fbpx

Tag Archives: reforma trabalhista

A maior greve da história não passou na TV

A maior greve da história não passou na TV

No dia 28 de abril, cerca de 40 milhões de trabalhadores paralisaram as atividades em todo o país. O dia da greve geral já é considerado o maior da história, foi mobilizada por centenas de entidades sindicais e sociais. Todos contrários às medidas de Temer para desmontar a Previdência Social (PEC 287) e os direitos trabalhistas (PL 6787/2016).

Nota das centrais sindicais: Continuar e ampliar a mobilização contra a retirada de direitos!

As Centrais Sindicais, reunidas na tarde desta quinta feira, avaliaram a Greve Geral do dia 28 de abril como a maior mobilização da classe trabalhadora brasileira. Os trabalhadores demonstraram sua disposição em combater o desmonte da Previdência social, dos Direitos trabalhistas e das Organizações sindicais de trabalhadores.

Vídeo que expressa indignação do trabalhador contra Rogério Martinho e Congresso se espalha pela rede

Quase 2 milhões de pessoas já assistiram na rede social Facebook o secretário-geral da Intersindical, Edson Carneiro Índio, expressar a indignação que toma conta da população diante do desmonte dos direitos trabalhistas e da aposentadoria para os deputados durante sessão especial da Comissão Legislativa da Câmara.

Greve geral de 28 de abril mexe com o bolso dos patrões e entra para a história do Brasil

Greve geral de 28 de abril mexe com o bolso dos patrões e entra para a história do Brasil

“Os trabalhadores se deram conta do estrago que significa o desmonte de direitos e resolveram cruzar os braços. Afinal, o 28 de abril não era dia de dar lucro para o patrão, mas de defender os direitos trabalhistas e a aposentadoria”, explica Edson Carneiro Índio, secretário-geral da Intersindical Central da Classe Trabalhadora.

Capital federal vira uma cidade fantasma em dia de greve geral. Só os manifestantes saíram às ruas.

Trabalhadores do Distrito Federal e do entorno deram um claro recado a Michel Temer na capital federal: Não às reformas da Previdência e trabalhista! Diversas categorias se uniram: professores, rodoviários, metroviários, servidores, funcionários da saúde…

SP, Osasco, Cotia, Sorocaba e região também estão em luta desde a madrugada contra o fim da CLT

Químicos, educadores, metalúrgicos e muitas outras categorias estão paralisando as cidades para mostrar que não vão desistir enquanto não tiverem de volta os seus direitos garantidos. Trabalhadores pararam fábricas e ocuparam as ruas contra o desmonte da CLT e a Reforma da Previdência!

Santa Catarina também está parada contra os desmontes dos direitos trabalhistas e da aposentadoria!

Em Santa Catarina, o acesso sul ao centro de Florianópolis foi fechado desde manhã neste dia de greve geral contra o fim da CLT e contra a Reforma da Previdência. Em Lages os trabalhadores dos transportes urbanos também se recusaram a trabalhar!

Em Santos (SP), houve paralisação e repressão da PM contra trabalhadores que se manifestavam contra o fim da CLT

Em Santos (SP) trabalhadores iniciaram a greve geral na madrugada fechando as duas pistas da Estrada do Sabuó, contra o fim da CLT e da aposentadoria. No entanto a Polícia Militar, controlada pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP), reprimiu a manifestação que lutava pelos seus direitos.

Uberlândia (MG) na luta desde a madrugada contra o fim da CLT e da aposentadoria!

Em Uberlândia (MG) os trabalhadores dos transportes também paralisaram suas atividades pelo medo de perderem seus direitos trabalhistas e suas aposentadorias! Com a greve geral desde a madrugada, a classe trabalhadora está dando o recado de que não pagará a conta da burguesia!

No RS a Greve é Geral contra o desmonte dos direitos trabalhistas e pela aposentadoria

Em Porto Alegre (RS), trabalhadores dos transportes públicos cruzaram os braços neste dia de Greve Geral, contra as reformas Trabalhista e da Previdência. A unidade entre trabalhadores ligados à Intersindical e ASSUFRGS e estudantes da UFRGS está sendo fundamental nesta luta.

Químicos Unificados: é greve geral

O Sindicato Químicos Unificados convoca todos/as trabalhadores/as a parar nesta sexta-feira, 28/04 em defesa dos direitos trabalhistas que estão sendo destruídos pelo governo Temer e Congresso Nacional. Neste dia, não sai de casa para trabalhar. É hora de cruzar os braços e integrar as grandes mobilizações que ocorrerão em vários pontos das cidades brasileiras.

Municipais de Fortaleza também param dia 28

Os servidores municipais de Fortaleza, organizados pelo Sindifort (filiado à Intersindical) se somarão fortemente à greve geral de amanhã. A paralisação deve atingir diversas unidades e setores, como agentes de trânsito, de saúde, de combate a endemias, servidores da UrbFor e do IPM. A categoria fará concentração às 8h em frente ao Paço Municipal.

Juízes e advogados em defesa da Justiça do Trabalho

De mãos dadas, em sinal de união em prol da Justiça do Trabalho, magistrados, advogados, servidores, líderes sindicais e trabalhadores encerram o ato público realizado nesta quarta-feira, 26, em frente ao Fórum da Justiça do Trabalho, no Comércio. O evento, organizado pela Amatra5, Anamatra, OAB/BA, Abat, Abrat e Sindjufe, protestou contra as reformas Previdenciária e Trabalhista em tramitação no Congresso Nacional.

Nota Pública do Ministério Público do Trabalho contra a Reforma Trabalhista e apoiando a Greve Geral

NOTA: O MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO, considerando a Greve Geral anunciada para o dia 28.04.2017, vem a público: I – DESTACAR que a Greve é um direito fundamental assegurado pela Constituição Federal, bem como por Tratados Internacionais de Direitos Humanos ratificados pelo Brasil, “competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender” ( art. 9º da CF/88);

Voos pra Brasília na semana que vem podem ser paralisados

O Sindicato Nacional dos Aeronautas (categoria que reúne pilotos, copilotos e comissários de voo) vai decidir em assembleias nesta quinta-feira (27) se vai paralisar os voos para Brasília (DF) na próxima semana. O objetivo é prejudicar a chegada de parlamentares à capital e a votação das reformas, em especial, a da Previdência.

Câmara dos Deputados dá tiro de morte nos direitos trabalhistas. Luta segue no Senado e nas ruas!

A noite do dia 26 de abril de 2017 entrará para a história como o dia em que a Câmara dos Deputados deu um verdadeiro tiro de morte nos direitos trabalhistas e nas garantias constitucionais que protegem, minimamente, os trabalhadores e trabalhadoras contra a super exploração pretendida pelos grandes empresários e banqueiros.

Reforma trabalhista é aprovada às vésperas de greve geral

A base de Michel Temer na Câmara sepultou os direitos trabalhistas por 296 a 177 votos, mas sem antes tentar outro golpe: impedir que o povo pudesse saber qual foi o voto de cada deputado. Felizmente foi derrotada nesse quesito e nós temos o nome de cada traidor! A resposta é greve geral no dia 28 de abril e o nome de cada traidor estampado em cartazes, postes nos imãs de geladeira. Quem traiu a classe trabalhadora nunca mais terá nosso voto!

Igrejas católica e evangélica se unem contra as reformas trabalhista e previdenciária

Os líderes religiosos sabem que o empobrecimento da população, a precarização do emprego, o fim das pensões e da aposentadoria e a ausência de serviços públicos vão impactar a vida dos fiéis, e por consequência, das próprias igrejas – a quem caberá amparar uma nação de doentes, desempregados, órfãos, viúvas e aflitos.

País Basco envia nota de apoio à classe trabalhadora no Brasil

Nós, da LAB, sindicato de classe do país Basco, enviamos uma mensagem de solidariedade à classe trabalhadora do Brasil e ao povo brasileiro que está prestes de fazer um enfrentamento com greve geral no dia 28 de abril – contra as reformas trabalhistas do governo Temer que quer, entre outras coisas, para aumentar a idade de aposentadoria, dificultar e cortar o acesso às pensões, precarizar os empregos… enfim, adotar as mesmas medidas que nós daqui também padecemos com o Governo do estado espanhol.

Bancários da Baixada Santista aprovam Greve Geral dia 28 de abril

Em assembleia, categoria decidiu deflagrar greve contra aprovação da Terceirização irrestrita, o desmonte da Previdência e a “reforma” trabalhista Reunidos em assembleia na noite desta segunda-feira, 17, bancários e bancárias da Baixada Santista aprovaram a deflagração de Greve Geral no próximo dia 28 de abril. A categoria se junta a diversos setores para parar o

Servidores municipais de Belém aderem à Greve Geral do dia 28 de abril

Saiba mais: → Câmara dos Deputados dá tiro de morte nos direitos trabalhistas → Nota Pública do Ministério Público do Trabalho contra a Reforma Trabalhista e apoiando a Greve Geral → Juízes e advogados em defesa da Justiça do Trabalho No dia 28/04, não vou trabalhar, vou à rua protestar! As mídias tradicionais – televisão, rádios e

Centrais se reúnem em SP e confirmam que o 28 de abril entrará para a história do País

Representantes das centrais sindicais se reuniram na tarde de segunda-feira (24) para acertar os últimos preparativos para a greve geral marcada para a próxima sexta-feira (28). Todos os presentes concordaram que, pela movimentação e mobilizações programadas, a data entrará para a história. É o dia de cruzar os braços e dizer um sonoro “Não” ao fim da aposentadoria e ao desmonte dos direitos trabalhistas.

10 coisas que você precisa saber sobre a Reforma Trabalhista

10 coisas que você precisa saber sobre a Reforma Trabalhista

A salvaguarda dos interesses empresariais é o princípio norteador da proposta, que ocupará posição mais relevante do que o princípio da proteção ao trabalhador, que sempre presidiu o Direito do Trabalho. Tudo isso sem discussão com a sociedade, em regime de urgência – aprovado na semana passada em descarada manobra na Câmara.

Índio: Futuro do Brasil enfrenta semana decisiva

Fim do décimo terceiro, férias e descanso remunerado para milhões de pessoas que serão pejotizadas, legalização do bico para outros que serão contratados em regime intermitente, redução das garantias da CLT através da negociação abaixo da lei para diversas outras categorias, terceirização irrestrita para os demais. Essas e outras barbaridades compõem o que o governo chama de “reforma” trabalhista e deve ser votada nessa semana na Câmara dos Deputados.

Trabalhadores protestam contra Reforma Trabalhista em frente ao apartamento de Rogério Marino (PSDB)

O deputado federal Rogério Marinho (PSDB) e relator da Reforma Trabalhista, tem passados maus bocados após ter assumido a relatoria deste projeto da Reforma Trabalhista, além das esculhambações que tem sofrido nas mídias sociais, na manhã desta segunda-feira 23, manifestante foram para frente do prédio do deputado na Floriano Peixoto, em Petrópolis.

Presidentes da Anamatra e da ANPT debatem principais pontos da reforma trabalhista

Os presidentes da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (ANAMATRA) e da Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT), respectivamente Ângelo Fabiano e Germano Siqueira, debateram nesta terça (18/4), ao vivo na Fanpage da Anamatra no Facebook, os principais pontos da reforma trabalhista (Projeto de Lei nº 6787/2016), cujo relatório foi apresentado recentemente pelo deputado Rogério Marinho, relator da proposta na Comissão Especial.

Ato no centro de Campinas denunciará deputados da região

Dirigentes sindicais, militantes de movimentos populares e das frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular realizarão no dia 19 de abril, às 17h em frente à Catedral Metropolitana de Campinas, um ato de protesto contra os deputados Carlos Sampaio (PSDB), Luiz Lauro Filho (PSB), Roberto Alves (PRB), Vanderlei Macris (PSDB) – todos da Região Metropolitana

Semana de ataques à classe trabalhadora em Brasília. Mobilização já!

O governo Temer segue à risca a agenda de retrocessos, fazendo tramitar apressadamente e sem a devida discussão com a sociedade o Projeto de Lei (PL) 6787/2016 (que trata da Reforma Trabalhista), e a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/16, que pode desmonta a Seguridade Social e Previdência pública.

Intersindical alerta sobre a votação da Reforma Trabalhista

Edson Carneiro Índio, Secretário Geral da Intersindical​, alerta para a votação da Reforma Trabalhista que pode acontecer entre esta e a próxima semana e que acaba com a segurança do emprego, coloca o trabalhador à mercê da chantagem do patrão, acaba com os salários, com o direito às férias, 13º, fundo de garantia, descanso semanal remunerado e direitos dos acordos coletivos assinados pelos sindicatos, além de ampliar de vez a terceirização e a pejotização a todos os setores.

Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho lista os direitos ‘usurpados do trabalhador’ na proposta de reforma trabalhista

Confira a nota pública que a Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT) divulgou no último dia 13/04, onde manifesta sua indignação com o relatório e o texto substitutivo de reforma trabalhista apresentados pelo relator da matéria, o deputado federal Rogério Marinho (PSDB-RN), na Comissão de Reforma Trabalhista, que deve ser aprovado nesta terça-feira (18/04).

Projeto que transforma trabalhadores em insumos sai da pauta de votações do Senado

O PLS 218/2016, que cria a modalidade de contrato intermitente de trabalho – onde o trabalhador ganha o mesmo valor hora que um trabalhador fixo, mas sem direitos – saiu da agenda de votações do Senado e voltará para análise da Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Senado vota a qualquer momento o projeto que transforma trabalhadores em insumos

Está na ordem do dia de votações do Senado o PLS 218/2016, que cria a jornada de trabalho intermitente. Alexandre Caso, da Intersindical, alerta que o trabalhador brasileiro será tratado como um insumo, como se fosse uma despesa de água, luz e telefone. Entenda o porquê.

CNBB recebe trabalhadores para dialogar sobre “reformas”

O Secretário Geral da CNBB, Bispo D. Leonardo Steiner recebeu nesta quarta-feira, 5, representantes dos movimentos que estão em luta contra o desmonte da previdência e dos direitos trabalhistas. Participaram da reunião CUT, MTST, INTERSINDICAL e CTB. Edson Carneiro Índio, Secretário Geral da Intersindical representou a Central.

Alpinópolis (MG) também se mobilizou contra a retirada de direitos e desmonte da Previdência

Alpinópolis, MG – Hoje, 31 Março, a Intersindical Central da Classe Trabalhadora, junto dos Sindicato dos Servidores Municipais de Alpinópolis, e as professoras da rede estadual filiadas ao SindUTE, com apoio da Câmara Municipal, igreja católica e comerciantes, fizeram a maior manifestação da história da cidade que reuniu mais de 400 pessoas contra o DESMONTE

Dia de luta movimenta trabalhadores contra retirada de direitos

Trabalhadores capixabas paralisaram a entrada da Petrobrás, em Vitória, e retardaram por uma hora a abertura das agências bancárias localizadas na Reta da Penha durante a manhã desta sexta-feira, 31. A ação foi em protesto contra a terceirização e as reformas trabalhista e da Previdência e fez parte de um calendário nacional de mobilização em preparação para uma greve geral, a ser realizada no próximo 28 de abril.

Entidades sindicais realizaram protestos contra a reforma da previdência em Pernambuco

O Protesto contra a reforma da previdência que aconteceu ontem, simultaneamente em Petrolina, Caruaru, Arcoverde, Garanhuns, Araripina, Salgueiro e no Recife, foi idealizado pelo Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco, mas teve sua organização ampliada e compartilhada com mais de vinte categorias e quatro centrais sindicais. Batizado como ATO UNIFICADO CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA,

31M: PM de Uberlândia (MG) reprime brutalmente manifestação de trabalhadores do MTST

Em Uberlândia – MG, a PM reprimiu brutalmente a mobilização do MTST! Seriam 4 protestos em diferentes rodovias. Sem diálogo, a tropa de choque e mais viaturas de outros batalhões chegaram atirando e soltando bombas, ainda com a utilização de um helicóptero! Era evidente a orientação do governo para a brutalidade! A violência generalizada da

Trabalhadores químicos atrasam jornada na Medley (Campinas) contra a terceirização e desmonte da aposentadoria

Os Químicos Unificados de Campinas, Osasco e Região já iniciaram o dia com atraso de jornada na fábrica da Medley, em Campinas, para dialogar com os trabalhadores sobre o desmonte da aposentadoria, o projeto de terceirização aprovado pela Câmara e a reforma trabalhista.

Bancários fecham agências de Santos nesta sexta, 31, contra fim de direitos

Os bancários da Baixada Santista paralisam nesta sexta-feira, 31/3, diversas agências bancárias em Santos contra a terceirização irrestrita e o desmonte da Previdência Social planejado pelo ilegítimo governo Temer. A ação faz parte do Dia Nacional de Mobilizações, rumo à greve geral.

Dia 31/3: mais protestos contra a reforma da previdência e a terceirização

O governo está cumprindo à risca com a agenda do golpe. Não se trata de reformar a Previdência Social e muito menos gerar empregos com a reforma trabalhista. Trata-se de acabar com o emprego fixo, alugar pessoas e descartá-las de tempos em tempos para depois recontratá-las. Sem quaisquer direitos. Sem seguro-desemprego, sem auxílio doença e muito menos aposentadoria.

“É moderno obter lucro alugando pessoas?”, alerta Edson Carneiro Índio, em audiência pública na Câmara dos Deputados

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora realizou uma exposição na Comissão Especial da Reforma Trabalhista (PL 6787/16) realizada na tarde de quarta-feira (29) no plenário 2 da Câmara dos Deputados, para debater, entre outros pontos, os contratos temporários de trabalho.

Terceirização: projeto aprovado põe seu emprego em risco

Ao contrário do que diz o governo e a mídia, a aprovação da terceirização sem limites vai ampliar o desemprego. Isso acontecerá porque os trabalhadores terceirizados têm jornada de trabalho mais extensas que os funcionários diretamente contratados. Ao invés de contratar dois funcionários, a empresa decide contratar apenas um terceirizado com jornada de trabalho maior.

Terceirização: agora é Greve Geral!

A Intersindical vem alertando há anos para o risco do congresso votar a terceirização irrestrita. Nem todo mundo se deu conta. Agora, é hora do trabalhador se unir para reverter o golpe. Para a Intersindical o caminho é o da greve geral e povo na rua na defesa dos direitos do povo brasileiro.

Terceirização sem limites vai ampliar corrupção, desemprego e crise social

Se aprovado, milhões de empregos diretos migrarão para contratos terceirizados, quarteirizados ou pejotizados. Seria o fim das atuais categorias de trabalhadores. Todos seriam transformados em prestadores de serviços, com rendimentos menores, jornadas maiores e sem direitos trabalhistas.

15 de março: Aposentadoria e direitos trabalhistas ficam! Temer sai!

O Secretário Geral da Intersindical, Edson Carneiro Índio, alerta sobre os recentes ataques do Governo Temer por meio das Reformas da Previdência e Trabalhista. Todas e todos às ruas neste próximo 15 de março!

Marcos Verlaine | Por que a reforma trabalhista é tão ruim quanto a previdenciária?

Dando continuidade ao debate em torno da proposta de “reforma” trabalhista do governo, consubstanciado no PL 6.787/16, é preciso que se diga: o projeto é desnecessário! É inoportuno! Porque propõe como soluções para a crise do desemprego fórmulas testadas e desaprovadas aqui e lá fora. E sob conjuntura econômica que degrada o trabalhador e principalmente a trabalhadora!

Não vamos deixar que Temer ponha suas garras sujas nos direitos dos trabalhadores, afirma Intersindical em lançamento do Fórum

Aconteceu nesta manhã, no Congresso Nacional, o lançamento do Fórum Interinstitucional em Defesa do Direito do Trabalho e da Previdência Social, que reuniu dezenas de entidades sindicais e do direito do trabalho, além de cerca de 50 parlamentares contrários ao desmonte da Previdência Social e dos direitos trabalhistas.

Lançamento do Fórum Interinstitucional em Defesa do Direito do Trabalho e da Previdência

Lançamento do Fórum Interinstitucional em Defesa do Direito do Trabalho e da Previdência Social no Congresso Nacional

Acontece nesse momento no Congresso Nacional, no Auditório Nereu Ramos, o lançamento do Fórum Interinstitucional em Defesa do Direito do Trabalho e da Previdência Social. O ato reúne dezenas de entidades que, como a Intersindical – Central da Classe Trabalhadora, se colocam contrários ao desmonte da Previdência Social e dos direitos trabalhistas.

Centrais sindicais se reúnem com Rodrigo Maia e reivindicam mais tempo para debate sobre a Reforma da Previdência

Aconteceu nesta tarde a reunião das centrais sindicais com o Presidente da Câmara, o Deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ). Os representantes das centrais sindicais reivindicaram mais tempo para o debate da Reforma da Previdência.

MTST monta acampamento de resistência contra a retirada de direitos em frente ao escritório da Presidência da República, em SP, e exige Fora Temer!

Desde a noite da última quarta-feira (15),na Avenida Paulista, cerca de 400 pessoas, a maioria integrante do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), estão acampadas em frente ao escritório da Presidência da República, protestando contra os retrocessos sociais deste governo golpista.

Novo presidente do Senado defende reforma da previdência e trabalhista

Em seu primeiro pronunciamento como presidente do Senado Federal do governo golpista de Michel Temer, o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), já avisou que vai trabalhar pela aprovação das reformas trabalhista e previdenciária. Segundo ele, “leis precisarão ser revogadas ou aperfeiçoadas para que o país continue firme em sua política econômica de retomada do crescimento, para

Top