itaú

Enquanto o país afunda na crise, o desemprego dispara e o endividamento do povo aumenta, Banco do Brasil, Bradesco, Itaú e Santander registram um aumento de 19,88% nos lucros de 2017 para 2018. São R$ 69 bilhões de reais.

Nos dias 08, 09 e 10 de junho a categoria bancária, dos bancos públicos e privados, realizará a Conferência Nacional dos Bancários em São Paulo. A atividade tem como objetivo debater e definir estratégia de luta para garantir os direitos, o emprego, a defesa da Convenção Coletiva de Trabalho – CCT e dos bancos públicos e privados.

O lucro líquido dos maiores bancos do Brasil no primeiro trimestre do ano foi o maior desde o 2º trimestre de 2015. De janeiro a abril, Itaú Unibanco, Banco do Brasil, Bradesco e Santander somaram juntos ganhos de R$ 16,3 bilhões. O resultado é 13,3% superior ao registrado no mesmo período do ano passado.

TST determinou que os bancos Itaú e Santander equiparem a remuneração e outros benefícios concedidos a duas atendentes de telemarketing aos da função de bancário após reconhecer vínculo de emprego com as instituições, mesmo o serviço sendo prestado em empresas terceirizadas.

Além de dispensar milhares de trabalhadores, instituições financeiras lucram também com rotatividade, pagando salários bem menores aos admitidos do que recebiam os dispensados.

Cansado de pagar juros mensais de 8,77% a 13,40% (174,34% a 352,12% ao ano) no cartão de crédito Itaú? Quer pagar bem menos? Que tal, 13,35% ao ano para um cartão da própria bandeira do Itaú, o maior banco privado da América Latina?

Segundo o desembargador, “o que se esperaria de uma sociedade minimamente civilizada é que os prepostos de uma instituição financeira do porte do Itaú tivessem um mínimo de discernimento para analisar o caso”

19 FEV – DIA DE LUTA: greves, paralisações e manifestações em todo país! CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O JORNAL DA INTERSINDICAL OU LEIA ONLINE. Pressão total sobre os deputados. Do voto do deputado na reforma, dependerá o voto  do povo trabalhador nas eleições. Se votar, não volta!

Itaú terá que efetuar o pagamento dos salários, de 13º, férias+1/3 e FGTS relativos ao período de afastamento

O lucro líquido dos 4 maiores bancos do Brasil cresceu 10,4% no 3º trimestre em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo levantamento da provedora de informações financeiras Economatica, a soma dos ganhos de Itaú, Bradesco, Banco do Brasil e Santander no período entre julho e setembro foi de R$ 13,6 bilhões ante R$ 12,3 bilhões no 3º trimestre de 2016.

Uma bancária de Jundiaí ganhou um processo referente a 7ª e 8ª horas e PLR proporcional. A sentença, proferida no dia 25 de agosto pela juíza Cristiane Helena Pontes, condena o Itaú a pagar R$ 80 mil para a funcionária, que de 2011 a 2015 atuou com a função de assessora operacional de empresas.

A primeira fase da privatização do Banco do Brasil resultou no fechamento de 402 agências, extinção de 9.400 postos de trabalho e redução salarial drástica que atingiu quase 4 mil funcionários.

O Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) já perdoou neste ano R$ 27 bilhões em dívidas do Itaú Unibanco e do Santander. Os bancos ainda esperam a oficialização do perdão de mais R$ 1,138 bilhão.

O Itaú informou que fechou o primeiro semestre do ano com lucro de R$ 12,3 bilhões, um crescimento de 15% na comparação com o ano passado. Já o lucro no segundo trimestre foi de R$ 6,2 bilhões, o que representa uma leve queda de 0,1% na comparação com os três meses anteriores.

Os bancos Itaú e Bradesco divulgaram o lucro do primeiro trimestre deste ano, deixando evidente, mais uma vez, que não há crise para banqueiros. Com crescimento de 13% em doze meses, o Bradesco obteve um Lucro Líquido Ajustado de R$ 4,648 bilhões de janeiro a março de 2017. No mesmo período, o Itaú obteve lucro ainda maior: R$ 6,2 bilhões, um aumento de 19,64% em relação ao mesmo período de 2016.

A seletividade e a parcialidade com que os grandes meios de comunicação tratam as decisões de política econômica em nossas terras são impressionantes. Apesar de já estarmos habituados a essa forma peculiar de (des)tratar a realidade do dinheiro e dos negócios, a cada nova semana parece que as “famiglie” da grande imprensa tentam se esmerar ainda mais nessa busca incansável pelo absurdo.

Apesar de ter uma queda de 13%, os bancos brasileiros conseguiram se manter como o setor que mais lucrou no País em 2016, segundo levantamento feito pela consultoria Economatica com as empresas listadas na Bolsa. Com 23 instituições, o bancos conseguiram lucrar R$ 48,595 bilhões no ano passado.

No primeiro bimestre de 2017, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), os bancos brasileiros fecharam 2.535 postos de trabalho no Brasil. Esse saldo representa um crescimento de 223,75% em relação ao mesmo período de 2016, quando o saldo foi negativo em 783 postos de trabalho bancário.

O Banco ocupa o 7ª lugar das empresas que mais respondem a processos trabalhistas no país. É responsável pelo aumento de 356% dos benefícios do INSS concedidos por transtornos mentais de 2005 a 2014 e pelo gasto de R$ 485 milhões da Previdência com doenças ocupacionais.

Foi divulgada na quarta-feira, 28, a pesquisa do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho e Emprego (Caged). O estudo aponta que de janeiro a outubro de 2016 os bancos brasileiros fecharam 10.009 postos de trabalho no Brasil, uma quantia que supera o total fechado em 2015, que foi de 9.886. O número de 2016 representa um aumento de 58,4% em relação ao número de postos fechados no mesmo período no ano passado, que foi 6.319.

No mesmo trimestre de 2015, lucro havia chegado a R$ 5,945 bilhões. Índice de inadimplência da carteira acima de 90 dias subiu a 3,9%. O Itaú Unibanco anunciou nesta segunda-feira (31) que registrou lucro líquido de R$ 5,394 bilhões no terceiro trimestre de 2016, depois de atingir R$ 5,518 bilhões no trimestre anterior: uma queda …

Itaú lucra R$ 5,394 bilhões no 3º trimestre de 2016 Leia mais »

Durante movimento legítimo da categoria, contrato de trabalho fica suspenso, portanto, não se pode falar em abandono de emprego; extensão da paralisação também não leva automaticamente a dissídio. A greve continua por tempo indeterminado! Diante da intransigência da federação dos bancos (Fenaban), que insiste em proposta rebaixada para salários, pisos, vales e auxílios e não …

Lei não estipula prazo para greve dos bancários Leia mais »

A quinta semana da greve dos bancários começou nesta segunda-feira (3) com 359 agências fechadas no Espírito Santo, o número representa 80% da totalidade de agências bancárias do estado e marca um recorde histórico. São 28 dias de greve, número que supera a marca história do movimento paredista de 2004. A greve persiste após a rodada de negociação da última semana devido a insatisfação da categoria com a proposta apresentada pela Fenaban. Na noite de hoje, os bancários se reúnem em plenária no Centro Sindical para formular estratégias para ampliar a mobilização local da greve.

Fenaban mantém postura intransigente e insiste em manter política de rebaixamento de salário da categoria.

Greve só continua porque bancos, que lucraram quase R$ 30 bi em seis meses, querem pagar aumento mais baixo que a inflação para os funcionários.

A greve dos bancários completa 22 dias, nesta terça (27/9), o movimento já é maior que o ano passado quando durou 21 dias. O Comando Nacional dos Bancários enviou carta à Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) reiterando a disposição para negociar

Trezentos e cinqüenta e três. Esse é o número de agências fechadas no Espírito Santo nesta sexta-feira, 23, décimo sétimo dia de greve da categoria. Os bancos continuam negando as reivindicações dos bancários e não há previsão de nova negociação entre o Comando Nacional da categoria e a Fenaban. Mapa de greve Na Grande Vitória, …

Greve dos bancários: capixabas seguem firme com 353 agências fechadas Leia mais »

Vamos para o 18º dia de greve nesta sexta-feira (23), na maior greve nacional da história lutando por salário digno e melhores condições de trabalho. Em Santos 90% continuam de braços cruzados. Nas demais cidades 70% Os bancários intensificaram a greve em todo o país em resposta ao silêncio intransigente dos banqueiros, que se negam …

Bancários fazem a maior greve da história Leia mais »

Em duas semanas de mobilização nacional, categoria mostra disposição para lutar por aumento digno, valorização da PLR, dos vales, auxílio-creche, respeito aos empregos e fim das metas.

No primeiro semestre de 2016 o lucro líquido dos cinco maiores bancos que atuam no Brasil (Bradesco, Itaú, Santander, Banco do Brasil e Caixa) somou R$ 29,7 bilhões. Em contrapartida, houve extinção de 13.606 postos de trabalho no período de um ano. Entre junho de 2015 e junho de 2016, o total de empregados nas cinco instituições passou de 439.422 para 425.216.

Apesar de tantos lucros explorando a população, seus funcionários e os recursos do tesouro nacional – através do recebimento das taxas de juros que remuneram os títulos da dívida pública – os bancos apresentaram uma proposta 2,39% inferior à inflação do período. A categoria reivindica 14,78%, referentes à inflação mais 5% de aumento real.

Parece inacreditável, mas os bancos que mais lucram no mundo, sim no mundo, oferecem reajuste abaixo da “manipulada” inflação de 9,62%. As filiais do Santander no Brasil são as que dão o maior lucro aos espanhóis, o Itaú, BB e Bradesco figuram entre os primeiros do ranking mundial de rentabilidade. Mesmo assim, os bancos, irredutíveis, continuam oferecendo 7% e abono único de R$ 3,300.

Em rodada de negociação ocorrida em São Paulo nesta quinta-feira, 15, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) não apresentou nenhuma proposta para a categoria bancária. Além disso, a reunião chegou ao fim sem que uma nova negociação fosse agendada. “Agindo dessa forma, a Fenaban se mostra intransigente e desrespeitosa com os trabalhadores e clientes. Prosseguimos …

Rodada de negociação termina sem que a fenaban apresente propostas Leia mais »

A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) está irredutível em aplicar reajuste com índice abaixo da inflação para àqueles que trabalham, lucram e enchem os cofres dos banqueiros, mais do que qualquer outro setor da economia. Os cinco maiores bancos tiveram o lucro mais alto, entre todos, no 1º semestre: R$ 29,7 bilhões (Itaú, Bradesco, Santander, BB e Caixa).

A greve dos bancários continua crescendo no Espírito Santo. Nesta segunda-feira, 12, chegou a 326 o número de agências fechadas no Estado, 12 a mais do que o registrado na última sexta-feira, e 70 a mais quando comparado ao primeiro dia da greve, iniciada em 6 de setembro.

Já vamos para o 8º dia de greve, nesta terça (13/9). A situação em Santos é de 90% da categoria paralisada. Nas demais cidades da Baixada Santista as paralisações atingem 70% das agências. Os bancários e bancárias continuaram com determinação a greve nesta segunda-feira 12. Vão para o 8º dia de greve (terça) unificados e …

Greve dos Bancários forte exige respeito nas negociações! Leia mais »

Os bancários voltaram à mesa de negociações na sexta-feira (9) com a mesma postura que tiveram nas cinco rodadas realizadas até agora: cobram aumento real e decente para salários, PLR, vales, proteção aos empregos, melhores condições de trabalho. Pela manhã, a Fenaban apresentou uma proposta de 7% de reajuste mais R$ 3,3 mil de abono. …

Greve dos bancários segue forte na próxima semana Leia mais »

Bancários e bancárias estão revoltados com os patrões banqueiros que oferecem reajuste de 6,5%, que representa apenas 68% da inflação (INPC projetado em 9,57%), e um único abono de R$ 3 mil. A greve nacional e por tempo indeterminado começou forte neste primeiro dia (6/9) na região.

Em mais uma tentativa de desmobilizar a categoria para a greve, o Itaú dá provas de que o reajuste salarial proposto pelos banqueiros é ruim para os/as trabalhadores/as. Fingindo se preocupar com os/as empregados/as, o Comitê Executivo do banco espalhou nesta quinta-feira (1/9) um e-mail para tentar iludir a categoria distorcendo alguns fatos. O Itaú …

Itaú tenta iludir bancários e desmobilizar categoria Leia mais »

Decisão da 13ª Vara do Trabalho de Brasília condenou o banco Itaú ao pagamento de R$ 100 mil por danos morais a um bancário demitido doente e afastado pelo INSS. Na sentença, o juiz reconheceu também a ausência de justa causa, convertendo a rescisão para a modalidade de demissão sem justa causa. No julgado, destacou-se …

Bancário demitido receberá R$ 100 mil por danos morais do Itaú Leia mais »

Os bancários da Baixada Santista aprovaram em assembleia, dia 04, na Av. Washington Luiz, 140, em Santos/SP, índice de 5% de aumento mais a inflação projetada de 9,31%, no total de 14,78% de reajuste na Campanha Salarial 2016. Eneida Koury, presidente do Sindicato dos Bancários de Santos e Região, ressaltou que tendo em vista a …

Bancários de todo o país reivindicam 14,78% Leia mais »

O número mais que dobrou em relação ao ano passado, com crescimento de mais de 105%. Do total de desligamentos, 61% foram por demissão sem justa causa O desemprego no setor bancário atinge números alarmantes. Apenas de janeiro a maio de 2016, já foram fechados 5.998 postos de trabalho. Em relação ao mesmo período do …

Bancos fecham quase 6 mil postos de trabalho em cinco meses Leia mais »

Enquanto uma parcela da classe média e da população brasileira segue envenenada pelo ódio e o preconceito contra um governo que apostou na conciliação entre as classes, os bancos e uma minoria de rentistas seguem amealhando fortunas, aproveitando-se das taxas de juros e do modelo econômico excludente. O ódio e o preconceito foram estimulados pela …

Juros, extorsão e golpe! Leia mais »

Aumento é de 15,4% em relação aos resultados do ano anterior. Carteira de crédito do banco chegou a R$ 548,1 bilhões no final do ano. O Itaú Unibanco registrou lucro de R$ 23,35 bilhões em 2015, segundo balanço divulgado nesta terça-feira (2). Em relação ao ano anterior, quando os ganhos somaram R$ 20,24 bilhões, o …

Lucro do Itaú Unibanco atinge R$ 23,35 bilhões em 2015 Leia mais »

Setor dos mais lucrativos da economia continua extinguindo empregos; em dezembro foram 1.639 vagas a menos, segundo Caged O setor bancário brasileiro, um dos mais lucrativos da economia, continua cortando postos de trabalho no país. Em 2015, os bancos extinguiram 9.886 empregos, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. …

Bancos cortaram 9,9 mil postos de trabalho em 2015 Leia mais »

Apesar de passarem longe da crise, como o setor da economia que mais tem lucrado no Brasil, o sistema financeiro continua demitindo. É o que o comprova a Pesquisa de Emprego Bancário (PEB), divulgada na segunda-feira (21). Entre janeiro e novembro de 2015, foram fechados 8.247 postos de emprego bancário em todo o país. O …

Bancos fecham 8.247 postos de trabalho entre janeiro e novembro Leia mais »

Em relação ao terceiro trimestre de 2014, o lucro da instituição cresceu. Índice de inadimplência ficou estável, de acordo com o banco. O Itaú Unibanco, maior banco privado brasileiro, informou nesta terça-feira (3) que teve lucro líquido de R$ 5,945 bilhões no terceiro trimestre, depois de somar R$ 5,984 bilhões nos três meses anteriores. Em …

Itaú Unibanco lucra R$ 5,945 bilhões no 3º trimestre Leia mais »

O segundo dia de greve dos bancários e bancárias começou ainda mais forte, com 277 agências fechadas em todo o Estado. A mobilização mostra a força da categoria, que neste ano bate o recorde de agências fechadas no início do movimento. Também permanecem fechados 10 departamentos da Caixa, os prédios do Bandes, do Banco do Brasil da …

Cresce para 277 o número de agências paralisadas no ES Leia mais »

Neste primeiro dia de greve (6/10), os bancários paralisaram 90% das agências de Santos e Cubatão; 70% em São Vicente, Guarujá e Praia Grande. Em Mongaguá, Itanhaém, Peruíbe e Bertioga foram 50%. Do total de 3.995 da categoria ativa na Baixada Santista, 3.135 cruzaram os braços. A proposta da Fenaban de 5,5% de reajuste (rejeitada …

Bancários paralisam 90% das agências em Santos e Cubatão Leia mais »

INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora Primeiro dia fecha conta com adesão de centros administrativos e agências de diversos bancos Após cinco rodadas de negociação, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) continuou irredutível e ofereceu os vergonhosos 5,5% de reajuste aos bancários sobre os salários, a PLR e demais verbas de caráter salarial, mais abono …

Bancários entram em greve por tempo indeterminado Leia mais »

A Quadra dos Bancários ficou cheia: mais de 1500 trabalhadores rejeitaram por unanimidade a pior proposta dos últimos anos e aprovaram a greve. Os bancários de São Paulo, Osasco e região decidiram ontem (1º) em assembleia entrar em greve a partir da próxima terça-feira contra a proposta indecente da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), de …

Bancários de SP rejeitam proposta indecente e deflagram greve no dia 6 Leia mais »

As tarifas cobradas pelos oito maiores bancos do país nos últimos três anos cresceu até 169%, percentual 8,6 vezes superior à inflação para o mesmo período, mostra a associação de consumidores Proteste. O levantamento comparou as tarifas das cestas informadas nas tabelas das próprias instituições bancárias. O maior aumento foi na cesta Exclusive Fácil (antiga …

Em 3 anos, tarifa bancária subiu quase 9 vezes mais que a inflação Leia mais »

Assembleia dia 1º para deflagrar greve dos bancários, a partir de 6/10. O reajuste de 5,5% é bem abaixo da inflação de 9,88% registrada no período pelo INPC. Embora os banqueiros falem em crise, obtiveram o magnífico lucro de R$ 36,1 bilhões, no 1º semestre deste ano. Esse resultado, alcançado BB, Caixa, Itaú, Bradesco e …

Proposta da Fenaban de 5,5% é rejeitada pelos bancários Leia mais »

“Nós estamos em um ponto em que, se o ajuste fiscal virar ajuste estrutural, nessa linha de tirar direitos sociais básicos, fazer uma reforma Constitucional avassaladora, no sentido de passar o trator em cima da Ordem Social da Constituição, não teremos a menor possibilidade nem de crescimento nem de igualdade social nos próximos quatro anos”, …

Guilherme Delgado | A disputa que impede a emergência de uma terceira via Leia mais »

Leia também: → Agenda do golpe avança na Câmara e PEC 241 é aprovada em 1º turno → Câmara aprova venda de até 100% do pré-sal às multinacionais Com a estratégia de atender seus clientes de forma cada vez mais digital, banco presidido por Roberto Setubal tem planos de fechar 15% de suas atuais quatro mil …

Nova política do Itaú pode levar a 30 mil demissões Leia mais »

Mesmo com lucros exorbitantes, os bancos que atuam no Brasil se negaram a assumir o compromisso com a manutenção dos empregos da categoria. A reivindicação dos bancários foi apresentada na primeira rodada de negociação da Campanha Nacional Unificada 2015, realizada nessa quarta-feira, 19, em São Paulo. Diante da ameaça da terceirização e do crescimento dos …

Fenaban se nega a negociar manutenção do emprego bancário Leia mais »

Todo o trabalho do resto do mês é para ganhar bilhões para os banqueiros. Chegou a hora de exigirmos salários melhores e a nossa parte deste lucro de bilhões produzidos pela categoria! As demissões são frutos da exploração segundo as regras do defeituoso sistema capitalista. Neste sistema o acúmulo de riqueza deve ser atingido a …

Em menos de 6h de trabalho bancários pagam seus salários Leia mais »

Os balanços do primeiro semestre divulgados pelos maiores bancos do país mostram com mais nitidez o que os clientes já estão sentindo no bolso há algum tempo: o preço das tarifas e serviços cobrados por essas instituições tem subido muito além da inflação, ajudando a inflar os ganhos do setor financeiro. Em alguns casos, esses …

Preços de tarifas e serviços de bancos sobem acima da inflação Leia mais »

Levantamento do Procon apontou que cinco dos sete bancos pesquisados aumentaram taxas dessa modalidade de crédito em julho O levantamento mensal da Fundação Procon-SP, realizada no dia 2 de julho, identificou que a taxa média de juros cobrada pelos bancos no cheque especial atingiu 11,49% a.m., o maior patamar desde novembro de 1995 (11,71% a.m.). …

Juros do cheque especial é o maior desde 1995 Leia mais »

Sindicato dos Bancários de Santos e região Apesar dos lucros em alta, os bancos fecharam 2.135 postos de trabalho no país nos primeiros quatro meses do ano, revela pesquisa divulgada pela Contraf em parceria com o Dieese. O estudo, mensal, usa como base os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério …

Com altos lucros, bancos cortam 2.135 postos de trabalho no país Leia mais »

A cobrança de tarifa por devolução de cheque é ilegal e não pode ser justificada a pretexto de “descumprimento contratual”. Por essa razão, a 3ª Vara Federal do Rio de Janeiro condenou o Itaú-Unibanco a restituir em dobro os consumidores pelos valores que foram obrigados a pagar. A tarifa foi cobrada de correntistas do banco …

Itaú terá de pagar R$ 20 milhões por dano moral coletivo Leia mais »

Sindicato dos Bancários de Santos e região O Itaú Unibanco anunciou nesta terça-feira (3) que encerrou 2014 com lucro líquido de R$ 20,242 bilhões, 29% acima do resultado de R$ 15,696 bilhões registrado um ano antes. No quarto trimestre de 2014, o banco teve lucro de R$ 5,52 bilhões, contra R$ 4,646 bilhões no mesmo …

Lucro do Itaú cresce 29% e sobe para R$ 20,242 bilhões em 2014 Leia mais »