Por que a educação de Tailândia (PA) está em greve a mais de 40 dias?

Por que a educação de Tailândia está em greve a mais de 40 dias?

Educação de Tailândia em greve

Temos visto muita coisa errada acontecendo esses dias. O que paralisou a educação foi o descumprimento dos compromissos assumidos pelo prefeito Macarrão.

Nós queremos resolver, mas se o prefeito não abrir para o diálogo isso não vai ser possível.

    LISTA INTERSINDICAL

    RECEBA INFORMAÇÕES IMPORTANTES NO SEU E-MAIL

    Esperamos que o prefeito abra a discussão. Cortar ponto não resolve a questão. Ele tem que respeitar e cumprir as leis.

    Esperamos ainda que o judiciário possa ajudar na resolução do problema, diga-se de passagem um grande problema: a ausência de respeito por parte do chefe do executivo municipal. Essa falta de respeito não é só com os trabalhadores em Educação, mas com toda a sociedade. É a ausência de respeito com os pais, com os alunos, com os educadores, com os servidores da prefeitura, e com o próprio poder judiciário.

    Os servidores NÃO estão lutando por aumento de salário. Estão lutando pelos direitos legalmente garantidos e que não estão sendo cumpridos desde que o prefeito Macarrão assumiu a prefeitura com o objetivo de fazer curral eleitoral, castigar os trabalhadores com mão de obra escrava e barata, bem como perseguir os que não se calam e questionam as irregularidades.

    Que punição será aplicada ao prefeito Macarrão por descumprir a lei do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) dos servidores da educação Municipal?

    Cadê o saldo bancário de janeiro, fevereiro, março, abril e início de maio para comprovar que não tem dinheiro?

    Se tem dinheiro para fazer festas e shows por que não tem dinheiro para pagar o servidor?

    O prefeito tem que explicar e ser responsabilizado!

    Precisamos que ele seja acionado na justiça para responder pela retirada ilegal e imoral dos proventos dos grevistas.

    Ou ele cumpre a lei como todo mundo ou está na hora dele ser afastado do cargo.

    A greve se instaurou por ato ilícito do prefeito e por falta de diálogo com os servidores. A ausência dele na prefeitura reforça ainda mais a distância de finalizar algo que está muito fácil de se resolver.

    O corte de ponto não é o caminho.

    Retaliação dos profissionais não é o caminho.

    Os profissionais estão a disposição para contribuírem cada vez mais na qualidade da educação, mas também exigem respeito e seus direitos.

    Sintepp Tailândia


    CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

    Facebook Intersindical

    Instagram Intersindical

    YouTube Intersindical

    Inscreva-se
    Notificar de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    Ver todos os comentários
    Top
    0
    Comentex
    ()
    x