fbpx

CPT disponibiliza acervo digitalizado sobre os conflitos no campo no Brasil

Já está no ar o acervo digitalizado da Comissão Pastoral da Terra (CPT) sobre os conflitos no campo no Brasil. O Centro de Documentação Dom Tomás Balduino anunciou, na quarta-feira (18), que mais de 400 mil páginas de documentos oficiais e artigos estão disponíveis para consulta de forma livre.

Desde a sua criação, em 1975, a comissão registra os conflitos que envolvem trabalhadores rurais e a violência sofrida por eles. Dez anos depois ela começou a elaborar o anuário intitulado Conflitos no Campo Brasil, que estão disponíveis no site da CPT desde 2011.

Para a coordenadora do centro Jeane Bellini, o fato dos documentos originais estarem disponíveis pode fazer com que haja um aumento do interesse pelos estudos dos conflitos no campo. “Antes a pessoa que quisesse estudar essas questões teria que vir aqui pessoalmente para manusear os documentos ou depender de análises feitas por membros da CPT. Esperamos que com o acesso aos documentos originais nós possamos incentivar uma pesquisa mais abrangente e diversificada”, contou.

O acervo é organizado em três subtemas: a questão dos conflitos do campo, que organiza mais de 310.000 páginas de documentos referentes e 25.000 conflitos; o institucional, que arquiva mais de 5.000 documentos escritos por membros da instância nacional da CPT; e o temático, que contem 110.000 páginas de documentos e artigos para compreender a complexidade do campo brasileiro.

“O eixo temático dá uma contextualização mais ampla para a realidade do campo como a luta dos camponeses e trabalhadores rurais. Se alguém que está pesquisando os conflitos quiser entender o que estava acontecendo no país naquele momento ele vai poder pesquisar”, explicou Bellini.

Os documentos estão disponíveis nesse link e são de livre acesso e utilização desde que o CEDOC Dom Tomás Balduíno seja citado como fonte.

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top