sammer siman

Nos últimos dias 9 e 11 de novembro o ANDES (Associação Nacional dos Docentes do Ensino Superior) promoveu uma série de debates, no Rio de Janeiro, sobre a reorganização da classe trabalhadora.

A Intersindical dá um passo importante no seu processo de ampliação e interiorização em Minas Gerais. No próximo sábado, 12 de agosto, a cidade de Passos (sudoeste de Minas), vai receber a reunião de planejamento da Intersindical Minas Gerais, debatendo os desafios da conjuntura e ampliando a intervenção da central nas lutas do estado.

A votação da assim chamada reforma trabalhista que se inicia agora no Senado deverá ser um marco inaugural da Guerra social no Brasil. Ao contrário do que tem anunciado a imprensa, não se trata de uma reforma para “gerar empregos”, mas sim uma agressão definitiva à CLT, que consolidou conquistas civilizatórias no Brasil, a exemplo de férias, 13 salário e horário de alimentação.

A Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional (formada por deputados e senadores contrários ao entreguismo do país) será lançada nesta quarta-feira (21), às 15h, no Plenário 2 da Câmara dos Deputados. O economista Sammer Siman, da Intersindical Central da Classe Trabalhadora e das Brigadas Populares, acompanha e nos representará no evento.

Uma análise aprofundada, realizada pelo economista, mestre em Política Social e Assessor econômico do Sindipublicos Sammer Siman, das contas estaduais, desmente em sete pontos o discurso do governo e revela que o Estado tem capacidade financeira para concessão da revisão geral anual aos servidores, conforme determina a Constituição Federal. Confira abaixo artigo sobre o assunto. Entre as mentiras, diferente do que revelam que a crise e a tragédia da Samarco ‘quebrou’ o Estado, em 2016 o governo teve um orçamento total de R$17,258 bilhões e um superávit de R$782.544 milhões.

Para tudo na vida se dá um jeito, exceto na morte. Infelizmente a maioria dos economistas faltou a essa lição elementar da vida. Nunca há somente uma opção. Numa economia capitalista as alternativas políticas derivam de interesses. Logo, tudo depende de quais interesses serão atendidos pela opção construída. Isto é, num momento de acirramento das contradições qual classe ou fração de classe será beneficiada ou atacada pela nova política econômica?

Não é mágica, mas ilusionismo. A exposição de motivos formulada por Henrique Meirelles, atual ministro da fazenda aposentado aos 57 anos pelo Banco de Boston, é mais uma peça de ilusão elaborada por economistas.

A afirmação de que a única saída para a crise econômica é o governo fazer ajuste fiscal é tão repetida pela televisão e pelos jornais que para muitos trabalhadores e trabalhadoras do Brasil se coloca como verdade. Por isso não é exagero relembrar a frase acima que na Alemanha nazista foi dita pelo ministro de propaganda de Adolf Hitler: Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade.

Leia também: → Boletim de conjuntura econômica 6: 15 medidas alternativas à PEC 55 → Boletim de conjuntura econômica 5: As ilusões da PEC 55 → Boletim de conjuntura econômica 4: O lado mítico do ajuste fiscal → 3: A inflação na crise brasileira atual: desvendando mitos → 1: 3 mitos sobre o desemprego no Brasil atual Sammer Siman¹ …

Conjuntura econômica nº2 Leia mais »

Leia também: → Boletim de conjuntura econômica 6: 15 medidas alternativas à PEC 55 → Boletim de conjuntura econômica 5: As ilusões da PEC 55 → Boletim de conjuntura econômica 4: O lado mítico do ajuste fiscal → 3: A inflação na crise brasileira atual: desvendando mitos → 2: Conjuntura econômica nº2 Sammer Siman¹ e Vitor Hugo Tonin² Em …

3 mitos sobre o desemprego no Brasil atual Leia mais »

SECRETARIAS E EXECUTIVA Secretaria Geral: Edson Carneiro Índio – São Paulo Secretaria de Finanças: Arlei Medeiros – Campinas/SP Secretaria de Combate às Opressões: Conceição – Belém/PA Secretaria de Relações Internacionais: Ricardo Saraiva BIG – Santos/SP Secretaria da Juventude Trabalhadora: Paula Coradi –Vitória/ES Secretaria de Formação Política: Amauri Soares – Florianópolis/SC Secretaria de Defesa do Serviço …

Direção Nacional eleita – 2016/19 (1º Congresso Nacional) Leia mais »

Sammer Siman* E agora José? A festa acabou. A luz se apagou… Que o de cima sobe e o de baixo desce é uma lição que aprendemos desde que o mundo é mundo, ou, melhor dizendo, desde que o Brasil é Brasil, pelo menos a julgar por esse capítulo que beira a 516 anos de …

Sammer Siman | E quem paga a conta da crise? Leia mais »

Sammer Siman* O mar de lama tóxica despejado pela mineradora Samarco/Vale/BHP fez mais que matar gente, rio, toda uma biodiversidade e deixar centenas de milhares de pessoas sem água. Ele desnuda o caráter privatista e transnacionalizado do Estado brasileiro, dada sua omissão e conivência diante do maior crime ambiental do país e a insistência dos …

Sammer Siman | O Estado transnacional no Brasil Leia mais »