Trabalhadores da Amanco estão em greve, em Sumaré

Trabalhadores da Amanco estão em greve, em Sumaré

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Saiba mais:
→ Amanco usa PM e GCM para assediar trabalhadores em greve


Trabalhadores da Mexichem/Amanco paralisam produção

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Trabalhadores/as da Mexichem /Amanco, em Sumaré, estão em greve (desde 02/05) paralisando totalmente a produção da fábrica até que a empresa aceite a negociar todos os itens da pauta de reivindicações encaminhadas pelo sindicato. A greve tem ampla adesão, inclusive de trabalhadores terceirizados.

Entre os principais pontos está o fim da jornada 6 x2, imposta sob pressão e que prejudica a qualidade de vida dos/as trabalhadores, uma vez que coloca os funcionários para trabalhar aos finais de semana e a usufruir folga nos dias comuns. Além disso, a pauta defende aplicação do reajuste de 8,5% da campanha salarial 2016, Programa de Participação dos Resultados (PPR) mínimo de R$ 2.000, convênio médico e odontológico sem descontos, cesta de alimentação de R$ 300, fim do desvio de função, assédio moral e pressão para aceitação de jornada em feriados.

A última reunião entre sindicato e empresa ocorreu em 18 de abril, porém sem nenhum avanço. Por isso, os/as trabalhadores decidiram em assembleias realizada na porta da fábrica pelo sindicato a entrar em greve até que a empresa se disponha a negociar.

A Amanco pertence à multinacional Mexichem maior produtora de resinas de PVC na América Latina, teve um lucro líquido de R$ 2,7 bilhões em 2016.  A fábrica em Sumaré produz tubos e conexões e conta com cerca de 500 trabalhadores.  É uma das sete unidades da multinacional no Brasil.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

2 de outubro FORA BOLSONARO
2 de outubro FORA BOLSONARO
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários