Luta na porta das fábricas químicas das regiões de Campinas e Osasco continua!

Nesta quarta-feira (08/02) o Sindicato Químicos Unificados realizou assembleia com os/as trabalhadores/as da Schulman Plásticos, de Sumaré e com os/as companheiros/as da Goz Cosméticos, em Osasco.

Luta pelo reajuste integral

Na Schulman, a assembleia teve o objetivo de informar os trabalhadores sobre a situação da campanha salarial que foi levada à decisão judicial pelos patrões. O Unificados tentou negociar diretamente com a Schulman para que a reposição da inflação acumulada no período (8,5%) fosse feita na data base 1º de novembro. Porém, a empresa manteve a posição de aguardar a decisão da Justiça, ainda sem data definida para julgamento.

Atraso de jornada na Goz

Diante de uma série de irregularidades praticadas pela Goz Cosméticos (antiga EPP), em Osasco, Unificados realizou uma assembleia com atraso de jornada em protesto à falta de respeito por parte da empresa em solucionar os problemas apontados pelo sindicato.

A Goz não depositou a segunda parcela do décimo terceiro, vem atrasando os salários e não tem entregado aos trabalhadores o demonstrativo de pagamento. Outro agravante é que a empresa não cumpre a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) ao pagar salários inferiores ao mínimo estipulado pela CCT.

Em resposta ao sindicato, a Goz limitou-se a declarar que está passando por uma “fase difícil” e que não sabe informar quando será possível normalizar a situação.

Trabalhadores denunciam que a empresa vem praticando assédio moral contra aqueles que relataram os abusos ao sindicato ou que questionam a empresa sobre a normalização dos pagamentos. O sindicato segue com os trabalhadores em luta para pressionar a empresa a solucionar os problemas.

Fonte: Sindicato dos Químicos Unificados de Campinas, Osasco e região

*

Top