fbpx

GM anuncia demissões em massa em São José dos Campos

Empresa alega que as 798 demissões em São José dos Campos são por causa da crise econômica

Na última sexta-feira, 14, a General Motors deu a desculpa da crise econômica para demitir 798 metalúrgicos da planta de São José dos Campos. Os trabalhadores foram impedidos de entrar no local de trabalho e aterrorizados com o boato de demissões, que de fato se confirmaram horas depois.

“É inaceitável que uma multinacional que lucrou bilhões no Brasil e salvou a matriz norte-americana durante a crise de 2008 a 2012, remetendo lucros para o exterior, na primeira dificuldade aqui demita os trabalhadores por telegrama. Todo o apoio da Intersindical à greve, todo o apoio aos trabalhadores e ao Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos”, reforça Edson Carneiro Índio, Secretário-Geral da Intersindical Central da Classe Trabalhadora.

Gm SJC 002_01p

Audiência pública na Alesp

As demissões em massa realizadas pela GM em São José dos Campos serão tema de audiência pública, na Assembleia Legislativa de São Paulo, nesta quarta-feira, dia 19, às 19h, no Plenário Teotônio Vilela.

A audiência foi marcada a pedido do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e do deputado Carlos Giannazi (PSOL), como parte da luta em defesa dos empregos dos trabalhadores.

Investimentos no Brasil

Na sexta-feira, enquanto os trabalhadores eram demitidos, a diretoria da GM no Brasil se reunia com a presidente Dilma Rousseff, em Brasília, para anunciar um investimento extra no país: mais R$ 6,5 bilhões de 2014 a 2018.

Outra contradição diante dessas demissões em massa: o Brasil foi o país escolhido pela montadora para o seu maior aporte global do ano. Investimentos de R$ 13 bilhões no período de 2014 a 2019.

De acordo com declarações de Santiago Chamorro, presidente da GM do Brasil, no próprio site da empresa, “este é o maior plano de investimentos já feito pela companhia no país e demonstra o compromisso e a confiança que a empresa tem no Brasil e no potencial de crescimento do mercado local”.

O aporte extra de R$ 6,5 bilhões, anunciado no dia das demissões em São José dos Campos ,seria um investimento para fortalecer o desenvolvimento de uma nova família global de veículos Chevrolet para atender mercados como Brasil, China, Índia e México.

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top