divergências de nuances, não de rumo. Dilma já demonstrou que faz qualquer negócio para se manter no

Paula Coradi | O tempo não para

Paula Coradi* “A história se repete, a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa.” Karl Marx, Dezoito Brumário de Louis Bonaparte.   O Brasil hoje vive uma grave crise política. A direita oligárquica e reacionária marcha a largos passos, rompendo pactos que fundamentam o Estado Democrático de Direito. Isso gera no país um

Multidão toma as ruas contra o impeachment, o ajuste fiscal e pela saída de Eduardo Cunha

Multidão toma as ruas contra o impeachment, o ajuste fiscal e pela saída de Eduardo Cunha

Contra o impeachment, contra o ajuste fiscal e pelo fora Eduardo Cunha, milhares de trabalhadoras e trabalhadores foram às ruas de todo o Brasil nesta quarta-feira. Em São Paulo, onde se realizou a maior manifestação, diversos movimentos sociais, com destaque para o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), entidades sindicais e estudantis ocuparam a avenida Paulista até a Praça da República, onde finalizou o ato. A Intersindical Central da Classe Trabalhadora se somou  a atividade,  como vem se empenhando pela unidade em torno da pauta e dos interesses populares.

Resolução: Não ao impeachment. Contra o ajuste fiscal. Fora Cunha!

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora, por meio da sua Direção Nacional reunida na capital paulista nos dias 12 e 13 de dezembro, considera: 1- que a abertura de processo de impeachment da presidente da república é ilegítimo. Para nós, ser contra o impeachment não se traduz em apoio ao governo Dilma, que adota uma

Aldo Santos | A neutralidade não é neutra

Estamos acompanhando no cenário micro e macro da luta  política o avanço  das forças  do fundamentalismo, do machismo da lgbtfobia  e do reacionarismo político capitaneada pelo   fascista do Cunha, do presidente do decrépito senado e do vice presidente Michael Temer, todos do histórico e fisiológico do PMDB. Estamos visualizando os largos passos da marcha dos

Top