Assembleia geral: servidores prometem paralisações caso ocorra aumento da Contribuição Previdenciária de 11% para 14%

Assembleia geral: servidores prometem paralisações caso ocorra aumento da Contribuição Previdenciária de 11% para 14%

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Reunidos em Assembleia Geral na última quarta-feira, 5 de fevereiro, na sede do Sindifort, os servidores municipais de Fortaleza reafirmaram a luta contra a reforma da Previdência no Município e aprovaram um calendário de mobilizações e atividades em defesa de suas aposentadorias ao longo do mês de março.

No dia 3, ficou acertado uma ato em defesa do IPM-Previfor e Saúde a partir das 8h, em frente à sede do Instituto (Rua 24 de Maio, 1479, Centro). No dia 8, o ato do Dia Internacional da Mulher será pautado pelo enfrentamento da política neoliberal e dará visibilidade à pauta das mulheres trabalhadoras. Já no dia 13, os servidores se reúnem em um seminário técnico sobre a reforma da Previdência no Município. Por fim, no dia 18 de março, os servidores voltam a realizar uma Assembleia Geral para construir paralisações e uma possível greve caso a Prefeitura Municipal de Fortaleza (PMF) queira aumentar a contribuição previdenciária de 11% para 14%. Veja Calendário de Mobilização em defesa das aposentadorias e pensões e contra o reajuste da mensalidade do IPM no final da notícia.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

A posição dos servidores, encampada pelo Sindifort, acontece diante da grave situação financeira do IPM-Previfor. Conforme estudo da Prefeitura apresentado a entidades sindicais no dia 22 de janeiro, durante reunião da Mesa Central de Negociação, o IPM-Previfor tem déficit atuarial de quase R$ 13 bilhões e, ainda este ano, faltarão R$ 200 milhões para pagar a folha de aposentados e pensionistas.

Confira outras pautas tratadas na Assembleia:

▶ HORA EXTRA INCORPORADA (1º GRUPO):

O pagamento de atrasado do acordo de hora extra incorporada envolve 343 servidores entre ativos, aposentados e pensionistas. Destes, 148 servidores optaram por receber 30 salários mínimos em RPV. Os demais optaram por receber em precatório. A Prefeitura Municipal pagará os atrasados dos servidores ativos, enquanto aposentados e pensionistas irão receber pelo IPM. O Sindifort aguarda a homologação da justiça para que os servidores recebam seus benefícios.

▶ ANUÊNIOS ATRASADOS:

Em relação a todos os grupos do processo 1996, o Sindifort e a PMF seguem com a negociação para tentar fechar o acordo ainda em 2020.

▶ PISO NACIONAL (ACS, ACES E MAGISTÉRIO):

Ao que tudo indica, a implantação do piso salarial nacional dos agentes poderá vir junto ao reajuste de reposição da inflação encaminhado à Câmara Municipal no início de fevereiro. No caso dos(as) professores(as), a Prefeitura alegou que não esperava que o reajuste final com retroativo a janeiro de 2020 chegasse a 12,84%. Em reunião da Mesa Central, a PMF informou que ainda não possui um posicionamento com relação ao cumprimento do piso dos professores.

▶ REENQUADRAMENTO DOS APOSENTADOS NO PCCS:

O Sindifort acionou a justiça para garantir o reenquadramento aos servidores que já estavam aposentados no momento da implantação do atual PCCS em 2007. O Sindifort ganhou a ação, enquanto a Prefeitura segue entrando com recursos para barrar o reenquadramento. Nosso setor jurídico segue atento à pauta e iremos solicitar uma reunião com a superintendência do IPM para discutir esta demanda.

Calendário de mobilização dos servidores municipais de Fortaleza:

Terça-feira, 03 de março – Ato em defesa do IPM (Saúde e Previfor) – 8h em frente a sede do Instituto (Rua 24 de Maio, 1479, Centro)

Domingo, 08 de março – Ato do Dia Internacional da Mulher

Sexta-feira, 13 de março – Seminário Sobre a reforma da Previdência no Município – 8h na sede do Sindifort

Quarta-feira, 18 de março – Assembleia geral dos servidores municipais na sede do Sindifort – 8h – Participação no Dia Nacional de Luta dos Servidores Públicos

Fonte: Sindifort

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

2 de outubro FORA BOLSONARO
2 de outubro FORA BOLSONARO
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários