fbpx

PM executa militante do MTST em Uberlândia (MG)

Na madrugada do dia 5/3 a PM de Minas Gerais executou covardemente, com um tiro na nuca, o companheiro Daniquel Oliveira dos Santos. Daniquel era coordenador da ocupação Fidel Castro, organizada pelo MTST em Uberlândia há 3 anos. Responsável pela infraestrutura da ocupação, Daniquel foi alvejado depois de subir em um poste de uma das casas.

Revoltados com tamanha covardia, os moradores da ocupação Fidel Castro bloquearam nessa manhã a BR 050 em protesto. Por sua vez, a sanguinária PM/MG reprimiu a manifestação com bombas e balas de borracha, ferindo 3 pessoas.

É inadmissível que um trabalhador que luta pelo direito básico à moradia seja assassinado de maneira tão cruel e fria por um agente de segurança pública. O MTST expressa seu mais profundo repúdio à PM de MG e à política de criminalização da pobreza levada a cabo pelo governador Romeu Zema. Não é com tiro que irão interromper a luta do povo brasileiro.

Daniquel era e será exemplo para os lutadores sem-teto por sua dedicação à luta e a coletividade. Milhares de lutadores como ele seguirão em frente, para que essa injustiça jamais seja esquecida.

Daniquel , presente!

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

One Comment;

  1. Maria Inês Tame da Cunha said:

    Nesse país acabou o respeito por trabalhadores, pobres, negros, índios, mulheres, gays…
    Impera a violencia e o desrespeito com essas pessoas, tudo isso em consequência do desgoverno que diferencia pessoas pela cor, posição aocial, sexo e opção sexual
    Nos governos petistas havia respeito peli ser humano. Hoje o atual presidente incentiva a violência.
    O desrespeito dos policiais pelas pessoas é vergonhosamente encoberta. Até quando?

*

Top