Volkswagen ameaça demitir 3,6 mil trabalhadores e chantageia com PDV ou redução de salários

Volkswagen ameaça demitir 3,6 mil trabalhadores e chantageia com PDV ou redução de salários

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

A Volkswagen informou que terá 3,6 mil trabalhadores excedentes na fábrica de São Bernardo do Campo (SP), ou 34% de seu efetivo, de 10,5 mil funcionários. Este contingente está na mira direta de uma provável demissão em massa.

A montadora propõe “alternativas” aos trabalhadores metalúrgicos:  aderir a um novo Programa de Demissão Voluntária (PDV), reduzir os salários dos novos funcionários, o corte no adicional noturno e demais benefícios entre os que estão empregados, além do fim da estabilidade para acidentados.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

A nova proposta altera acordo fechado com o sindicato em 2015, que previa o congelamento dos salários até 2017. E faz parte da lógica do grande capital de jogar a culpa da crise nas costas do trabalhador e aproveitar as oscilações econômicas para achatar os salários e suspender benefícios.

Em nota, a Volkswagen justifica que as projeções do setor indicam que o mercado brasileiro deve consumir 2 milhões de veículos neste ano, 20% menos que em 2015 e 40% inferior a 2014. 

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

2 de outubro FORA BOLSONARO
2 de outubro FORA BOLSONARO
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários