fbpx

Nota de repúdio do SindSaúde ao corte das progressões funcionais anunciado pelo governo de SC

As servidoras e servidores da Saúde conquistaram o direito de uma carreira digna, após uma longa greve em 1996. Foram 63 dias!

Ou seja, foi muita luta e resistência para termos hoje uma carreira, que foi regulamentada apenas em 2006. Essa carreira significa para nós, servidoras e servidores da saúde, a valorização profissional. Conquistamos a progressão anual por tempo de serviço e por qualificação, alternadamente.

Portanto, é com muita indignação que tomamos conhecimento que o governador Raimundo Colombo e seu Grupo Gestor, através de uma resolução, quer retirar esse direito por tempo indeterminado, a partir do mês de junho de 2016.

A justificativa alegada é a queda da arrecadação, a crise econômica e o gasto elevado com folha de pagamento.

E claro, somos nós servidores, o chão de fabrica, que pagamos a conta!

Já começamos a pagar quando aumentaram, em 2015, a alíquota do IPREV. Agora mais um ataque!

Pagamos a conta para que sigam os desmandos desse desgoverno. Os privilégios de deputados, juízes alguém pensou em cortar? Alguém já pensou em cortar o número de Secretarias de Desenvolvimento Regionais? O dinheiro gasto com terceirização? Com apadrinhamentos? Com as bilionárias isenções fiscais?

Convocamos a todos(as) servidores(as) da saúde a estarem alerta ao chamado do SindSaúde/SC, pois só com mobilização é que conseguiremos barrar essa barbaridade.

A Assessoria Jurídica do Sindicato já está tomando as medidas cabíveis.

Vamos à luta!

Florianópolis, 31 de maio de 2016.
Diretoria do SindSaúde/SC

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top