Bolsonaro faz “acordão” para vender Eletrobras

Bolsonaro faz “acordão” para vender Eletrobras

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Pode ser votada na Câmara Federal a Medida Provisória 1031/21 que autoriza a privatização da maior empresa de energia da América Latina, a Eletrobras. 

Entrou na pauta da Câmara dos Deputados a MP 1031/21, de autoria do governo, que tem como objetivo privatizar as Centrais Elétricas Brasileiras S.A. – Eletrobrás. O Estado Brasileiro controla hoje 62% das ações da empresa, fator que garante a soberania energética do país.

Caso seja aprovada a MP, a energia produzida no Brasil, um recurso estratégico para o povo e para a produção nacional, será entregue aos bilionários do setor privado internacional.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Enquanto o povo luta para sobreviver à pandemia, Bolsonaro, Guedes e deputados entreguistas aceleram como podem a entrega do patrimônio nacional para empresários estrangeiros. Está em curso o maior saque à riqueza do país desde o período colonial. E não é exagero. 

Os números não mentem. O que é a Eletrobrás?

1 – A maior empresa de energia da América Latina.

2 – Controladora de 125 usinas de geração.

3 – 80% de toda produção nacional de energia é hidráulica, somos o 2° maior produtor hidroelétrico do mundo, atrás apenas da China.

4 – O sistema de distribuição de energia totaliza 71.000 quilômetros de linhas de transmissão e 366 subestações de energia elétrica.

5 – O valor base da Eletrobrás é de 400 bilhões de reais, a proposta do governo é arrecadar apenas R$ 61,25 bilhões com a venda. 

Enquanto guerras são feitas para controlar recursos energéticos pelo mundo, Bolsonaro pretende entregar de bandeja para os gringos, um dos maiores trunfos para o desenvolvimento nacional brasileiro. 

O impacto para o cotidiano do povo brasileiro será imediato. Segundo projeções, o preço da energia residencial pode aumentar 20% se a estatal for privatizada. A ocorrência de apagões também aumentará, como ocorrido no Amapá em 2020 devido à má operação feita pela empresa privada ISOLUX, que distribui energia no estado. 

Para aprovar esse ABSURDO o governo Bolsonaro, mais uma vez, precisou comprar os votos de deputados. O “Acordão” com a banda podre do Congresso prevê a transferência de recursos para projetos de interesses eleitorais de deputados. Segundo a Plataforma Operária e Camponesa da Água e Energia: 

“O acordão do governo prevê destinar R$ 8,75 bilhões para “investimentos” em três projetos de dez anos de duração (norte, nordeste e sudeste), que serão administrados por “Comitês Gestores” indicados pelo “Poder Executivo Nacional”. Esta é a estratégia para comprar as bancadas parlamentares para votar a favor do entreguismo bolsonarista. Mais R$ 3,5 bilhões vão subsidiar os donos de termelétricas a combustíveis, R$ 25,5 bilhões serão repassados aos cofres da União e outros R$ 25,5 bilhões serão transferidos em cotas anuais por 30 anos à Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) para uma suposta “modicidade tarifária” – na prática, um recurso que será usado para subsidiar os agentes empresariais controladores do setor elétrico nacional. Ou seja, essa é uma espécie de devolução do dinheiro ao setor privado que controla a eletricidade do país.”

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora, avalia como inadmissível a MP 1031/21, a energia é um patrimônio público, não é qualquer mercadoria, é um ativo fundamental para garantir a dignidade na vida do povo, em especial dos mais pobres, e uma forma de impulsionar o desenvolvimento produtivo brasileiro, garantindo a viabilidade de diversos setores da economia, sendo um fator de geração de emprego e renda.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Intersindical no #19JForaBolsonaro na Av. Paulista
Intersindical no #19JForaBolsonaro na Av. Paulista
ELEIÇÕES PERUANAS [Intersindical Debate #34]
ELEIÇÕES PERUANAS [Intersindical Debate #34]
POR QUE IR ÀS RUAS NO 19J? [Intersindical Debate #33]
POR QUE IR ÀS RUAS NO 19J? [Intersindical Debate #33]
Inscreva-se
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigos
Mais recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários