fbpx

Servidores da educação de Juazeiro do Norte dão exemplo de resistência e mantém greve

Apesar de ter sido decretada a ilegalidade da greve pela Justiça, os professores e servidores da educação em Juazeiro do Norte (CE) continuam em greve desde o dia 12 de maio e preparam uma nova manifestação  em frente à prefeitura da cidade nesta quarta-feira (25) para reivindicar reajuste salarial e melhores condições de trabalho.

“A região do Cariri tem sido motivo de exemplo de resistência, unidade de classe e mobilização em defesa dos seus direitos. Resistir já faz parte da cultura de luta dessa região do nosso estado”, afirma Valdir Medeiros, dirigente da Intersindical Central da Classe Trabalhadora.

Os professores exigem o reajuste de 11,36%, estabelecido pelo governo federal. Alunos exigem melhores condições em sala de aula e realizam ocupações.  

“Os trabalhadores e trabalhadoras em educação não aceitam nenhum ataque contra as suas conquistas históricas, orquestradas pelas administrações de plantão, independente de sua composição partidária. Felizmente, as reações de luta dos professores ao longo dos anos têm conseguido frear tais investidas”, conta Medeiros.

Na última reunião, a Prefeitura sinalizou aceitar o reajuste, mas sem ser retroativo à data base da categoria, que é em janeiro. Os professores não aceitam.

A greve dos professores de Juazeiro do Norte se soma à de categorias da área de saúde e da Guarda Municipal, que pararam as atividades em abril.

Leia abaixo a moção de apoio da Intersindical à luta dos servidores de Juazeiro do Norte:

A Intersindical – Central da Classe Trabalhadora vem prestar solidariedade e irrestrito apoio a luta dos profissionais da educação em greve no município de Juazeiro do Norte. Rechaçamos o ataque aos direitos e conquistas dos professores, principalmente a proposta da atual gestão municipal que tenta retirar direitos do PCCR do Magistério. Nenhum direito a menos é a palavra de ordem!

Os trabalhadores e trabalhadoras em educação não aceitam nenhum ataque contra as suas conquistas históricas, orquestradas pelas administrações de plantão, independente de sua composição partidária. Felizmente, as reações de luta dos professores ao longo dos anos têm conseguido frear tais investidas dos gestores. A região do cariri tem sido motivo de exemplo de resistência, unidade de classe e mobilização em defesa dos seus direitos. Resistir já faz parte da cultura de luta dessa região do nosso estado.

Por fim, a Intersindical ratifica a sua solidariedade aos profissionais do magistério da educação de Juazeiro do Norte.  E que todos os profissionais do magistério da educação, nesse momento, tenham suas pautas atendidas. Por isso, lutamos pela:

Manutenção das conquistas históricas dos profissionais da educação;

Unidade para derrotar os inimigos da educação;

Reajuste de 11,36% Já!

Valdir Medeiros
Dirigente Nacional da INTERSINDICAL

Juazeiro do Norte/CE

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail
Tags

*

Top