fbpx

TERCEIRIZAÇÃO: Trabalhadores reagem e alertam – “Não ousem. Se passar, o Brasil vai parar!”

Sindicato dos Químicos Unificados de Campinas, Osasco, Vinhedo e região

Após a aprovação do PL 4330 que libera a terceirização no Brasil, os trabalhadores de todo o país reagiram e foram para as ruas, paralisaram fábricas, transporte, bancos e deram claro e duro recado: Se o projeto de lei da terceirização seguir em frente, o Brasil vai parar. Ou seja, que a quebra de direitos, de garantias trabalhistas, de conquistas após muitas lutas através dos anos irá sair muito cara para a elite burguesa, conservadora, exploradora e preconceituosa deste país.

A manifestação neste 15 de abril alcançou todos os estados brasileiros, e foi denominada como “Ato contra o PL 4330 e contra a direita. E por mais direitos!” O Sindicato Químicos Unificados e a Intersindical participaram da manifestação em São Paulo, que teve início no final da tarde com concentração no Largo da Batata (Pinheiros) e se encerrou à noite  na avenida Paulista (centro), próximo à Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Terceirização é quase o retorno à escravidão

O projeto de lei da terceirização já aprovado na Câmara dos Deputados em 07 de abril libera este tipo de contratação para todos os setores de todas empresas, inclusive os diretamente ligados à produção.

Com a terceirização, diminuem em muito os postos de trabalhos diretos, os salários, férias, planos de saúde, cestas e tíquetes alimentação, o número de acidentes inclusive com mortes, a jornada de trabalho aumenta e a rotatividade se acelera, além de outros garantidos pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).

E mais: Ela tira do trabalhador terceirizado todos os direitos que hoje constam da convenção coletiva do trabalho de sua categoria, além de esfarelar sua união e organização em sindicato de classe.

Bem informado, não hesite, não pense duas vezes, e participe com toda a força contra as próximas manifestações contra o PL 4330, contra a liberação da terceirização. Defenda-se!

 

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top