fbpx

Servidores públicos do Distrito Federal farão paralisação de 24 horas

INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora

Os servidores do Governo do Distrito Federal iniciam uma paralisação geral de 24 horas nesta quinta-feira (24) para que o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB), honre com os reajustes salariais previstos em lei, conquistados durante a gestão Agnelo Queiroz.

Profissionais de 30 categorias aderiram ao movimento e marcaram encontro em frente ao Palácio do Buriti, às 10h. Metrô, escolas públicas, administrações regionais, hospitais públicos e o Procon-DF ficam fechados.

“O governo do DF aumentou as tarifas de ônibus e do metrô, triplicou o preço do restaurante comunitário e está atrasando o pagamento do 13º salário dos servidores que recebem no mês de aniversário. São medidas que atingem diretamente os mais pobres e os servidores públicos”, afirma Clayton de Souza Avelar, diretor do Sindicato dos Servidores da Assistência Social e Cultural.

Além disso, o governador Rodrigo Rollemberginstituiu o calote do pagamento da licença-prêmio por assiduidade aos servidores aposentados, em franco descumprimento daLC 840/11.

“Rollemberg anunciou um pacote de medidas que penaliza os mais pobres e o servidores, ele não abre as contas do governo para a gente saber o tamanho do rombo e continua com as isenções fiscais milionárias aos grandes grupos financeiros do DF”, afirma Herbert Anjos, militante da Intersindical Central da Classe Trabalhadora em Brasília.

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top