Tag Archives: educação

Pela Liberdade de Ensinar e Aprender e Contra o Fim da Previdência Pública

Pela Liberdade de Ensinar e Aprender e Contra o Fim da Previdência Pública

Pela Liberdade de Ensinar e Aprender e Contra o Fim da Previdência Pública

Na manhã desta quarta-feira, 15, uma multidão tomou as ruas do centro de Belém (PA) em luta contra os cortes de verbas do ensino superior e da educação básica anunciados por Jair Bolsonaro e seu ministro marionete Abraham Weintraub.

15M: Multidões saíram pela educação e previdência | Intersindical

15M: Multidões saíram pela educação e previdência

O Brasil foi chacoalhado por milhões de pessoas nesta quarta-feira, Dia Nacional de Mobilização em Defesa da Aposentadoria e da Educação Pública. Foi histórico. Teve a capacidade de unificar a classe trabalhadora, em particular o pessoal da educação e a juventude em defesa de dois direitos fundamentais: a educação pública e a previdência social.

15M: Dia Nacional de Luta em Defesa da Aposentadoria e da Educação Pública

15M: Dia Nacional de Luta em Defesa da Aposentadoria e da Educação Pública

A INTERSINDICAL CENTRAL DA CLASSE TRABALHADORA, em unidade com todas as centrais sindicais e federações de trabalhadores e sindicatos, convoca os profissionais da educação, estudantes e trabalhadores de todos os ramos a mobilizarem contra os cortes na educação, contra o fim da aposentadoria, a privatização das empresas públicas neste 15 de maio. ENTENDA O QUE ESTÁ EM JOGO!

Moção de solidariedade à Reitora Maria Valéria Corrêa, da UFAL

Moção de solidariedade à Reitora Maria Valéria Corrêa, da UFAL

Os delegados e delegadas do 2º Congresso Nacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora se solidarizam com a companheira Maria Valéria. Recebemos com surpresa a notícia do pedido de prisão da companheira, pleiteado pela Associação de Docentes da UFAL (ADUFAL) e pelo Sindicatos dos trabalhadores da UFAL (SINTUFAL), contra a reitora Maria Valéria e membros da sua gestão.

Manifesto do Fórum Sindical, Popular e de Juventudes de Luta pelos Direitos e pelas Liberdades Democráticas

Manifesto do Fórum Sindical, Popular e de Juventudes de Luta pelos Direitos e pelas Liberdades Democráticas

Conclamamos as entidades e organizações dos(as) trabalhadores(as) e da juventude do campo e da cidade e dos movimentos populares, a construir o FÓRUM SINDICAL, POPULAR E DE JUVENTUDES, POR DIREITOS E LIBERDADES DEMOCRÁTICAS. Nenhum direito a menos!

CAMPANHA SALARIAL 2019 SINTEPP

CAMPANHA SALARIAL 2019 SINTEPP CONCLAMA A CATEGORIA À LUTA!

CAMPANHA SALARIAL 2019 SINTEPP A primeira audiência entre SINTEPP e Governo do Estado ocorreu na manhã do dia 16/01 –, tendo o governo sido representado pela Secretária de Educação, Leila Freire, sua equipe técnica, além da participação da Deputada Marinor Brito (PSOL). A primeira audiência entre SINTEPP e Governo do Estado ocorreu na manhã do

Vote (e lute) pela EDUCAÇÃO PÚBLICA DE QUALIDADE! | Intersindical

Vote (e lute) pela EDUCAÇÃO PÚBLICA DE QUALIDADE!

Apenas 32,7% das crianças de zero a três anos estão matriculadas em creches no Brasil. Isso significa que 6,8 milhões (62,3%) de crianças estão fora da educação infantil. Parte desse número é resultado de escolhas das mães e pais. No entanto, cerca de um terço não frequenta creche por falta de vaga ou por estarem em localidades distantes. Aumentando a faixa etária, de 4 a 5 anos, temos 8,3% de crianças fora da escola.

Educação privada paralisa contra retirada de seus direitos

Educação privada paralisa contra retirada de seus direitos pelos donos das escolas

Diante da intransigência do donos das escolas privadas, os professores realizaram hoje um dia de greve, paralisando fortemente dezenas de escolas, em uma massiva assembleia que terminou agora, às 16h, em frente à sede do sindicato da categoria, o Sinpro-SP, centenas de professoras e professores decidiram realizar na próxima semana uma nova paralisação para decidir a manutenção da convenção coletiva.

10 características do fascismo brasileiro

10 características do fascismo brasileiro

O fascismo não pode ser entendido como experiências históricas europeias isoladas e datadas, mas como uma corrente de pensamento, que de diferentes formas e intensidade, permanece até os nossos dias e disputa a condução da sociedade, cada vez mais próxima e mesclada com o liberalismo. No caso brasileiro, as características do fascismo estão associadas às condições específicas de nosso país, que é herdeiro de uma situação colonial, da escravidão, da dependência econômica, da ausência de uma elite nacionalista e de uma posição subalterna frente ao imperialismo.

Sampaprev: Dória derrotado. A previdência não irá para os bancos!

Sampaprev: Dória é derrotado. Está suspensa entrega da previdência para os bancos!

O governo Dória não conseguiu reunir os 28 votos dos vereadores e o Sampaprev (PL 621) foi retirado da pauta na tarde de ontem, dia 27. Pressionados pela greve histórica e pela presença de mais de 100 mil pessoas em frente à Câmara Municipal, os vereadores da base governista recuaram no intento de estabelecer já o Sampaprev.

No Pará, professores não aceitam acordo que retira direitos

No Pará, trabalhadores da educação não aceitam acordo que retira direitos

A assembleia geral da rede estadual de ensino, que ocorreu na manhã desta quarta-feira (1), na EE. Cordeiro de Farias, analisou a proposta de acordo apresentada pelo governo Simão Jatene/PSDB durante a audiência de conciliação na tarde de 31.10, no Tribunal de Justiça do Estado (TJE).

Educadores do Pará participam de encontro estadual dos Sem Terrinhas

Educadores do Pará participam de encontro estadual dos ‘Sem Terrinhas’

O SINTEPP esteve na tarde desta segunda-feira (17) na abertura do XVII Encontro Estadual dos Sem Terrinhas, que ocorre no período de 17 a 19.10, na Universidade Federal do Pará, em Belém, e promove a integração e formação política e social entre crianças dos acampamentos e assentamentos de nosso Estado.

Trabalhadores de Universidades e Institutos Federais paralisam nesta terça (10) em defesa do serviço público

Trabalhadores de Universidades e Institutos Federais paralisam nesta terça (10) em defesa do serviço público

Nesta terça-feira, 10 de outubro, os técnico-administrativos em educação da UFRGS, UFCSPA e IFRS irão paralisar suas atividades em mais um protesto contra os ataque ao plano de carreira da categoria e contra os cortes de investimentos nas Universidades e Institutos Federais.

No Pará, o que falta para a educação pública, sobra para as empresas

No Pará, o que falta para a educação pública, sobra para as empresas

Jatene entrará para a história como o governador cumpridor de um dos maiores rombos aos cofres públicos do Pará. Em 2015 convenceu a ALEPA, que tem maioria composta por base aliada à sua gestão, a aprovar no apagar das luzes da legislatura daquele ano a extensão da lei que isenta por mais 30 anos para 37 empresas em atuação no Estado. Detalhe: os deputados paraenses aprovaram sem ter noção do valor real que este rombo milionário causará ao Pará.

Sintepp condena ensino confessional na escola pública

Sintepp condena ensino confessional na escola pública

Aulas confessionais nas escolas públicas indicam retrocesso, avalia Sintepp. O Sindicato das Trabalhadoras e dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará – SINTEPP, vem a público manifestar sua preocupação diante da decisão favorável do Supremo Tribunal Federal – STF sobre a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) 4439, que questiona o modelo de ensino religioso e permite aulas confessionais nas escolas públicas do país

Pará educadores vão à greve em defesa dos direitos

Pará: educadores vão à greve em defesa dos direitos

O ato público de abertura da GREVE, na manhã desta quinta-feira (14), demarcou a posição da categoria, que farta da política mal direcionada do governo Jatene/PSDB para a área da educação, se deslocou ao Seducão onde pretendia audiência com a Secretária de Educação Ana Cláudia Hage. Porém, mesmo sendo antecipadamente informada do movimento paredista, a Secretária de Estado lamentavelmente ignorou o protesto e incumbiu aos seus subordinados a tarefa de atender aos manifestantes.

Pará: Trabalhadores da educação param dia 14 de setembro

A assembleia geral da rede estadual de ensino, que ocorreu na manhã de 01.09, na E. E. Cordeiro de Farias, avaliou o andamento da Campanha Salarial 2017 e deliberou pela deflagração da greve a partir do dia 14.09, definindo deste modo sua agenda para o período e demais desdobramentos de construção e organização do movimento paredista.

Grito dos Excluídos 2017: 7 de setembro - Brasil

Grito dos Excluídos 2017: Vida em Primeiro Lugar! Por direito e democracia, a luta é todo dia!

Grito dos Excluídos 2017 – O povo da rua não é lixo! Polícia leva cobertores e materiais de trabalho de quem dorme na rua desde que iniciou a gestão. A população de rua recebe jatos de água na madrugada mais fria do ano. Guarda Civil tenta impedir distribuição de sopa quente para moradores de rua e dependentes químicos no dia seguinte.

IFSC e o golpe continuado contra a democracia

IFSC e o golpe continuado contra a democracia

Desde 2016, o golpe em curso no Brasil tem mostrado suas garras na devastadora retirada de direitos contra a classe trabalhadora. O Congresso Nacional, o Judiciário, o MPF, tem sido utilizados como instrumentos do grande capital para acelerar o ritmo da precarização da vida dos trabalhadores e trabalhadoras e para perseguir aqueles e aquelas que lutam.

Reforma política continua na agenda da Câmara nesta semana

Reforma política continua na agenda da Câmara nesta semana

A comissão especial que analisa mudanças nas regras eleitorais (PEC 77/03) volta a se reunir nesta terça-feira (15) para concluir a votação de mudanças no texto do relator, deputado Vicente Candido (PT-SP). A reunião está marcada para as 14h30, em plenário a definir.

Nota da Intersindical em apoio aos professores de Duque de Caxias (RJ)

Nota da Intersindical em apoio às educadoras e educadores de Duque de Caxias (RJ)

A Intersindical presta todo o apoio aos profissionais de educação da cidade de Duque de Caxias -RJ, que na última quinta-feira (03/08), ocuparam a plenária a Câmara de Vereadores da cidade contra a aprovação de dois Projetos de Lei enviados com regime de urgência pelo Prefeito Washington Reis (PMDB-RJ).

"São Paulo Não Está à Venda", reivindicam movimentos populares

“São Paulo Não Está à Venda”, reivindicam movimentos populares reunidos em plenária

Movimentos populares, sindicais, culturais e vereadores da cidade de São Paulo se organizaram nesta quinta-feira no Galpão do Folias para debater ações conjuntas contra as medidas do Prefeito João Dória (PSDB-SP), cujo objetivo é ampliar as privatizações no município.

Mulheres recebem menos. Desigualdade salarial

IBGE mostra que mulheres receberam 23,6% menos que os homens em 2015

As trabalhadoras brasileiras ganhavam, em 2015, 23,6% menos que os trabalhadores. Dados do Cadastro Central de Empresas (Cempre) divulgados nesta quarta-feira (5) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revelam que, considerando o universo de pessoas ocupadas assalariadas, os homens receberam em média R$2.708,22 e as mulheres R$2.191,59.

Greve dos educadores do Pará está mantida! Justiça não declara ilegalidade e marca audiência de conciliação.

Após mais um ano de negociações sem efeito com o governo do estado do Pará para que o piso salarial dos trabalhadores e trabalhadoras em educação da rede estadual de ensino seja cumprido, eles decidiram em assembleia no último dia 26 de abril iniciar um período de greve por tempo indeterminado a partir de 3 de maio. O governo do Estado, no entanto, entrou com ação na Justiça pedindo a ilegalidade da greve, mas não obteve e a greve está mantida!

Professores rede privada farão greve histórica

A greve geral de 28 de abril entrará para a história do país. Um dos marcos é a adesão de centenas de categorias com importância fundamental. Uma demonstração desse contagiante clima que vai tomando a sociedade brasileira é a paralisação dos professores das redes privadas.

31/03: Contra a terceirização. Não ao desmonte da Previdência. Fora Temer!

A construção de uma greve geral nacional tem sido o tema de unidade entre os movimentos social e sindical que compõem as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo diante das medidas tomadas pelo governo ilegítimo de Michel Temer (PMDB).

Mais de 1 milhão foram às ruas no 15 de março contra o desmonte da Previdência e dos direitos trabalhistas

A parada estratégia de trabalhadores e trabalhadoras de todo o País em uma série de protestos contra o desmonte da Previdência e contra o extermínio dos direitos trabalhistas ganhou as ruas das principais cidades do Brasil. Mais de um milhão de pessoas integraram os atos convocados pelas Frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular, ao lado de centrais sindicais que se uniram para dizer ao governo Temer: não vamos aceitar a retirada de direitos!

Ruas de Independência (CE) são ocupadas por trabalhadores e estudantes na greve nacional da educação e contra a Reforma da Previdência

Trabalhadoras e trabalhadores da educação, estudantes, a Intersindical e outras entidades sindicais também ocuparam as ruas de Independência (Ceará) neste dia de atos pela greve nacional da educação e contra a Reforma da Previdência e retirada de direitos trabalhistas!

Assembleia da educação municipal de Cotia (SP) delibera entrar em greve a partir do dia 22 de março

No ato contra a Reforma da Previdência e assembleia da educação municipal de Cotia (SP) que aconteceu neste dia 15, em que estão acontecendo diversas paralisações e greves por todo o Brasil, educadoras e educadores decidiram entrar em greve a partir do dia 22 de março com ampla maioria da aprovação dos presentes!

Simpa e Atempa convocam para mobilização e plenária da educação nesta quinta-feira (23)

A Rede Municipal de Ensino foi pega de surpresa com as mudanças anunciadas pelo Secretário Municipal de Educação, Adriano de Britto, em reunião com as direções de escola, terça-feira (21/2). O governo revoga o Decreto 14.521 de 1º de abril de 2004, desrespeitando a organização dos tempos da escola já construídos pelos educadores para o início do ano letivo

Juventude Sem Terra ocupa prefeitura em defesa da Educação do Campo

“Os jovens representam a mística da luta pela Reforma Agrária e tudo que ela propõe, como saúde, educação, esporte e lazer”, destacou Valquiria Maria, da direção estadual do MST, durante ocupação realizada na manhã dessa segunda-feira (06) à Prefeitura Municipal do Prado, localizada no Extremo Sul da Bahia.

Carta de Repúdio à Medida Provisória 746/16 da reforma do ensino médio

Nós, filósofos e filósofas, professores e professoras de filosofia do Estado de São Paulo, reunidos no III Encontro de professores de Filosofia e Filósofos – APROFFESP – na cidade de São Paulo, cumprindo nosso papel histórico de fazer críticas e proposições quanto ao que ocorre em nossa sociedade, repudiamos veementemente o golpe contra a Educação Brasileira desfechado pelo ilegítimo governo de Michel Temer através da modificação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei n° 9.394/96) por meio de Medida Provisória referente à reforma do ensino médio, sem qualquer diálogo com a comunidade acadêmica e escolar no Brasil, o que se assemelha aos Atos Institucionais da última Ditadura Militar no país.

Gustavo Miranda | A crise do estado do Rio de Janeiro e a posição do SEPE

De forma breve procurarei sistematizar alguns apontamentos feitos na minha intervenção na última reunião da direção. Primeiramente Fora temer! Insignia que hoje é uma unanimidade, mas que remonta um amplo movimento de resistência contra o golpe, que não era unanimidade. No SEPE, pelo menos na direção, havia uma maioria consolidada que ou afirmava que não era golpe (mantém essa posição até hoje) ou estava em cima do muro ou achava que a temática do golpe não era o centro do debate. Três posições equivocadas! A base pensava diferente. A Rede Municipal chegou a votar que o processo de impeachment era golpe.

Participe da consulta pública da Câmara para mudar o texto que reforma o ensino médio

A Medida Provisória que reforma o ensino médio (MP 746/16), retirando matérias como educação física e filosofia, flexibilizando os currículos e ampliando progressivamente a jornada escolar das atuais 800 horas para 1.400 horas por meio de jornada integral – o que na prática exclui do sistema educacional aqueles que precisam começar a trabalhar cedo para recompor a renda de suas famílias – pode ser remodelada se houver uma participação massiva da sociedade na discussão do tema.

Ocupa UFRGS! Estudantes ocupam várias unidades da universidade

Na noite desta segunda-feira, dia 31 de outubro, chegou a sete o número de unidades acadêmicas ocupadas por estudantes da UFRGS em protesto contra a PEC-241 (agora no Senado como PEC-55), o projeto Escola Sem Partido e a reforma do Ensino Médio. Foram ocupados nesta segunda-feira os prédios do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH),

Associação de Juízes divulga nota de apoio às ocupações de estudantes

As ocupações, na forma que sucedem em escolas e universidades, consistem em exercício de liberdade de expressão. Assim se posicionou a Associação Juízes para a Democracia (AJD), em nota publicada nesta segunda, 31, sobre a onda nacional de ocupação em colégios por estudantes secundaristas contra as reformas na educação por medida provisória e os cortes

Juiz autoriza tortura para desocupação de colégio no Distrito Federal

O Juiz Alex Costa de Oliveira, da Vara da Infância e da Juventude do Distrito Federal determinou no último domingo, 30, que a polícia militar promova a desocupação  do Centro de Ensino Asa Branca de Taguatinga, com métodos torturantes frente aos estudantes. Na decisão, o juiz autorizou que a polícia: a) suspenda o fornecimento de

Ocupação na Câmara Municipal de Juazeiro do Norte (CE): povo marca sessão popular para discutir suas pautas

O descaso dos vereadores de Juazeiro do Norte (CE) com as demandas da população e a preocupação em votar projetos só em benefício próprio – como aumento dos próprios salários – levou estudantes, sindicalistas e movimentos populares a ocuparem a Câmara Municipal desde a última quinta-feira (27) e a marcarem uma sessão popular nesta terça-feira

Frente Estadual de Resistência aos Ataques à Educação será lançada em SP

Uma aula pública lançará a Frente Estadual de Resistência aos Ataques à Educação Pública no estado de São Paulo no dia 4/11 às 19h no Instituto Federal de São Paulo. Participarão diversas entidades, entre elas a Intersindical Central da Classe Trabalhadora.

PEC 241 é aprovada, mas trabalhadores vão às ruas para manifestar sua insatisfação

A votação em 2º turno da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241 ocorreu debaixo de muito barulho em São Paulo e em diversas partes do Brasil. Milhares de pessoas ocuparam a Avenida Paulista na noite desta terça-feira, 26, para manifestar que a tramitação da PEC 241 não será pacifica.

Primavera secundarista floresce nas ruas de Vitória

Estudantes de pelo menos 18 campi dos Institutos Federais do Espírito Santo e de 10 escolas da Rede Estadual na Grande Vitória estiveram presentes, em ato público que teve início na Pracinha de Jucutuquara, por volta das 14 horas, e saiu em Marcha em direção ao Palácio Anchieta, no Centro de Vitória. A atividade fez

Violência contra as mulheres no Sinpeem

“SÃO ESSAS AS PROFESSORAS QUE VOCÊS QUEREM QUE EDUQUEM SEUS FILHOS?” Na última plenária do Congresso do SINPEEM ocorreu um episódio lamentável de machismo e covardia. Foi negada arbitrariamente uma solicitação de questão de ordem para apresentação de uma moção sobre a participação política das mulheres e enfrentamento ao machismo no sindicato. Mais uma vez,

Estudantes ocupam universidades públicas contra a PEC 241

O massacre que a PEC 241 irá promover no ensino público está levando estudantes de todo o país a se mobilizarem contra a aprovação da medida em 2º turno, prevista para ocorrer na próxima terça (25) ou quarta-feira (26) no plenário da Câmara dos Deputados. Cerca de 19 universidades, 770 escolas e institutos federais estão ocupadas.

Trabalhadores da saúde de Santa Catarina paralisam atividades na segunda-feira (24) contra a PEC 241

O chamado está sendo feito para essa data, por conta da votação na Câmara dos Deputados, em segundo turno, da PEC 241. Além disso, está marcada uma reunião convocada pelas Centrais Sindicais para às 13h, na FECESC, centro de Florianópolis, com o objetivo de construir uma greve geral.

Contra a PEC 241 e a Reforma do Ensino Médio

Michel Temer promoveu um jantar para os deputados na noite do domingo para vender nossos direitos na bandeia junto com champanhe! Os deputados aprovaram na calada da noite a #PECdoFimdoMundo (PEC 241), que pretende congelar os investimentos na saúde e na educação por 20 ano! Este golpista esta loteando nossos direitos um a um. Anunciou MP que

Pará: Sintepp responde juridicamente a orientação da SEDUC de cortar o ponto em atividades sindicais

A Assessoria Jurídica do Sindicato das (os) Trabalhadoras (es) em Educação Pública do Pará (Asjur/SINTEPP) encaminhou para a Secretaria de Educação do Pará (SEDUC), endereçada à direção da URE 09, esta semana o parecer referente à orientação da SEDUC de cortar o ponto de trabalhadores da educação que participarem de atividades sindicais. A Assessoria Jurídica

Estudantes secundaristas ocupam ruas e escolas em Curitiba (PR)

A reforma autoritária do ensino médio, deflagrada por meio da MP 746/16, está mobilizando centenas de estudantes secundaristas no Paraná em atos de protesto. Dezenas de escolas em estão com as aulas suspensas por causa de ocupações de estudantes. O movimento promete se espalhar por outras capitais Os manifestantes protestam com faixas e cartazes e não

MP do ensino médio é uma farsa, todos de olho na PEC 241!

A Medida Provisória 746/16 é uma medida autoritária que não resolve os problemas no ensino médio, afirma Neiva Lazzarotto, integrante do Cpers Sindicato e diretora da Intersindical Central da Classe Trabalhadora. Segundo ela, “o que o governo anuncia é uma farsa, pois diz que vai fazer ampliação progressiva do ensino integral ao mesmo tempo em que quer aprovar a PEC 241, de congelamento dos investimentos públicos por 20 anos”.

Governo muda ensino médio por Medida Provisória e recua em alguns pontos, após forte reação popular

Governo muda ensino médio por Medida Provisória e recua em alguns pontos, após forte reação popular

Depois da forte polêmica ao anunciar o plano de educação para o Ensino Médio proposto por meio de Medida Provisória (MP), sem debate no Congresso, com educadores ou com a sociedade, o governo Michel Temer teve que recuar do que já havia anunciado e divulgou nota na noite desta quinta-feira (22) informando que a medida não incluirá nenhum “corte de disciplina” no ensino médio.

Trabalhadores da educação do Pará têm semana de luta

Os trabalhadores e as trabalhadoras em educação da rede estadual de ensino do Pará realizam uma semana de lutas e paralisações para pressionar sobre a pauta do pagamento do piso salarial do magistério. Apesar da decisão favorável do Tribunal de Justiça do Estado (TJE/PA) no último dia 24|08, infelizmente não há qualquer sinalização para a

Após greve, educadores do RJ continuam luta contra o PLP 257 e PEC 241

No dia 26 de julho, passados quase cinco meses, encerrou a greve da educação no Rio de Janeiro. Greve que já é considerada a maior da Rede Estadual desde a fundação do sindicato nos anos 1970.  A magnitude da greve não deve ser medida somente pela sua extensão. A greve de 2016 foi marcada por uma

Top