fbpx

Servidores do Congresso ameaçam greve na Câmara dos Deputados

Manifestação é contra a reforma da Previdência proposta pelo governo Temer

Servidores públicos lotaram o Salão Verde da Câmara em protesto contra a reforma da Previdência e a reforma trabalhista, que está sendo votada nesta terça-feira (25), na comissão especial. A manifestação foi realizada por funcionários do próprio Congresso, que também serão afetados com as mudanças nas regras do sistema.

“Não à reforma, a Previdência é nossa”, cantaram. Os servidores também entoaram palavras de ordem e afirmaram que a categoria vai aderir à greve geral convocada para sexta-feira (28): “Greve geral, a Câmara vai parar”.

Ao avistar um deputado, os manifestantes engrossavam o coro afirmando que quem votasse a favor da reforma não seria reeleito “Se votar, não vai voltar; quem tirar direito não será reeleito”, disseram. Eles também tentaram entrar no plenário, mas foram barrados pela segurança.

Panfletagem

Em panfletos entregues durante a manifestação, os servidores reivindicavam uma regra de transição para os servidores públicos concursados que ingressaram no sistema antes de 2003. Segundo eles, todas as outras categorias de trabalhadores, públicos e privados, têm uma transição prevista no texto.

Fonte: JC Online
Foto: Reprodução / George Marques

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top