Agentes de trânsito fazem passeata por mais segurança e pela aprovação do PLC 152/15 no Senado

Agentes de trânsito fazem passeata por mais segurança e pela aprovação do PLC 152/15 no Senado

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Os trabalhadores que atuam no trânsito e transportes no País se reúnem nesta segunda-feira (30) e terça-feira (31), para atos em homenagem a Agenison Pereira Jorge, agente de trânsito assassinado em Araguaína, no Tocantins, na última sexta (27), enquanto desempenhava suas funções. As manifestações têm como objetivo conscientizar a população e os gestores públicos da vulnerabilidade na qual a categoria está exposta.

Manifestações

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Em Palmas; capital do Estado onde houve o assassinato de Agenison Jorge, o ato será realizado nesta segunda-feira (30), às 16h, nas principais vias da cidade.  Com apoio e participação da Policia Militar; Polícia Federal e Guarda Metropolitana, os agentes de trânsito farão uma carreata com sirenaço. Todos estarão usando fita preta amarrada nos braços.

Na terça-feira (31), a AGTBrasil (Associação dos Agentes de Trânsito do Brasil),  conclama,  às 11h um ato nacional para homenagear o colega que se foi e conclamar mais segurança à família.

Entre as medidas protetivas necessárias e reinvindicadas pela categoria estão a disponibilização de coletes à prova de balas e a aprovação do Projeto de Lei PLC 152/15 que possibilitaria, após rígidos testes e treinamentos, o porte de arma para a categoria quando em serviço.

“Há situações de extremo risco. Os bandidos também andam de carro. Na fiscalização do transporte clandestino, por exemplo, é necessária a abordagem do agente de trânsito para verificar se o condutor tem alvará”, explica Antonio Coelho, presidente da AGTBrasil.

“Não é a primeira vez que um agente de trânsito morre no desempenho de suas funções. Infelizmente, não vai ser o último. Agora, nem por isso, podemos deixar de lutar para garantir a nossa segurança. Em virtude de mais um ataque a um companheiro de farda, e outros que tiveram as suas vidas ceifadas, faz-se necessário realizarmos uma grande passeata nacional com representação de todos os municípios do Brasil”, defende Valdir Medeiros, vice-presidente da SIATRANS que integra a direção nacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Intersindical no #19JForaBolsonaro na Av. Paulista
Intersindical no #19JForaBolsonaro na Av. Paulista
ELEIÇÕES PERUANAS [Intersindical Debate #34]
ELEIÇÕES PERUANAS [Intersindical Debate #34]
POR QUE IR ÀS RUAS NO 19J? [Intersindical Debate #33]
POR QUE IR ÀS RUAS NO 19J? [Intersindical Debate #33]
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários