Movimentos sociais

Zema Caloteiro! Moradia é um direito!

Acontecem neste momento, em Belo Horizonte três manifestações simultâneas das famílias da Ocupação Vicentão pelo cumprimento do acordo firmado com o Governo de MG e pelo pagamento do bolsa moradia.

Ocupações urbanas alvos de invasão policial

Nos dias 22 e 23 de outubro as Ocupações Vila Canaã (Barreira do Vasco) e Moisés (Centro/Lapa) foram vítimas de invasão e abuso policial, respectivamente. A Polícia Militar tem tentado intimidar as ocupações urbanas organizadas pelas Brigadas Populares, através de ameaças e batidas policiais.

Ocupação Novo Rumo, FICA!

Ocupação Novo Rumo, FICA!

A Ocupação Novo Rumo, localizada na Vila Gomes, no município de São Paulo, está sob risco de despejo.

Reintegração de posse da Ocupação Vicentão suspensa!

Reintegração de posse da Ocupação Vicentão suspensa!

No dia 26-06-18 o Desembargador Marcelo Rodrigues, da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça-MG, suspendeu decisão que autorizava despejo das famílias moradoras da Ocupação Vicentão, que ocupam para fins de trabalho e moradia prédio antes abandonado pertencente ao antigo Banco Hércules, na rua Espírito nº 461.

Ocupação Povo Sem Medo/Pavuna eleva a temperatura no Rio de Janeiro!

Ocupação Povo Sem Medo/Pavuna eleva a temperatura no Rio de Janeiro!

Na manhã do dia 14 de junho, centenas de moradores da Ocupação Povo Sem Medo e da comunidade da Gringolândia, na Pavuna, organizados pelas Brigadas Populares e pela Associação de Moradores da FICAP, lotaram o Plenário e as galerias da Câmara Municipal do Rio de Janeiro para uma Audiência Pública da Comissão Especial de Moradia que tinha como finalidade debater a regularização das duas comunidades.

MST dá início à 3ª Feira Nacional da Reforma Agrária

Veja a programação da 3ª Feira Nacional da Reforma Agrária, do MST

Além de mais de 200 toneladas de alimentos orgânicos e sem agrotóxicos produzidos em 23 estados do Brasil, trazidos à capital paulista por cerca de 800 feirantes oriundos de cooperativas rurais e propriedades familiares, o evento contará ainda com intensa programação cultural de quinta-feira a domingo.

Ameaça de despejo ilegal à Ocupação Povo Sem Medo - RJ!

Ameaça de despejo ilegal à Ocupação Povo Sem Medo – RJ!

No dia de ontem, 16/03, moradores da Ocupação Povo Sem Medo – RJ, no bairro da Pavuna, Zona Norte do Rio de Janeiro, foram ameaçados por homens armados nos arredores da Ocupação. A antiga proprietária do imóvel, a empresa Bergitex, já tentou despejo ilegal uma vez, com utilização de homens armados à paisana. Mais uma vez, a vida das centenas de famílias que ocupam o imóvel abandonado há mais de vinte anos pela Bergitex têm suas vidas colocadas em risco.

Movimentos sociais ocupam sede da Rede Globo, no Rio

Movimentos sociais ocupam sede da Rede Globo, no Rio

Movimentos sociais ocupam a sede da Globo no Rio de Janeiro na manhã desta segunda-feira (22)  no Jardim Botânico, Zona Sul do Rio de Janeiro. O objetivo da ação era criticar a cobertura do grupo de mídia das acusações contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Brigadas Populares Temos que barrar o desmonte em curso

Temos que barrar o desmonte em curso

Desde o momento do golpe que destitui da presidência uma presidenta legitimamente eleita sem que motivos plausíveis fossem comprovados, juntamente com [email protected] [email protected] [email protected] deste país temos chamado a atenção para o projeto de desimpedimento que aqui se alastra, principalmente na Amazônia, para que grupos internacionais possam se instalarem ou ampliarem suas instalações necessárias à uma exacerbada expropriação.

Jagunços tentam assassinar dirigente do MST em Minas Gerais

Jagunços tentam assassinar dirigente do MST em Minas Gerais

Na tarde desta quarta-feira (6), por volta das 16h30, dois homens armados cercaram o dirigente do MST, Silvio Netto, apontando armas contra sua cabeça. Silvinho, como é conhecido, voltava da área Quilombo Campo Grande (antiga Usina Aridnópolis), onde é assentado, quando os homens o obrigaram a parar o carro e realizaram as ameaças.

MTST Grande Marcha dos Sem Teto

MTST faz Marcha de São Bernardo a São Paulo contra despejo de ocupação

Junte-se à Grande Marcha dos Sem Teto! Na próxima terça-feira, dia 31, o MTST organizará uma marcha histórica. Milhares de trabalhadores sem-teto sairão da Ocupação Povo Sem Medo de São Bernardo do Campo em caminhada até o Palácio do Governo de São Paulo, no Morumbi, a partir das 6h da manhã.

Jornada Nacional de Lutas por Reforma Agrária MST ocupa INCRA-SP

Jornada Nacional de Lutas por Reforma Agrária: MST ocupa o INCRA-SP

A luta faz parte da Jornada Nacional de Lutas por Reforma Agrária que acontece em todo o Brasil, desde o dia 16 de outubro, quando se comemora o Dia Mundial da Alimentação em Defesa da Soberania Alimentar, e tem por objetivo denunciar os retrocessos na Reforma Agrária promovidos pelo Governo Golpista, como cortes no orçamento de 2018, desmantelamento das políticas públicas, como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), além da perda dos direitos trabalhistas e previdenciários dos trabalhadores e das trabalhadoras rurais e o aumento da grilagem de terras.

Ocupação Povo Sem Medo-RJ

Nasce a Ocupação Povo Sem Medo-RJ

Na manhã de 9 de Outubro, dezenas de famílias, caminhantes da corda bamba entre a miséria e a Cruz do aluguel, tomaram a decisão que talvez seja a mais importante de suas vidas: ocupar um galpão abandonado para destinar-lhe à finalidade de moradia na Pavuna, Zona Norte do Rio de Janeiro.

Todo apoio à Ocupação Povo Sem Medo, em SBC!

Todo apoio à Ocupação Povo Sem Medo, em São Bernardo do Campo!

Cerca de sete mil famílias ocupam um terreno em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. A área está abandonada há décadas e possui dívidas milionárias com IPTU não pago. A ocupação completou no último domingo trinta dias de muita resistência, solidariedade e participação popular.

Conquista da água. Resiste Izidora!

Conquista da água na Izidora

Água e terra são vida. Os poderosos tentam nos privar das fontes de vida para manter o povo submisso. Que seja 100% pública a Copasa.

Lima: o coronel de Michel Temer | INTERSINDICAL

Lima: o coronel de Temer

Desde 2016, o MST vem denunciando a relação espúria entre o presidente Michel Temer e o Coronel Lima, citado na delação da JBS

Dia do Trabalhador Rural-MST ocupa fazendas de Blairo Maggi, Ricardo Teixeira, Eike Batista

Jornada nacional de lutas do MST ocupa fazendas de Blairo Maggi, Ricardo Teixeira, Eike Batista sob o lema: ‘Corruptos, devolvam nossas terras!’

25 de julho, Dia do Trabalhador Rural. Milhares de trabalhadores rurais ocuparam nesta terça-feira (25), Dia do Trabalhador Rural, fazendas ligadas a processos de corrupção ou a corruptos, e exigem a destinação das terras para assentamento de famílias sem terra, a saída dos golpistas instalados no Planalto e a convocação de eleições diretas.

acampamento Maria da Conceição – 8 de Março: acampados e acampadas nas terras de Eike Batista lutam para evitar despejo

Acampados e acampadas nas terras de Eike Batista lutam para evitar despejo

O acampamento Maria da Conceição – 8 de Março realizou nesta segunda-feira, 17, um trancamento na BR 381, na altura de Santa Terezinha, município de Itatiaiuçu, com objetivo de denunciar o despejo iminente das 600 famílias que residem no local. A área pertence à Eike Batista e foi ocupada durante a jornada nacional de lutas das mulheres. 

Famílias reocupam área pública no Pará

O MST no estado do Pará emitiu na tarde desta quarta-feira (21) uma nota contextualizando o conflito por terras na região de Curionópolis. No último dia 19, as famílias que produzem nas terras reocuparam o local onde fica o Acampamento Frei Henri.

A luta se faz com pressão popular: vitória do MTST em São Paulo

Mais de 10 mil trabalhadoras e trabalhadores do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) enfrentaram o frio desta terça-feira (13) para parar o centro econômico da cidade e garantir que o compromisso firmado em março, em resposta à ocupação de 22 dias do Movimento em frente ao Escritório da Presidência, seja de fato cumprido.

Nota das centrais sindicais em solidariedade à Ocupação Chico Prego, no ES

As diretorias estaduais do Espírito Santo da CUT, da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, da CSP/CONLUTAS e o Sindicato dos Servidores Públicos do ES manifestam total apoio à Ocupação Chico Prego, localizada no Ed. Maria Clara da Silva, e repúdio a decisão judicial de 2ª instância que deferiu pedido liminar de reintegração de posse do prédio em questão.

Via Campesina da América Latina divulga nota em solidariedade aos povos indígenas, quilombolas e camponeses no Brasil

Delegados de mais de 80 organizações de 22 países latino-americanos, reunidos na Assembleia Continental do Cloc-Via Campesina, na Colômbia, divulgaram no encontro uma carta em solidariedade aos povos indígenas, quilombolas e camponeses que vivem no Brasil. No texto, organização afirma ser responsabilidade do governo aumento da violência no campo, contra povos indígenas, quilombolas e campesinos.

Nota da Intersindical em defesa dos presos políticos da Greve Geral

Dia 28 de abril último, três ativistas do MTST foram presos sem que fosse apresentada qualquer prova contra eles. Juraci Alves dos Santos, Luciano Antonio Firmino e Ricardo Rodrigues dos Santos estão na carceragem do 63o DP até hoje, mantido presos sem nada comprovado, “em nome da ordem pública”, segundo a juíza Marcela Fillus Coelho, sem qualquer base a não ser o “relato” dos policiais militares.

Contra os despejos, em defesa da moradia!

Estamos convocando a todos e todas apoiadores da luta popular e do MTST para participarem do grande ato “Contra Os Despejos, Em defesa da Moradia!” que acontecerá na próxima quarta-feira, 12/04, às 9hs, na Praça Getúlio Vargas/Guarulhos.

Por que as ocupações urbanas de Campinas ocupam o centro da cidade?

Nós somos moradores das ocupações Nelson Mandela, Vila Paula, Itayu, Joana D`Arc e Capadócia, aqui de Campinas. Nesse dia 9 março, saímos das ocupações de madrugada e ocupamos o largo do Rosário, no centro de Campinas. Somos mulheres, homens, idosos, estudantes, vendedores, empregados domésticos, eletricistas, enfim, trabalhadores e trabalhadoras que decidiram ocupar o centro da cidade para exigir apenas uma coisa: nosso direito à moradia! Um direito negado constantemente pelo poder público.

Camponesas são encarceradas em ônibus, em Formosa de Goiás

Após realizarem protesto contra a reforma da Previdência proposta pelo governo Temer, aproximadamente 80 mulheres camponesas organizadas no Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) são mantidas encarceradas dentro de um ônibus pela Polícia Militar (PM-GO).

Ex-presidente da UDR é condenado a 34 anos de prisão no Paraná

Desde a última terça-feira (21) se desenrolou no Tribunal do Júri em Curitiba, Paraná, o julgamento do ruralista Alessandro Meneghel, acusado de ter matado o Policial Federal Alexandre Drummond, em 2012. A sessão terminou na madrugada desta quinta-feira (23).

Nota do MTST Brasil sobre a violência da polícia na Cehab e a criminalização do movimento

O dia 21 de fevereiro de 2017 ficará marcado como um dia de total descontrole do Estado de Pernambuco no que diz respeito à Segurança Pública. Se a população assistiu horrorizada os desdobramentos do assalto milionário a uma empresa de segurança pela manhã, não foi menos desesperador o campo de guerra criado pela polícia durante a tarde em frente a Companhia Estadual de Habitação de Obras de Pernambuco (CEHAB), no bairro de Campo Grande.

Acampamento do MST em Pernambuco é incendiado por capangas

O Acampamento Riacho de Pedra no município de Gameleira, Zona da Mata sul de Pernambuco, foi atacado na noite deste domingo (12). Camponeses relatam que, em torno das 22h, dois carros se aproximaram do acampamento e dispararam armas de fogo contra os acampados, que fugiram. Em seguida os atiradores atearam fogo em todos os barracos e pertences dos acampados. Os agricultores aguardavam posicionamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), que prometera se posicionar em março.

Famílias Sem Terra recebem nova ameaça de despejo em Atalaia

Mais de 70 famílias Sem Terra acampadas no município de Atalaia, no acampamento São José, antiga Fazenda São Sebastião, sofrem nova ameaça de despejo, anunciado para esta quarta-feira (15), da área em que vivem sob a lona preta desde o ano de 2004.

Nota das Brigadas Populares sobre a crise da segurança pública no Espírito Santo

Sufocados pela política econômica de Paulo Hartung, que concede mais de 4,5 bilhões de reais em isenções fiscais inconstitucionais a grandes empresas, enquanto corta do orçamento recursos destinados à serviços básicos, como saúde e educação, além de arrochar as condições de trabalho do funcionalismo público tendo como justificativa a falsa necessidade de ajuste fiscal sem limites para o Estado, desde sábado (04/02) policiais militares do ES, suas mulheres e demais familiares iniciaram um movimento por melhores condições de trabalho para a categoria, impedindo o policiamento ostensivo da PM em todas as regiões do Espírito Santo. Na prática, trata-se de uma grande articulação grevista com as seguintes demandas: o reajuste salarial de 43% (a polícia militar do ES tem o salário mais baixo do país e está sem revisão salarial há mais de sete anos), a criação da perspectiva de carreira, o auxílio-alimentação, o plano de saúde, o auxílio-periculosidade/insalubridade e o adicional noturno. Reivindicações mínimas e que qualquer categoria do funcionalismo público tem pleno direito.

Juventude Sem Terra ocupa prefeitura em defesa da Educação do Campo

“Os jovens representam a mística da luta pela Reforma Agrária e tudo que ela propõe, como saúde, educação, esporte e lazer”, destacou Valquiria Maria, da direção estadual do MST, durante ocupação realizada na manhã dessa segunda-feira (06) à Prefeitura Municipal do Prado, localizada no Extremo Sul da Bahia.

Julgado pela segunda vez, Marcos Prochet é condenado a mais de 15 anos de prisão

Mais de dezoito anos separam a morte do trabalhador rural sem-terra Sebastião Camargo e a condenação do assassino, o presidente da União Democrática Rualista (UDR), Marcos Menezes Prochet. Após quase 15 horas de júri popular, realizado nesta segunda-feira (31), em Curitiba, Prochet foi condenado a 15 anos e 9 meses de prisão. O ruralista foi levado preso, mas deve recorrer da decisão.