fbpx

MST ocupa Incra em Brasília para exigir Plano Nacional da Reforma Agrária

O Movimento cobra o plano de metas de assentamento das 120 mil famílias acampadas em todo país, prometido pelo governo federal, mas que ainda não foi anunciado.

Cerca de 1.000 militantes do MST ocuparam na manhã desta terça-feira (27) a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Brasília. 

O Movimento cobra o plano de metas de assentamento das 120 mil famílias acampadas em todo país, prometido pelo governo federal, mas que ainda não foi anunciado.

“Fizemos uma jornada em agosto e o governo federal apontou que iria construir um plano de assentamento para 120 mil famílias, além da recomposição do orçamento da Reforma Agrária. Estamos perto do final do ano, nada foi anunciado, enquanto milhares de famílias permanecem acampadas em todo o país”, disse Lucimar Nascimento, integrante da direção nacional do MST.

O plano de ajuste fiscal reduziu em 49.4% nas dotações do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) para este ano.

Mesmo assim, a presidenta Dilma Rousseff vem prometendo, a partir de um Programa Nacional da Reforma Agrária, assentar todas as famílias acampadas até o final do ano. 

Na última sexta-feira (23), o ministro Patrus Ananias, da pasta do Desenvolvimento Agrário (MDA), voltou a falar sobre o tema durante a 1° Feira Nacional da Reforma Agrária, em São Paulo. Ananias foi enfático ao dizer que o governo não fala “no tom de promessa”, mas sim em resolver de fato o problema.

No mesmo evento, o ex-presidente Lula seguiu no tom de cobrança.

“A presidenta Dilma assumiu o compromisso de assentar 120 mil famílias até o final de seu mandato, até o momento foram assentadas 12 mil. Eu acho que temos que correr para cumprir o compromisso que nós assumimos em praça pública com os trabalhadores do campo”, disse.

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top