fbpx

Agentes de Saúde e Endemias de Fortaleza se unem e conquistam avanços

Agentes de Saúde e Endemias de Fortaleza se mobilizaram e conquistaram, na última quinta-feira (17), na Câmara Municipal da cidade, a aprovação de um Plano de Cargos e Carreiras e Piso Salarial que prevê o reconhecimento de todo tempo de serviço prestado ao município e gratificação de desempenho.

“Consideramos uma vitória política dos trabalhadores que não aceitam mais serem manobrados e desrespeitados”, afirma Nascélia Silva, do Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort) e integrante da direção nacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora.

Os agentes conquistaram a implantação do Piso Nacional de R$ 1.014,00; a garantia de uma gratificação de desempenho (produtividade) no valor de 10% do Piso em 2018  e o reconhecimento de oito anos de tempo de serviço para o Plano de Carreira, incluindo o período estatutário de 2012-2015.

O reconhecimento de tempo celetista e estatutário garantirão a 30% das categorias (ou seja a 1.200 agentes) o enquadramento na 2ª referência salarial, com vencimento base de R$ 1.036,28. Caso os vereadores tivessem aprovado a proposta inicial do prefeito Roberto Cláudio (PDT), estes servidores estariam fora da 2ª tabela de salários.

Novas mobilizações

Em janeiro, os agentes já têm data marcada para novas mobilizações, uma vez que começam a discutir a campanha salarial. A Prefeitura Municipal de Fortaleza marcou reunião para o dia 20 de janeiro de 2016 e prometeu que o reajuste será retroativo.

 

O funcionalismo municipal tem data base em 1º de janeiro e o índice de reajuste reivindicado é de 19,46%, o que equivale a recuperar o poder de compra que os vencimentos e salários tinham em maio de 2008.

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top