Em Belém (PA), Zenaldo FOGE da categoria durante reunião sobre pauta da educação

Em Belém (PA), Zenaldo FOGE da categoria durante reunião sobre pauta da educação

Em Belém (PA), Zenaldo FOGE durante reunião sobre educação

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Zenaldo foge da categoria durante reunião com o MPPA

O “prefeito” Zenaldo Coutinho não cansa de dar vexame. Não bastasse o desajuste que promove na educação pública municipal, na tarde desta segunda-feira, 19, estrategicamente para fugir do ato público organizado pelo SINTEPP em frente do prédio da Companhia de Desenvolvimento e Administração da Área Metropolitana de Belém/CODEM, transferiu o local da audiência (que sua própria equipe de gestão havia marcado com o Ministério Público do Estado do Pará/MPPA desde sexta-feira, 16). Em cima da hora, o governo informou ao MPPA que a reunião seria no mesmo dia e horário, 19/03, às 16h, mas que não seria mais na CODEM e sim no Palácio Antônio Lemos.

Em 13.03 SINTEPP já havia encaminhado denúncia ao MPPA. Relembre:

Na semana passada, 13, os educadores e o Sindicato, não aguentando mais os ataques e cortes de direitos da administração Zenaldo e Socorro Aquino (atual secretaria de educação – que é prima do prefeito), denunciaram diversas situações em audiência no MPPA e repassaram uma extensa pauta contendo as atrocidades que estão sofrendo, e que são frutos das imposições de Zenaldo e Aquino. Na audiência, o SINTEPP sugeriu à promotora de Educação Graça Cunha que intercedesse e tomasse medidas enérgicas contra “Os Coutinhos”.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Ficou definido, então, que o MPPA deveria exigir uma audiência com o prefeito para cobrar soluções da gestão aos problemas da educação municipal. Foi então que a promotora Graça Cunha conseguiu na sexta-feira, 16, agendar uma reunião entre MPPA e Zenaldo, que estava prevista para a tarde de ontem, 19, às 15 horas, na CODEM.

O alcaide, porém, sabendo do ato público organizado pelo Sindicato para acompanhar a referida audiência, ligou a promotora Graça Cunha, por volta de 14h de ontem, 19, transferiu o local da audiência para o Palácio Antônio Lemos.

Provavelmente, Zenaldo não queria mesmo era ouvir as palavras de ordem e indignação produzidas pelo carro som, que expressavam frases como “A educação municipal pede SOCORRO, mas AQUI NON! “Fora Socorro Aquino!”, e até “Ei Cabeção! Reajusta (e paga) o nosso salário e o vale alimentação”, entre outras falas que denotam o total desgaste desta administração.

Ainda nesta segunda-feira, 19, o SINTEPP conseguiu contactar a promotora Graça Cunha e acertou nova audiência entre o MPPA e o Sindicato para às 14 horas, no dia 22/03, no órgão. Nesta audiência a promotora vai apresentar as respostas do prefeito às denúncias/cobranças que constam na pauta dos trabalhadores  municipais da educação.

Entre as reivindicações apresentadas pelo SINTEPP e a categoria ao MPPA sobre a educação municipal estão:

  1. Cobrança do pagamento imediato do salário de professores que não receberam seus proventos no mês de fevereiro/18;
  2. Denúncia do não pagamento há três meses dos salários dos servidores prestadores de serviço da SEMEC;
  3. Pelo não fechamento de bibliotecas e de turmas da Educação de Jovens e Adultos/EJA, de salas de leitura, laboratórios de informatica e do AEE/Atendimento Educacional Especializado (que são os professores que ensinam alunos deficientes em escolas municipais);
  4. Fim do crescente assédio moral, imposto por diretores biônicos, a mando da secretária de educação;
  5. Realização de eleição direta de diretores de escolas;
  6. Denúncia do não pagamento do piso salarial profissional nacional do magistério aos professores;
  7. Denúncia pelo não reajuste/congelamento há quatro anos do valor do vale alimentação (estagnado em R$270,00);
  8. Corte pela metade do valor do vale transporte dos servidores da educação.

Por tudo isso e demais enfrentamentos, os (as) trabalhadores (as) municipais da educação e o SINTEPP estão iniciando uma campanha pelo “Fora Socorro Aquino!”. Logo, se você quer se somar a esta luta, fique atento (a) a agenda da Executiva Belém do SINTEPP:

22/03 (quarta-feira)

14h00
Audiência no MPPA, com a promotora Graça Cunha para cobrar respostas da reunião com o prefeito (19/03);

27/03 (quarta-feira)

15h00
Audiência (confirmada pela SEMEC) entre SINTEPP e Secretária de Educação Socorro Aquino;

1ª semana de Abril

Com data e local a confirmar
Assembleia Geral da Rede Municipal.

Fonte: Sintepp


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Siga-nos no INSTAGRAM
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários