Andreia Galvão fala da uberização das relações de trabalho

Andreia Galvão fala da uberização das relações de trabalho

A socióloga da Unicamp, Andreia Galvão, fez uma síntese das mudanças sociais e culturais que culminaram com a aprovação da reforma trabalhista, a eleição de Bolsonaro e que agora ameaça a Previdência pública e a assistência social no Brasil.

“A lógica neoliberal de uberização das relações de trabalho como modelo se converteu na nova forma de trabalho, que é aceita e almejada por trabalhadores que sonham em ser patrões de si mesmo, que sonham com a possibilidade de fazer seu próprio horário, definir seu salário. Essa ideia pegou. Nesse processo vemos o fortalecimento da perspectiva neoliberal no plano das políticas e da ideologia em geral”, lembrou.

    LISTA INTERSINDICAL

    RECEBA INFORMAÇÕES IMPORTANTES NO SEU E-MAIL

    Uma pesquisa Datafolha de 2018 indicou que metade dos entrevistados prefere ser autônomo pagando menos imposto, ainda que sem benefícios. “A maior parte do mercado brasileiro já é informal. Para quê as pessoas vão defender direitos se não têm direitos?”, questionou.

    Além de pontuar a mudança nas condições do trabalho, a pesquisadora enfatizou os obstáculos à ação sindical, fincada nos trabalhadores formais, e propôs a incorporação dos informais como saída para a organização da classe trabalhadora de agora em diante.

    A MP 873/19, segundo ela,é uma clara intervenção do Estado sobre o movimento sindical. “Não fala só sobre imposto sindical, mas também sobre outras contribuições, é uma intervenção do Estado na sua forma de se organizar, o Governo interfere na autonomia sindical que já não é plena”.

    Diante desse contexto torna-se ainda mais urgente que o sindicato mostre seu valor e aumente suas filiações. “O sindicato tem que mostrar sua importância, tanto para quem está organizado e no trabalho formal quanto para quem não está organizado e é informal precarizado. Só vamos dinamizar de fato o sindicalismo no Brasil se a gente conseguir contar com nossas próprias forças e incluir os excluídos”, disse.


    CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

    Inscreva-se
    Notificar de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    Ver todos os comentários
    Top
    0
    Comentex
    ()
    x