Portal do MPT agora conta com Lista Suja do Trabalho Escravo

Portal do MPT agora conta com Lista Suja do Trabalho Escravo

Portal do MPT agora conta com Lista Suja do Trabalho Escravo

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

A publicação é de responsabilidade do Ministério do Trabalho e evidencia empresas que submeteram trabalhadores a essa condição

jVBLDoIwFLyKHqDpa3nQsERjEJGoCxS7MQUFm0gh2rjw9OIBLMxukvllqKQFlUa9daOs7ox6DPwsgwuLAZPFDtI43QuIDixbJTHj6VHQk1OAPpVT PAHEUzzOwTSHb8ZKxge4M9smTVU9sreiTZ1R4u2tzPTWV1p9aIF8zyEawAEEBVBjoKEwEpy87kIa1V6FcKwVDq7fl Nre3bPC8 2zXoaP4FW73lmA!!O Ministério Público do Trabalho (MPT) passa a disponibilizar a publicação atualizada do Cadastro de Empregadores flagrados com mão de obra análoga à de escravo no portal da Instituição. A publicação da chamada Lista Suja do Trabalho Escravo é de responsabilidade do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

A iniciativa tem como intuito dar maior visibilidade ao documento, que agora também pode ser acessado na página inicial do site do MPT, clicando no banner no canto direito da parte inferior do site.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail em nossa newsletter.

O Cadastro de Empregadores (ou Lista Suja) flagrados com mão de obra análoga à de escravo é formado por 205 nomes de pessoas físicas e jurídicas pela prática do crime. Segundo o documento, entre 2005 e 2018, cerca de 2.392 trabalhadores foram submetidos a condições degradantes.

Fonte: MPT


CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

facebook intersindicalYouTube intersindical

Instagram intersindical

Twitter intersindical

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail em nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários