nota

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora vem externar nosso profundo pesar pelo falecimento do economista e militante social Professor Paul Singer, que faleceu no dia 16 de abril.

Todos os anos o 8 de março marca lutas e atos fundamentais não apenas para a vida das mulheres mas, também, para a resistência e conquista dos direitos de toda classe trabalhadora.

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora manifesta seu veemente repúdio ao deputado estadual de Santa Catarina, Roberto Salum, que disse na Tribuna da Assembleia que não discutiria com uma deputada por ela ser mulher!

A crise da segurança pública no RJ é demonstração clara de que a política de guerra as drogas fracassou, gerando como consequência perversa o genocídio da juventude negra nas favelas. O emprego das Forças Armadas para tratar a segurança pública já aconteceu no contexto dos megaeventos no Rio de Janeiro sem haver sequer melhora no quadro de violência.

Vivemos num momento em que a mulher trabalhadora sofre a cada dia as consequências do processo de precarização da vida, aprofundado com a reforma trabalhista, a terceirização, a EC 95 (Emenda Constitucional). A reforma da previdência ameaça aprofundar ainda mais esse quadro.

A Direção Nacional INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora, reunida em 27 e 28 de janeiro, em São Paulo, manifesta apoio aos Servidores Públicos Estaduais do Rio Grande do Sul e repúdio ao Regime de Recuperação Fiscal e Privatizações que o Governo Sartori pretende aprovar em convocação extraordinária da Assembleia Legislativa, nos dias 29 a 31 de janeiro.

A Direção Nacional da INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora se solidariza com o funcionalismo do Estado do Rio Grande do Norte, que fazem, há duas semanas o mais duro enfrentamento com o Governo Robinson Faria (PSD-RN).

Saiba mais: → Sammer Siman: Estudo revela que Espírito Santo tem capacidade financeira para conceder revisão aos servidores → Nota das Brigadas Populares sobre a crise da segurança pública no Espírito Santo → Amauri Soares declara a apoio aos PM’s e Bombeiros do Espírito Santo O Sindipúblicos vem repudiar a entrevista mentirosa e vitimizadora concedida por Paulo Hartung …

Nota Pública: Hartung mente em entrevista à Globonews Leia mais »

Manifestamos todo nosso apoio e solidariedade aos trabalhadores do município de Florianópolis e seu instrumento de luta, o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis (Sintrasem) e repudiamos a ação criminosa do Prefeito Gean Loureiro (PMDB) e do Procurador Geral do Município Diogo Pítsica, que demandam a prisão e a destituição dos diretores do sindicato.

Sufocados pela política econômica de Paulo Hartung, que concede mais de 4,5 bilhões de reais em isenções fiscais inconstitucionais a grandes empresas, enquanto corta do orçamento recursos destinados à serviços básicos, como saúde e educação, além de arrochar as condições de trabalho do funcionalismo público tendo como justificativa a falsa necessidade de ajuste fiscal sem limites para o Estado, desde sábado (04/02) policiais militares do ES, suas mulheres e demais familiares iniciaram um movimento por melhores condições de trabalho para a categoria, impedindo o policiamento ostensivo da PM em todas as regiões do Espírito Santo. Na prática, trata-se de uma grande articulação grevista com as seguintes demandas: o reajuste salarial de 43% (a polícia militar do ES tem o salário mais baixo do país e está sem revisão salarial há mais de sete anos), a criação da perspectiva de carreira, o auxílio-alimentação, o plano de saúde, o auxílio-periculosidade/insalubridade e o adicional noturno. Reivindicações mínimas e que qualquer categoria do funcionalismo público tem pleno direito.

Jorge Paz* Nos dias 24 e 25 de setembro aconteceram as eleições no Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Bernardo do Campo – Sindserv. Concorreram duas chapas: Chapa 1, atual situação, há mais de 20 anos no poder e apoiada pela Central Única dos Trabalhadores – CUT. A outra chapa, a chapa 2 – …

Jorge Paz | Nota sobre as eleições do Sindserv de SBC Leia mais »

A Atempa e o Simpa manifestam seu repúdio ao violento ataque aos servidores públicos do Estadona manhã desta terça-feira, dia 22 de setembro. O Governo Sartori mais uma vez mostrou que não respeita a democracia, estimulando a desordem e o caos público. A ação da Brigada Militar contra os trabalhadores, com cassetetes e spray de …

Nota de repúdio à violência contra servidores públicos do estado Leia mais »

O Sinpol, Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco, vem a público informar que lamenta a aprovação em 1º turno, na Câmara dos Deputados, na quarta-feira (2), da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 172/2012, do deputado Mendonça Filho (DEM-PE), que proíbe lei federal de impor ou transferir qualquer encargo ou a prestação de serviços aos …

O Sinpol é contra aprovação da PEC 172/2012. Saiba Por quê Leia mais »

A INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora lamenta profundamente o falecimento de Antonio Perez Vergara, conhecido como Índio. Nascido em Dourados (MS), na Reserva Indígena Guarani-Kaiowá, era um grande lutador dos movimentos sociais, especialmente na luta pela terra. Era presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Costa Rica/MS e dirigente de várias associações …

Nota de pesar ao falecimento de Antonio Perez Vergara ‘Índio’ Leia mais »

Nota de apoio à companheira Julia Amparo, vice-presidenta da FSM. A INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora, manifesta publicamente sua total indignação com a prisão arbitraria da companheira Julia Amparo Lotan Garzona, vice-presidenta da Federação Sindical Mundial (FSM) e líder sindical da federação Unsitragua da Guatemala. Reafirmamos que tal atitude das autoridades guatemaltecas contra uma …

Nota: Liberdade imediata à vice-presidenta da Federação Sindical Mundial Leia mais »