Moção de repudio à condenação do professor Aldo Santos e a criminalização dos movimentos sociais

Moção de repudio à codenação do prof. Aldo Santos

A Intersindical vem a público para manifestar o seu repúdio diante da Injusta condenação do Professor Aldo Santos, ex-vereador por 16 anos em São Bernardo do Campo, presidente da APROFFIB, diretor da APROFFESP, militante sindical da APEOESP e do PSOL – reconhecido defensor dos direitos democráticos e das organizações sociais.

A cassação dos direitos políticos por cinco anos e o bloqueio de bens, inclusive o salário de professor aposentado da rede pública, configura uma perseguição política e fere o direito fundamental garantido na constituição, uma vez que retira seu meio de subsistência.

Não nos calaremos diante da perseguição política da qual é vítima o companheiro que jamais se calou diante das injustiças, sem medo das represálias que viesse a sofrer. E não foi diferente na Ocupação Santo Dias, em São Bernardo do Campo, no ano de 2003. Não poupou forças e nem esforços para prestar toda a solidariedade possível às famílias sem teto que compunham a ocupação de um terreno improdutivo, preservado como propriedade intocada até então, pela especulação imobiliária. Naquela ocasião, colocou-se à disposição de todos aqueles que estavam em meio àquela situação de precariedade, inclusive crianças, idosos, doentes e desnutridos.

Manifestamos o nosso apoio e solidariedade concretos ao companheiro Aldo Santos e, expressando nosso repúdio à injustiça de sua condenação, Subscrevemos o Manifesto de apoio e solidariedade ao Professor Aldo Santos.

Maio de 2019
Direção Nacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora


CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

 

2 Comments

  1. Luiza Lucinda de Souza said:

    Repúdio veementemente essa perseguição Política ao companheiro Aldo.

*

Top