Tag Archives: mulheres

Manifesto do Fórum Sindical, Popular e de Juventudes de Luta pelos Direitos e pelas Liberdades Democráticas

Manifesto do Fórum Sindical, Popular e de Juventudes de Luta pelos Direitos e pelas Liberdades Democráticas

Conclamamos as entidades e organizações dos(as) trabalhadores(as) e da juventude do campo e da cidade e dos movimentos populares, a construir o FÓRUM SINDICAL, POPULAR E DE JUVENTUDES, POR DIREITOS E LIBERDADES DEMOCRÁTICAS. Nenhum direito a menos!

Mulheres e trabalho na América Latina

Mulheres e trabalho na América Latina

O tema a ser tratado neste artigo é norteado por dados acerca do trabalho feminino nos países da América Latina. A dissociação de gênero para tratar da questão trabalhista na vida do proletariado se faz necessária, em nossa sociedade as mulheres ocupam uma posição hierarquicamente inferior, por meio de princípios patriarcais, a relação de opressão estabelecida para a vida das mulheres denota a importância de atentarmos

O Martírio de Marielle Franco | INTERSINDICAL

O Martírio de Marielle

A execução na última quarta-feira (14) da vereadora do PSOL no Rio de Janeiro, Marielle Franco deu início a uma comoção nacional sem precedentes na história recente do país. Não por acaso seu martírio – consequência do seu compromisso com a luta e a dignidade das mulheres negras e do povo das periferias cariocas – despertou milhares de pessoas em uma onda de manifestações que tomou o Brasil no dia 15.

Mulheres do Pará ocupam as ruas neste 8 de Março!

Mulheres do Pará ocupam as ruas neste 8 de Março!

O SINTEPP marcou presença na marcha alusiva ao Dia Internacional das Mulheres, que aconteceu na manhã quinta-feira, 8, em Belém. Nossa entidade em sua fala saudou as participantes e ressaltou que não poderia deixar de comparecer a deste momento de união das mulheres aguerridas, valorosas e que ao logo destes anos de luta conquistaram importantes direitos na Federação e no Estado do Pará.

Unificados realiza ato na porta da fábrica Yamá no Dia das Mulheres

Unificados realiza ato na porta da fábrica Yamá pelo Dia Internacional das Mulheres

Um ato de conscientização, luta e resistência foi realizado nessa manhã de 8 de março, Dia Internacional da Mulher, na fábrica da Yamá, em Cotia. Dirigentes da região de Osasco estiveram no local para falar aos trabalhadores, em especial às mulheres, sobre a importância da luta para combater o machismo, a exploração e as ações de violência historicamente cometidas contra as mulheres.

Mulheres perdem mais postos de trabalho formal

Mulheres perdem mais postos de trabalho formal

Segundo estudo realizado pelo DIEESE, com dados do Caged, as mulheres perderam 42,5 empregos formais no de 2017. No ano de 2017 foram fechados 20,8 mil postos de trabalho no Brasil, um número que ainda não reflete as mudanças negativas da formalização implementadas pela reforma trabalhistas, que só entrou em vigor em novembro do ano passado.

Revista Essas Mulheres 2017 - nº 2 | INTERSINDICAL

Coletivo de mulheres da Intersindical lança mais uma edição da Revista Essas Mulheres

Lançar o segundo volume da revista Essas Mulheres em novembro de 2017, marca um movimento importante em nossa luta. A revista evidencia nosso combate aos retrocessos impostos por um governo ilegítimo, representado pela figura de Michel Temer, mas também, nos coloca num campo do movimento de mulheres que se reivindica negro, indígena, classista, que busca a transformação radical da sociedade e o fim das classes sociais, do racismo e do patriarcado.

Reforma política continua na agenda da Câmara nesta semana

Reforma política continua na agenda da Câmara nesta semana

A comissão especial que analisa mudanças nas regras eleitorais (PEC 77/03) volta a se reunir nesta terça-feira (15) para concluir a votação de mudanças no texto do relator, deputado Vicente Candido (PT-SP). A reunião está marcada para as 14h30, em plenário a definir.

Mulheres recebem menos. Desigualdade salarial

IBGE mostra que mulheres receberam 23,6% menos que os homens em 2015

As trabalhadoras brasileiras ganhavam, em 2015, 23,6% menos que os trabalhadores. Dados do Cadastro Central de Empresas (Cempre) divulgados nesta quarta-feira (5) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revelam que, considerando o universo de pessoas ocupadas assalariadas, os homens receberam em média R$2.708,22 e as mulheres R$2.191,59.

Movimento ‘Fora Temer, Nenhum Direito a Menos e Diretas Já’ ganha nova massa de adeptos

A maior concentração de pessoas que nesse domingo (11) exigiu a queda de Michel Temer e a imediata convocação de eleições diretas ocorreu na Bahia. Cerca de 100 mil pessoas se concentraram no farol da Barra, onde se apresentaram mais de  20 artistas e bandas, entre eles, Daniela Mercury e Margareth Menezes.

Eleonora de Lucena | É urgente debater com todos e construir um projeto para o Brasil

Em debate promovido pela “Carta Capital”, Pepe Mujica, ex-presidente do Uruguai, recebeu uma questão da plateia. Uma mulher lhe perguntou sobre a luta das mulheres. Mujica falou do machismo do continente, da sua batalha pela implementação da lei que garante o aborto no Uruguai. Principalmente, salientou que são as mulheres mais pobres as mais prejudicadas.

Mulheres, pobreza e previdência social

Este é realmente um país estranho¹. Apesar de ostentar um dos piores índices de desigualdade social do mundo, aqui ainda é possível se deparar com a estranha fé de que, tratando todos como iguais, romperemos o ciclo vicioso de reprodução de desigualdades e promoveremos justiça social. O debate sobre a reforma da previdência tem repetido essa fórmula.

Bancários de Santos sediam debate sobre Feminismo Negro

O Sindicato dos Bancários de Santos e Região sediou o debate “Contribuição do Feminismo Negro para a luta das mulheres”, na noite desta quinta-feira, 23. O encontro começou com a exibição do filme “Mulheres Negras: Projetos de Mundo”, da diretora Day Rodrigues. Em seguida houve roda de conversa com a diretora do documentário, a rapper e professora de História Preta Rara, a assistente social Tami Tá Guina e a cientista social Dida Dias.

Em São Paulo, mulheres ocupam a Superintendência do INSS contra a Reforma da Previdência

Em São Paulo, as mulheres da Intersindical e de diversas outras entidades sindicais e de movimentos sociais que compõem as Frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular, ocuparam a Superintendência INSS em SP, contra a Reforma da Previdência (PEC 287) e as retiradas de direitos trabalhistas em curso pelo governo Michel Temer!

Temer quer mulheres em casa, fora do mercado de trabalho. Fora golpista!

Neste governo golpista, lugar de mulher é em casa, cuidando dos filhos, dos doentes e dos idosos. Nada de se aposentar e sequer receber pensão por morte do companheiro. É trabalhar, trabalhar e trabalhar para todos até morrer. Essa postura ficou bem evidenciada em seu discurso para comemorar o Dia Internacional da Mulher.

SC: Mulheres da saúde em greve neste 8 de março

Nesse ano, entidades e organizações de todo o mundo estão organizando uma greve internacional das mulheres no 8 de março. O objetivo é mostrar para os patrões do Brasil e do mundo que nossas vidas importam, que representamos mais de metade da população no planeta e que somos fundamentais para movimentar a economia e garantir o funcionamento da produção de riqueza (agricultura, indústria, serviços públicos essenciais, comércio, etc) das nossas nações.

Dia 8 de Março pelo fim da violência contra a mulher e o desmonte da previdência

No próximo dia 8 de março (quarta-feira), tem Ato Unificado das mulheres. Elas vão às ruas organizar um Dia Internacional de Luta contra o machismo, a violência, a cultura do estupro e também contra o desmonte da Previdência Social. A concentração será às 16h30 na Estação da Cidadania (Av. Ana Costa, 340, esquina com Francisco Glicério) com diversas atividades como música, teatro, exposição de fotografias e oficinas até a saída da marcha às 18h30.

Mulheres exigem igualdade de condições. Chega de opressão!

A opressão à mulher trabalhadora se observa em praticamente todas as dimensões da vida social. A desigualdade no mercado de trabalho, por exemplo, apesar de ser observada nos diversos cantos do mundo, é uma das marcas da formação social brasileira.

No dia das mulheres Assufrgs-Sindicato realiza seminário: O Estado, reformas e os serviços públicos

No Dia Internacional das Mulheres, 08 de março, a Assufrgs-Sindicato participa da programação oficial do 8M, mobilização internacional das mulheres que irá às ruas em diversas cidades do mundo.

Capixabas aderem à Greve Internacional das Mulheres e realizam marcha no 8 de março

Com o lema “As capixabas vão parar! Contra a Reforma da Previdência e nenhum direito a menos”, no 08 de março o Fórum de Mulheres do Espírito Santo realizará uma marcha que sairá da Praça Oito, no Centro de Vitória, com concentração a partir das 8h. A iniciativa, que faz parte do calendário do Dia Internacional da Mulher, dialoga com a Greve Internacional que envolverá mulheres de todo o mundo na luta contra o machismo e o patriarcado.

Projeto de lei aprovado na Alerj quer cobrar multa de agressores de mulheres

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou hoje (7) um projeto de lei (PL 231/15) que determina que o autor de violência doméstica e familiar contra a mulher no estado, além da prisão, também deverá pagar multa, a qual deverá ser regulamentada pelo Executivo. A autora do projeto, deputada Martha Rocha (PDT), explicou que o objetivo da lei é combater esse tipo de violência de forma sistêmica e que o agressor arque com parte do custo dos serviços públicos de emergência utilizados no atendimento à vítima. O texto segue para sanção do governador Luiz Fernando Pezão.

FSM: Pronunciamento pelo Dia Internacional da Mulher: “Mulher trabalhadora na linha de frente”

As mulheres no mundo sempre lutaram e continuam lutando ante as situações de exploração, abuso, torturas, discriminação, ultrajes, violência machista, escravidão, mutilação genital, apedrejamento, violações sexuais, assassinados (feminicídios), práticas que ainda persistem.

Mulheres vão às ruas neste 8 de março dizer: se nossas vidas não valem, produzam sem nós! Basta de feminicídio!

Este 8 de março é uma data mais do que especial para o feminismo. Não só por manter viva a memória histórica de resistência e luta das trabalhadoras russas, há exatos 100 anos, como também, por ser um marco diante de tantas ameaças de perdas de direitos e declarações de ódio contras mulheres, no Brasil e no mundo.

Políticas de ajuste e gênero: O impacto da PEC 55 na vida das mulheres trabalhadoras

A PEC 55 (nome dado à PEC 241 no Senado), se aprovada, impedirá que áreas como saúde, educação e assistência social tenham novos investimentos nos próximos 20 anos. Dentre os argumentos favoráveis à PEC está a retomada do crescimento econômico brasileiro. Argumento frágil diante da quantidade de problemas que teremos como resultado desta medida em curso pelo governo ilegítimo de Temer.

Violência contra as mulheres no Sinpeem

“SÃO ESSAS AS PROFESSORAS QUE VOCÊS QUEREM QUE EDUQUEM SEUS FILHOS?” Na última plenária do Congresso do SINPEEM ocorreu um episódio lamentável de machismo e covardia. Foi negada arbitrariamente uma solicitação de questão de ordem para apresentação de uma moção sobre a participação política das mulheres e enfrentamento ao machismo no sindicato. Mais uma vez,

Bancárias Mulheres

Pelo fim da desigualdade nos bancos entre mulheres e homens

Na primeira rodada de negociações, representantes dos trabalhadores cobraram dos bancos, setor que mais lucra no Brasil, aumento salarial, PLR maior, valorização do piso, mais empregos, respeito aos direitos nas agências digitais, fim da desigualdade entre homens e mulheres. Índice de 5% de aumento mais a inflação projetada de 9,31%, no total de 14,78% de

violência contra as mulheres

Bancárias lançam Campanha Contra Violência às Mulheres

O Coletivo de Mulheres do Sindicato dos Bancários de Santos e Região iniciou uma Campanha denominada “Violência Contra a Mulher: A Culpa é de Quem???”, para prevenir e combater a violência, dia 5/8, na Praça Mauá, das 11h às 14h, no Centro de Santos. No primeiro evento, as diretoras do Sindicato e militantes feministas armaram

RN: SINAI promove palestra “A História de Luta das Mulheres” neste dia 20

A direção do SINAI-RN vai promover uma palestra voltada para as mulheres da base do Sindicato. “A História de Luta das Mulheres” é o tema da palestra que acontece no dia 20 de julho, às 9h, no auditório do SINAI. A palestra será ministrada por Risolete Fernandes. As interessadas devem se inscrever confirmando presença pelos

Coletivo de mulheres do Sindicato dos Bancários de Santos e região realiza oficina sobre violência

O Sindicato dos Bancários de Santos e Região realiza oficina sobre violência contra a mulher, na próxima segunda-feira, 18. A atividade acontece na sede do Sindicato (Avenida Washington Luiz, 140, Encruzilhada, Santos), a partir das 18h30. De forma dinâmica, a oficina fará a reflexão histórica sobre as possíveis origens e ampliação da violência e opressão

Novo livro reflete sobre inclusão das mulheres no mercado de trabalho

Livro reúne textos de mais de 30 autoras nacionais e internacionais e documenta os limites da incorporação das mulheres na esfera pública. Em 2008, foi implementado em 21 comunidades e favelas do Rio de Janeiro o programa Mulheres da Paz (MP) para capacitar mulheres moradoras de regiões com elevados índices de criminalidade. O projeto durou até meados

Bernadete Souza fala do massacre propagado pelo agronegócio

Camponesa, militante e mãe de santo, Bernadete Souza integrou a plenária de abertura do 1° Encontro de Mulheres da Intersindical trazendo um relato sobre como as políticas de crédito incentivam a expansão do agronegócio e da agroindústria em detrimento dos pequenos produtores rurais e das pessoas que vivem no campo. “É mais fácil sair da

Marilene de Jesus Novaes expõe as ameaças da comunidade quilombola

A filha de quilombola Marilene de Jesus Novaes, do Quilombo Rio dos Macacos, localizado no município de Simões Filho, região metropolitana de Salvador, na Bahia, expôs durante a plenária de abertura do 1° Encontro de Mulheres da Intersindical Central da Classe Trabalhadora a experiência de quem sofre diariamente os impactos de decisões políticas e econômicas

Eneida Koury: Novo feminismo deve ser um feminismo classista

Eneida Koury, primeira mulher eleita a ocupar a presidência do Sindicato dos Bancários de Santos e Região, destacou durante o 1° Encontro de Mulheres da Intersindical na noite de quinta-feira (17), em São Paulo, o papel estratégico da Intersindical Central da Classe Trabalhadora no atual contexto político e a urgência do feminismo classista. “Quis a

Luciete Silva: racismo continua latente e escravidão ainda é tema do século 21

O racismo continua latente na sociedade brasileira, produzindo profundas desigualdades econômicas, sociais e culturais. “E a elite insiste em propagar uma invisibilidade ou até mesmo naturalizar a condição de desvantagem da população negra”, lembrou Luciete Silva, do Círculo Palmarino, durante a mesa de abertura do 1° Encontro de Mulheres da Intersindical Central da Classe Trabalhadora.

Mulheres recebem menos. Desigualdade salarial

Brasil fica em último lugar em avaliação de desigualdade salarial entre gêneros

O Brasil tem uma das maiores diferenças entre salários de homens e mulheres com o mesmo nível de formação analisadas no relatório Education at a Glance 2015: Panorama da Educação, lançado mundialmente ontem (24). A renda média de uma mulher com educação superior no país representa cerca de 62% da renda média de um homem com o mesmo nível de escolaridade. Com o resultado, o Brasil, juntamente com o Chile, aparece em último lugar na avaliação dessa disparidade, dentre os países que disponibilizaram dados.

Mulheres encarceradas aumentaram seis vezes nos últimos 15 anos

Aumento do contingente de mulheres nas cadeias exige políticas públicas exclusivas a elas, tais como o indulto feminino. O mais recente Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias, divulgado neste mês de novembro com dados de 1.424 unidades prisionais brasileiras, mostra um crescimento de 567% da população carcerária feminina no Brasil, entre 2000 e 2014. Entre os

Químicos Unificados: Vamos conversar sobre machismo, desigualdade e violência contra as mulheres

O Coletivo de Mulheres do Sindicato Químicos Unificados convida todas as trabalhadoras e trabalhadores para um encontro sobre gênero, que será realizado nas regionais Campinas e Osasco. A atividade é aberta a todos, sob orientação da socióloga Marcela Moreira. Em setembro, o Coletivo realizou um primeiro encontro para provocar discussões e descobertas sobre as origens

Mulheres vão às ruas protestar contra Eduardo Cunha e suas manobras conservadoras

INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora Mulheres de todo o Brasil e de diferentes partes do mundo se uniram nesta quarta-feira (28) em defesa das liberdades dos seus corpos e contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que busca punir vítimas de violência sexual para encobrir seus crimes de corrupção por meio do Projeto

Viviana Abud, da FSM: a questão de gênero é uma luta política que necessita de formação

Coletivo de Mulheres da Intersindical discute o panorama da mulher no trabalho

O Coletivo de Mulheres da Intersindical – Central da Classe Trabalhadora,debateu com a chilena Viviana Abud da Federação Sindical Mundial a perspectiva de classe e gênero na América Latina. Um dos grandes desafios dos sindicatos é a formação, e, neste caso, com recorte de gênero: “Sabemos o que é ser oprimidas e sabemos o que

Viviana Abud, da FSM: a questão de gênero é uma luta política que necessita de formação

Viviana Abud, da FSM: a questão de gênero é uma luta política que necessita de formação

“Como gênero, somos oprimidas, mas enquanto classe trabalhadora, somos exploradas. E é aí que se encontra o ponto inicial da luta que travamos”, analisou a dirigente sindical chilena, Viviana Abud, subcoordenadora de mulheres da América Latina da FSM (Federação Sindical Mundial) e Secretária Geral do SITECO (Sindicato Interempresa de la Gran Minería y Ramas Anexas) na noite desta quarta-feira, 30.

Mulheres da Intersindical convidam: América Latina na Perspectiva de Classe e Gênero

As condições de vida e trabalho latino-americano, o avanço das terceirizações e as maneiras de superarmos as desigualdades de gêneros nos espaços de direção política são temas relevantes para debatermos a América Latina com recorte de classe e gênero. Assim, as mulheres da Intersindical – Central da Classe Trabalhadora, convidam todas e todos para o debate

Equidade de gênero no mercado de trabalho vai demorar 80 anos, indica estudo

Apesar do aumento de mulheres no mercado de trabalho nas últimas décadas, a equidade com os homens pode levar até 80 anos, segundo o Relatório Global de Equidade de Gênero, do Fórum Econômico Mundial. Para tentar diminuir esse tempo, equivalente a uma geração, pesquisa feita com líderes de 400 empresas ao redor do mundo indicou

Mulheres debatem questões de gênero no Cefol

95 mulheres participaram ontem (13) do primeiro de uma série de encontros que o Coletivo de Mulheres do Sindicato Químicos Unificados organizou para as trabalhadoras químicas nas regionais de Campinas, Osasco e Vinhedo, e demais convidadas, no Centro de Formação e Lazer (Cefol) da Regional Campinas. No próximo domingo (20), esta mesma atividade se realizará

Câmara de São Paulo vota PME dia 25

Queridas companheiras, como sabem, temos acompanhado a discussão em torno da introdução de questões relativas ao gênero no plano municipal de São Paulo. No último dia 11, ocorreu a primeira votação em plenário do plano e, infelizmente, a questão de gênero foi barrada. Os fundamentalistas religiosos (principalmente católicos) estavam em peso, com grande estrutura. O

Duloren: greve de costureiras acabou com “revista íntima”

Apesar de alguns avanços, operárias ainda sofrem com precarização Um ano depois de noticiar a histórica greve das costureiras da Doloren, o jornal Brasil de Fato-RJ voltou à fabrica de roupas íntimas para saber como está a situação das três mil operárias. Localizada em Vigário Geral, no Rio, essa unidade da Doloren representa a principal

Instituto Patrícia Galvão lança plataforma com dados sobre violência contra mulheres

A ferramenta funciona como um dossiê e entra no ar em agosto, trazendo as últimas pesquisas publicadas sobre assuntos como violência doméstica, sexual, feminicídio e violência de gênero na internet (como a pornografia de vingança). O Instituto Patrícia Galvão, organização social sem fins lucrativos voltada à comunicação e direitos das mulheres, lançou na segunda-feira (27)

Vanessa Gravino | As terceirizações e a dominação-exploração das mulheres

Vanessa Gravino* O patriarcado e o racismo são estruturais e estruturantes na construção do Brasil. No processo de colonização (homens e) mulheres africanas foram arrancadas de suas terras e trazidas à força para a América pelos europeus. Essas mulheres cumpriram múltiplos papeis para a formação da nação brasileira. Foram trazidas na condição de propriedade dos

Já foi humilhado pelo chefe? Veja casos de assédio moral e o que fazer

Já foi humilhado pelo chefe? Veja casos de assédio moral e o que fazer

Assédio moral: Já foi humilhado pelo chefe. Os trabalhadores são intensamente cobrados durante a jornada de trabalho. Sofrem pressão para aumentar a produção e a realizar hora-extra. Outras vezes, superiores humilham, constrangem e ameaçam com demissão trabalhadores que precisam ir ao médico ou chegam atrasados por algum motivo pessoal.

O projeto da terceirização e o trabalho das mulheres

A regulamentação da terceirização esconde a sua verdadeira face, que é a retomada das taxas de lucro das grandes empresas com o estrangulamento do trabalho. Nesse processo, as mulheres, que já ganham menos e têm os empregos mais precários, serão ainda mais prejudicadas O dia 08 de abril deve entrar para a história brasileira como

Dia Internacional da Mulher: A luta trouxe avanços.

Dia Internacional da Mulher: A luta trouxe avanços. Mas, lutar mais é preciso!

Químicos Unificados e Intersindical     Os Químicos Unificados Regional Campinas participará de ato no centro de Campinas no dia 07 de março (sábado), com concentração na Estação Cultura às 09 horas. O ato terá como pontos de destaque o fim da violência contra as mulheres, por mais delegacias de defesa da mulher em funcionamento

Top