Tag Archives: EC 95 / pec 55 / pec 241

Manifesto do Fórum Sindical, Popular e de Juventudes de Luta pelos Direitos e pelas Liberdades Democráticas

Manifesto do Fórum Sindical, Popular e de Juventudes de Luta pelos Direitos e pelas Liberdades Democráticas

Manifesto do Fórum Sindical, Popular e de Juventudes de Luta pelos Direitos e pelas Liberdades Democráticas

Conclamamos as entidades e organizações dos(as) trabalhadores(as) e da juventude do campo e da cidade e dos movimentos populares, a construir o FÓRUM SINDICAL, POPULAR E DE JUVENTUDES, POR DIREITOS E LIBERDADES DEMOCRÁTICAS. Nenhum direito a menos!

DIAP: Bolsonaro vota na Câmara contra os trabalhadores e o povo

Em todas essas votações elencadas pelo DIAP, o presidenciável Jair Bolsonaro foi incoerente com que hoje propõe como candidato ao Palácio do Planalto. Isto é, ele votou contra os interesses do povo e dos trabalhadores na Câmara dos Deputados.

A política econômica da austeridade e a saúde

O livro ‘A Economia Desumana’, publicado no ano de 2013 sobre os impactos das políticas de austeridade nas condições de saúde dos países que enfrentaram algum tipo de crise, concluiu que as “recessões ferem, mas a austeridade mata”. Nele, os autores David Stuckler e Sanjay Basu mensuraram os efeitos dos cortes nos respectivos orçamentos da seguridade social, em específico da área da saúde, dos países.

Senado aprova a PEC 55, que congela investimentos públicos e massacra servidores

Por 53 votos a favor e 16 contra o Senado aprovou, em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição do Teto de Gastos (PEC 55/2016). A PEC da maldade, como ficou conhecida, que congela os investimentos públicos pelos próximos 20 anos, a partir de 2017.

Sindibancários/ES ocupa praça em ato contra a retirada de direitos

Sindibancários/ES ocupa praça em ato contra a retirada de direitos

A manhã desta terça-feira, 12, foi de mobilização e luta contra os projetos de retirada de direitos promovidos pelo governo golpista de Temer. Diretores e diretoras do Sindibancários/ES participaram do ato realizado na Praça Costa Pereira, onde dialogaram com a população sobre os inúmeros ataques aos direitos dos trabalhadores que estão em curso.

Senado abre sessão para concluir o massacre no serviço público e garantir lucro aos rentistas

O Senado iniciou os trabalhos desta terça-feira (13) pontualmente às 10h para permitir a votação de dois projetos que garantem o massacre dos serviços públicos em benefício dos rentistas, ou seja, daqueles que vivem de juros e dividendos de empréstimos públicos. O primeiro item da pauta é 2º turno da PEC do Teto de Gastos (PEC 55/2016) que congela os investimentos públicos por 20 anos para garantir o pagamento de juros da dívida pública aos rentistas. Já o segundo item é o PLS 204/2016 – que permitirá à administração pública vender para o setor privado os direitos sobre créditos tributários e não tributários, de modo a transferir uma receita que deveria ser do governo para o grande capital.

Servidores do Imperial Hospital de Caridade, em SC, protestam contra PEC 55 e a PEC 287

Trabalhadoras e trabalhadores do Imperial Hospital de Caridade, em Florianópolis (SC)  realizam paralisações de uma hora desde sábado de manhã (10/12), em protesto contra o não pagamento do 13º salário, a PEC 55 (do teto dos gastos públicos) que deve ser votada pelo Senado nesta terça-feira (13/12) e a PEC 287 (Reforma da Previdência). A

Valdir Medeiros | Governo Temer: uma escalada de retrocessos!

Prestes a completar seis meses de governo, o atual governo Temer (PMDB), vem promovendo uma verdadeira escalada de retrocessos contra os trabalhadores deste país. Pela terceira vez, o PMDB, aquele que têm no seu DNA, as práticas oportunistas e fisiologistas, consegue emplacar mais um Presidente sem nunca ter disputado o cargo de chefe da nação brasileira. Na primeira vez, o José Sarney (PMDB), assumiu com a morte de Tancredo Neves.

Resolução: Unidade ampla em defesa dos direitos. Fora Temer!

A classe trabalhadora e a juventude estão indignadas. O acordão entre Temer, a maioria do Congresso e o STF – todos sem nenhuma legitimidade para mudar a Constituição – querem, a toque de caixa, destruir os direitos sociais, os serviços públicos e o patrimônio nacional para destinar ainda mais dinheiro para os banqueiros, rentistas e outros bilionários.

Dia 13: em defesa da previdência, educação, saúde, moradia e dos serviços públicos

Em meio à profunda crise institucional instalada pelo golpe, trabalhadores/as, estudantes e o conjunto dos setores populares e democráticos devem sair às ruas e aumentar a pressão sobre o senado para que não vote a PEC que destrói o serviço público.

STF prepara manobra para manter Renan na presidência do Senado e votar a agenda do golpe

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e amiga pessoal de Michel Temer, ministra Cármen Lúcia, já avisou que pode votar às pressas, nesta quarta-feira (7), o julgamento da liminar que permitirá ou não a permanência de Renan Calheiros (PMDB-AL) na Presidência do Senado. A decisão de afastar Renan temporariamente do cargo veio do ministro

Boletim de conjuntura econômica 6: 15 medidas alternativas à PEC 55

Para tudo na vida se dá um jeito, exceto na morte. Infelizmente a maioria dos economistas faltou a essa lição elementar da vida. Nunca há somente uma opção. Numa economia capitalista as alternativas políticas derivam de interesses. Logo, tudo depende de quais interesses serão atendidos pela opção construída. Isto é, num momento de acirramento das contradições qual classe ou fração de classe será beneficiada ou atacada pela nova política econômica?

Senado aprova PEC 55 em 1º turno: pressão social segue forte

Em meio a forte mobilização social, manifestações contrárias do lado de fora do Congresso e forte repressão policial, o plenário do Senado aprovou na noite de terça-feira (29), após 7 horas de discussões, a Proposta de Emenda à Constituição 55 (PEC 55) que congela os investimentos públicos em saúde e educação pelos próximos 20 anos. Foram 61 votos a favor do massacre sobre o povo brasileiro e apenas 14 contrários.

votação da reforma trabalhista

Movimentos sociais trabalham pelo adiamento da votação da PEC 55 hoje no Senado

Em meio à crise institucional que ameaça o mandato do presidente Michel Temer e nada menos que 150 congressistas – supostamente citados na delação premiada dos diretores da empreiteira Odebrecht – será este o momento de votar a PEC 55, que congela os investimentos públicos e sociais por 20 anos para o pagamento de juros da dívida pública? Estes senhores, representantes do grande capital financeiro e implicados em denúncias de corrupção por tais empresas privadas, têm moral para julgar o futuro da nossa Nação? Este é o questionamento que movimentos sociais, servidores, estudantes, aposentados e pensionistas fazem nesta terça-feira (29) de lutas contra a votação da PEC 55, em Brasília.

Ato contra a PEC 55 e pelo Fora Temer reúne 40 mil pessoas na Av.Paulista

O domingo (27) foi um marcado pela concentração de trabalhadores e trabalhadores, estudantes, aposentados e pensionistas na Av.Paulista – símbolo do poderio do poder econômico do país -, realizada na capital paulista. Um contingente de 40 mil pessoas protestou contra as reformas que o governo Temer pretende impor, entre elas, a PEC 55 (que está

Boletim de conjuntura econômica 5: As ilusões da PEC 55

Não é mágica, mas ilusionismo. A exposição de motivos formulada por Henrique Meirelles, atual ministro da fazenda aposentado aos 57 anos pelo Banco de Boston, é mais uma peça de ilusão elaborada por economistas.

Participe da assembleia geral dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza

O Sindifort convoca todos os servidores e servidoras públicas do município de Fortaleza a participarem, na terça-feira, 29 de novembro, a partir das 8h30, da Assembleia Geral Unificada, que vai debater e aprovar os pontos de pauta da Campanha Salarial 2017.

Gustavo Miranda | A crise do estado do Rio de Janeiro e a posição do SEPE

De forma breve procurarei sistematizar alguns apontamentos feitos na minha intervenção na última reunião da direção. Primeiramente Fora temer! Insignia que hoje é uma unanimidade, mas que remonta um amplo movimento de resistência contra o golpe, que não era unanimidade. No SEPE, pelo menos na direção, havia uma maioria consolidada que ou afirmava que não era golpe (mantém essa posição até hoje) ou estava em cima do muro ou achava que a temática do golpe não era o centro do debate. Três posições equivocadas! A base pensava diferente. A Rede Municipal chegou a votar que o processo de impeachment era golpe.

Agenda de massacres do Senado para este fim de ano

Confira em detalhes a agenda de massacre sobre os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil para os próximos dias: Limite de gastos com saúde, educação, previdência e segurança pública; reforma política para sufocar a esquerda; fim do abuso de autoridades; regulamentação da terceirização; liberação geral da repatriação de recursos que estão no exterior para parentes de políticos; mudanças no cálculo e arrolamento da dívida pública; flexibilização da…

Políticas de ajuste e gênero: O impacto da PEC 55 na vida das mulheres trabalhadoras

A PEC 55 (nome dado à PEC 241 no Senado), se aprovada, impedirá que áreas como saúde, educação e assistência social tenham novos investimentos nos próximos 20 anos. Dentre os argumentos favoráveis à PEC está a retomada do crescimento econômico brasileiro. Argumento frágil diante da quantidade de problemas que teremos como resultado desta medida em curso pelo governo ilegítimo de Temer.

Pará: Trabalhadores e estudantes na luta e nas ruas contra a pec 55 e a reforma do ensino médio

Mais de 5 mil pessoas, entre trabalhadores e estudantes, marcharam pelas ruas de Belém contra as medidas do governo ilegítimo de Michel Temer. Com palavras de ordem de Fora Temer, Não à PEC 55 e à Reforma do Ensino Médio seguiram até o TJE para mostrar a sociedade que não aceitam a situação que o

RS: 11 de novembro é marcado por manifestações e truculência da PM

Na manhã desta sexta-feira (11) a ASSUFRGS participou de uma série de manifestações contra a PEC 55, em diferente pontos de Porto Alegre. Ocorreram trancaços nas principais avenidas da cidade, como Ipiranga e Osvaldo Aranha além de avenidas nas imediações do Campus do Vale e Campus Centro da UFRGS.  A Brigada Militar usou de truculência

Fortaleza: Sindifort vai às ruas com 20 mil pessoas contra o Governo Temer

Nesta sexta-feira, 11 de novembro, o Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos Municipais de Fortaleza (Sindifort), a Intersindical – Central da Classe Trabalhadora e a Frente de Mobilização Nacional Povo Sem Medo promoveram o “Grande ato contra a PEC 241, PL 257 e Reforma da Previdência: Fora, Temer!”. A atividade fez parte do Dia Nacional

No dia Nacional de Greves, atraso de jornada por 4 horas na Rhodia

Atraso de jornada por 4 horas na Rhodia! Mais de 40 empresas aplicam reajuste total em novembro No dia Nacional de Paralisações (11/11), trabalhadores químicos Unificados atrasaram em quatro horas a produção das empresas do condomínio Rhodia (Basf, Bayer, Air Liquide, Merial, Solvay e Tereftalicos) em protesto ao não retorno às nossas reivindicações de campanha

Frente Povo Sem Medo realiza série de paralisações por todo o Brasil

Nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (11), diversas mobilizações de trabalhadoras e trabalhadores ganham força em todo o País. Trabalhadores da Frente Povo Sem Medo pararam e ocuparam fábricas, empresas e rodovias para chamar atenção contra a retirada de direitos que o governo Michel Temer tenta impor. Em São Paulo, as principais vias de

Dia Nacional de Greves começa forte em todo o País

Desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira (11), diversas mobilizações de trabalhadores e trabalhadoras ganham força em todo o País. Sindicatos ligados à Intersindical Central da Classe Trabalhadora param fábricas e empresas, ocupam praças e chamam a população para o debate contra a retirada de direitos que o governo Temer tenta promover.

Bancários paralisam agências em Santos contra reformas do governo

A Intersindical – Central da Classe Trabalhadora e o Sindicato dos Bancários de Santos e Região (filiado à Central) realizam paralisações, nesta sexta-feira (11/11), das 21 agências bancárias no centro de Santos, das 10h às 12h, conforme “Calendário Nacional de Luta das Centrais Sindicais contra a PEC 55 (ex-241), Reformas Trabalhista e da Previdência”. “O

Estudo técnico realizado por especialistas no Senado conclui que PEC 55 é inconstitucional

Um estudo inédito elaborado por técnicos do Senado Federal sobre a constitucionalidade da PEC 55 (antiga PEC 241 que congela os investimentos públicos do governo federal pelos próximos 20 anos) foi propositadamente ignorado pela Agência Senado porque sua conclusão colide frontalmente com a agenda do golpe e a tentativa de retirar os direitos sociais garantidos pela Constituição de 1988.

11/11 é Dia Nacional de Greves

Saiba mais: → 11/11 – Dia Nacional de Greves começa forte em todo o País Cruzar os braços, paralisar a produção e a circulação pra defender direitos sociais, o serviço público e a soberania nacional. O movimento sindical comprometido com a classe trabalhadora prepara para o próximo 11 de novembro o Dia Nacional de Greves.

Ocupa UFRGS! Estudantes ocupam várias unidades da universidade

Na noite desta segunda-feira, dia 31 de outubro, chegou a sete o número de unidades acadêmicas ocupadas por estudantes da UFRGS em protesto contra a PEC-241 (agora no Senado como PEC-55), o projeto Escola Sem Partido e a reforma do Ensino Médio. Foram ocupados nesta segunda-feira os prédios do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH),

Associação de Juízes divulga nota de apoio às ocupações de estudantes

As ocupações, na forma que sucedem em escolas e universidades, consistem em exercício de liberdade de expressão. Assim se posicionou a Associação Juízes para a Democracia (AJD), em nota publicada nesta segunda, 31, sobre a onda nacional de ocupação em colégios por estudantes secundaristas contra as reformas na educação por medida provisória e os cortes

Juiz autoriza tortura para desocupação de colégio no Distrito Federal

O Juiz Alex Costa de Oliveira, da Vara da Infância e da Juventude do Distrito Federal determinou no último domingo, 30, que a polícia militar promova a desocupação  do Centro de Ensino Asa Branca de Taguatinga, com métodos torturantes frente aos estudantes. Na decisão, o juiz autorizou que a polícia: a) suspenda o fornecimento de

Relator da PEC dos Gastos (PEC 241 / 55) no Senado apresenta parecer

Saiba mais: → Câmara aprova PEC 241 em 2º turno, mas a luta continua no Senado → Entrevista com Amauri Soares: PLP 257 e PEC 241 exterminam de vez com os direitos dos brasileiros → Vitor Hugo Tonin: PEC 241 não é para limitar os gastos públicos e sim para garantir os juros aos rentistas O senador Eunício

Contra a PEC 241, PL 257 e Reforma da Previdência, dia 11/11, às 8h, na Praça da Bandeira (Fortaleza – CE)

A aprovação da PEC 241, vai ampliar as desigualdades sociais no Brasil, os gastos com serviços essenciais irão diminuir, enquanto a população aumentará nos próximos 20 anos. A PEC DA MORTE, faz parte de um pacote de retrocessos orquestrados em projetos de lei, emendas constitucionais e medidas provisórias que, além de retirar direitos dos trabalhadores,

STF pauta julgamento da terceirização plena para 9/11

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, pautou para o próximo 9 de novembro o julgamento do Recurso Extraordinário 958.252, que discute a constitucionalidade da Súmula 331 do Tribunal Superior do Trabalho (TST). O relator do recurso é o min. Luiz Fux. A postura deixa especialistas em Direito Trabalhista apreensivos, uma vez que

Frente Estadual de Resistência aos Ataques à Educação será lançada em SP

Uma aula pública lançará a Frente Estadual de Resistência aos Ataques à Educação Pública no estado de São Paulo no dia 4/11 às 19h no Instituto Federal de São Paulo. Participarão diversas entidades, entre elas a Intersindical Central da Classe Trabalhadora.

PEC 241 já está no Senado. Agora é PEC 55/16

Aprovada na terça-feira (25), em segundo turno, no plenário da Câmara dos Deputados. A PEC 241/16, que limita os gastos do governo por 20 anos, já está no Senado Federal. Na Casa, é a PEC 55/16 e vai iniciar a discussão na Comissão de Constituição e Justiça, onde o relator será o senador Eunício Oliveira (CE), líder do PMDB.

Antônio Augusto Queiroz | Direitos ameaçados nos três poderes da República

A investida dos três Poderes sobre os direitos sociais dos trabalhadores é devastadora e até parece orquestrada, como se houvesse uma distribuição de tarefas entre eles. O Poder Executivo cuida do ajuste fiscal, voltado ao corte de direitos; o Legislativo, dos marcos regulatórios, destinados a retirar o Estado da prestação de serviços e da exploração da atividade econômica; e o Judiciário, notadamente o Supremo Tribunal Federal (STF), da desregulamentação ou flexibilização dos direitos trabalhistas.

Câmara aprova PEC 241 em 2º turno, mas a luta continua no Senado

A PEC 241/16 – que congela os gastos federais para os próximos 20 anos, corrigindo-os pela inflação (IPCA), sufocando o serviço público, a saúde, educação e previdência para garantir o pagamento dos juros da dívida pública aos credores – foi aprovada em 2º turno por 359 votos a 116 na madrugada desta quarta-feira (26).

PEC 241 é aprovada, mas trabalhadores vão às ruas para manifestar sua insatisfação

A votação em 2º turno da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241 ocorreu debaixo de muito barulho em São Paulo e em diversas partes do Brasil. Milhares de pessoas ocuparam a Avenida Paulista na noite desta terça-feira, 26, para manifestar que a tramitação da PEC 241 não será pacifica.

Comunidade acadêmica toma as ruas de Porto Alegre (RS) contra a PEC 241

Na tarde desta segunda-feira, 24 de outubro, técnico-administrativos, estudantes e docentes da UFRGS, UFCSPA e IFRS realizaram um grande ato contra a PEC 241 e em defesa da educação pública. Também estiveram presentes representantes de diversos sindicatos de servidores e movimentos estudantis, que tomaram as ruas de Porto Alegre. A ação acontece no início de

Primavera secundarista floresce nas ruas de Vitória

Estudantes de pelo menos 18 campi dos Institutos Federais do Espírito Santo e de 10 escolas da Rede Estadual na Grande Vitória estiveram presentes, em ato público que teve início na Pracinha de Jucutuquara, por volta das 14 horas, e saiu em Marcha em direção ao Palácio Anchieta, no Centro de Vitória. A atividade fez

Trabalhadores da saúde em Santa Catarina cruzam os braços contra a PEC 241

Diversas categorias de trabalhadores catarinenses decidiram parar no dia 11 de novembro contra a retirada de direitos promovida pelo governo Temer Os trabalhadores do serviço público de saúde em Santa Catarina decidiram paralisar as atividades na última segunda-feira (24), em todo o estado. O ato , segundo o  SindSaúde/SC, sindicato que reúne a categoria, ocorreu em

Resolução: Construir a unidade e organização para a greve geral

O governo ilegítimo de Michel Temer, instalado por meio de um golpe de Estado, e sua maioria no Congresso Nacional, aprofundam os ataques aos direitos sociais, à democracia e à soberania nacional. A ofensiva brutal da agenda golpista visa transferir ao grande capital rentista os recursos públicos, mais renda do trabalho e os recursos naturais, a partir do aprofundamento da exploração sobre a classe trabalhadora, do desmonte do serviço público, a drástica redução do papel social do Estado e a entrega das riquezas do país, como o pré-sal para as multinacionais.

O espírito deste governo é a destruição total do Estado brasileiro, afirma professor de economia da Unicamp

A reunião da Direção Nacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, realizada no sábado (22), em São Paulo, foi aberta com uma análise sobre os desafios e rumos da esquerda para os próximos dias. Segundo as projeções do economista Guilherme Santos Mello, professor do Instituto de Economia da Unicamp e pesquisador do Centro de Estudos

Entidades do Espírito Santo vão às ruas nesta segunda (24) contra Ajuste Fiscal

Criada para combater o ajuste fiscal que ameaça o povo brasileiro, a Frente Estadual em Defesa da Previdência Social, dos Direitos Trabalhistas e do Serviço Público realiza na próxima segunda-feira (24) o ato público Rumo à Greve Geral – Contra a PEC 241 e a Retirada de Direitos. A concentração para a manifestação começa às

Estudantes ocupam universidades públicas contra a PEC 241

O massacre que a PEC 241 irá promover no ensino público está levando estudantes de todo o país a se mobilizarem contra a aprovação da medida em 2º turno, prevista para ocorrer na próxima terça (25) ou quarta-feira (26) no plenário da Câmara dos Deputados. Cerca de 19 universidades, 770 escolas e institutos federais estão ocupadas.

ATENÇÃO: Manifestação contra a PEC 241 em SP alterada para 25/10

O governo ilegítimo de Michel Temer, está a todo custo querendo promover o maior ataque já visto, querem mexer na constituição e aprovar um congelamento nos “gastos”. Na prática este “teto” irá atingir diretamente os investimentos na saúde e na educação entre outras coisas necessárias, especialmente para o povo mais pobre! Na próxima segunda feira, dia 25/10, o congresso fará a votação do segundo turno, para assim o projeto ir para o Senado!

Trabalhadores da saúde de Santa Catarina paralisam atividades na segunda-feira (24) contra a PEC 241

O chamado está sendo feito para essa data, por conta da votação na Câmara dos Deputados, em segundo turno, da PEC 241. Além disso, está marcada uma reunião convocada pelas Centrais Sindicais para às 13h, na FECESC, centro de Florianópolis, com o objetivo de construir uma greve geral.

Laura Carvalho | Desmontando a PEC 241 em 10 etapas

1. A PEC 241 serve para estabilizar a dívida pública? 2. A PEC é necessária no combate à inflação? 3. A PEC garante a retomada da confiança e do crescimento? 4. A PEC garante maior eficiência na gestão do dinheiro público? 5. A PEC preserva gastos com saúde e educação? 6. Essa regra obteve sucesso em outros países? 7. Essa regra aumenta a transparência? 8. A regra protege os mais pobres? 9. A PEC retira o orçamento da mão de políticos corruptos? 10. É a única alternativa?

Hoje: todos e todas contra a PEC 241!

O governo ilegítimo de Michel Temer, está a todo custo querendo promover o maior ataque já visto. Na prática este “teto” irá atingir diretamente os investimentos na saúde e na educação entre outras coisas necessárias, especialmente para o povo mais pobre! Na próxima segunda feira, dia 25/10, o congresso fará a votação do segundo turno, para assim o projeto ir para o Senado!

Seminário “Avançar na Luta, Barrar o Desmonte do Serviço Público: Fora, Temer” reúne milhares de pessoas em Fortaleza

Na manhã desta sexta feira, dia 14 de outubro, mais de 2.000 trabalhadores lotaram a Praça da Bandeira para debater os impactos da aprovação na Câmara Federal da Proposta de Emenda Constitucional 241, do Projeto de Lei 257 e ainda projetos de reforma da previdência que aguardam votação para os próximos meses. Para esclarecer como

Câmara pode retomar votação de entrega do pré-sal

A votação mais polêmica da agenda do golpe contra o povo brasileiro na Câmara dos Deputados está prevista para acontecer na manhã desta terça-feira (18). Faltam votar os destaques que alteram o texto original do projeto (PL 4567/16), um lobby das grandes petrolíferas internacionais para ficar com a tecnologia de exploração e comercialização do pré-sal da Petrobras.

Contra a PEC 241 e a Reforma do Ensino Médio

Michel Temer promoveu um jantar para os deputados na noite do domingo para vender nossos direitos na bandeia junto com champanhe! Os deputados aprovaram na calada da noite a #PECdoFimdoMundo (PEC 241), que pretende congelar os investimentos na saúde e na educação por 20 ano! Este golpista esta loteando nossos direitos um a um. Anunciou MP que

Agenda do golpe avança na Câmara e PEC 241 é aprovada em 1º turno

A Constituição de 1988, conhecida como constituição cidadã, por prever uma série de proteções sociais ao povo, sofreu um duro revés na madrugada de terça-feira (11). A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/2016, que congela os gastos federais para os próximos 20 anos, foi aprovada, por 366 votos a favor, 111 contra e duas abstenções.

FMI - Christine Lagarde - PEC 241

FMI faz recomendação expressa em favor da PEC 241

Saiba mais: → Câmara aprova PEC 241 em 2º turno, mas a luta continua no Senado → Entrevista com Amauri Soares: PLP 257 e PEC 241 exterminam de vez com os direitos dos brasileiros → Vitor Hugo Tonin: PEC 241 não é para limitar os gastos públicos e sim para garantir os juros aos rentistas A diretora do Fundo Monetário

Temer oferece o povo brasileiro de bandeja para agradar ao grande capital

Saiba mais: → Agenda do golpe avança na Câmara e PEC 241 é aprovada em 1º turno → Entrevista com Amauri Soares: PLP 257 e PEC 241 exterminam de vez com os direitos dos brasileiros → Vitor Hugo Tonin: PEC 241 não é para limitar os gastos públicos e sim para garantir os juros aos rentistas O presidente Michel

Procuradoria Geral da República diz em parecer que PEC 241 é inconstitucional

Nota elaborada pela Secretaria de Relações Institucionais da Procuradoria Geral da República afirma que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, enviada pelo presidente Michel Temer ao Congresso Nacional e que limita o aumento dos gastos públicos, é inconstitucional porque “ofende” a independência e a autonomia dos poderes Legislativo e Judiciário e do Ministério Público.

PEC 241: destruição dos direitos sociais vai a votação na segunda (10)

Saiba mais: → PEC 241: Temer oferece o povo brasileiro de bandeja para agradar ao grande capital → Entrevista com Amauri Soares: PLP 257 e PEC 241 exterminam de vez com os direitos dos brasileiros → Vitor Hugo Tonin: PEC 241 não é para limitar os gastos públicos e sim para garantir os juros aos rentistas Nessa quarta-feira (05) comemoramos

Pará: Sintepp responde juridicamente a orientação da SEDUC de cortar o ponto em atividades sindicais

A Assessoria Jurídica do Sindicato das (os) Trabalhadoras (es) em Educação Pública do Pará (Asjur/SINTEPP) encaminhou para a Secretaria de Educação do Pará (SEDUC), endereçada à direção da URE 09, esta semana o parecer referente à orientação da SEDUC de cortar o ponto de trabalhadores da educação que participarem de atividades sindicais. A Assessoria Jurídica

Estudantes secundaristas ocupam ruas e escolas em Curitiba (PR)

A reforma autoritária do ensino médio, deflagrada por meio da MP 746/16, está mobilizando centenas de estudantes secundaristas no Paraná em atos de protesto. Dezenas de escolas em estão com as aulas suspensas por causa de ocupações de estudantes. O movimento promete se espalhar por outras capitais Os manifestantes protestam com faixas e cartazes e não

5 de outubro: Ato no Congresso para protestar contra PEC 241 que extingue o serviço público

Lideranças dos partidos de posição ao governo ilegítimo de Michel Temer realizam nesta quarta-feira (5) um grande ato público, na Câmara dos Deputados, contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, conhecida como a “PEC da Maldade”, porque congela por 20 anos os gastos públicos da União, estados e municípios, inclusive em áreas essenciais

Boletim de conjuntura econômica 4 – O lado mítico do ajuste fiscal

A afirmação de que a única saída para a crise econômica é o governo fazer ajuste fiscal é tão repetida pela televisão e pelos jornais que para muitos trabalhadores e trabalhadoras do Brasil se coloca como verdade. Por isso não é exagero relembrar a frase acima que na Alemanha nazista foi dita pelo ministro de propaganda de Adolf Hitler: Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade.

Trabalhadores cruzam os braços. Greve. Paralisação

Hoje é o dia Nacional de Luta e Paralisações em Defesa dos Direitos dos metalúrgicos

Metalúrgicos de diversas capitais brasileiras fazem manifestações contra as propostas de reformas sugeridas pelo governo federal e em defesa de direitos. O ato unitário reúne federações, confederações e centrais sindicais em uma ação preparatória para uma greve geral. A categoria enfrenta o desemprego e terceirização enquanto no Congresso Nacional tramitam leis para enfraquecer ainda mais

Sindifort realiza seminário: Avançar na luta, barrar o desmonte do serviço público: Fora Temer!

Na sexta-feira, 14 de outubro, o Sindifort e a Frente de Mobilização Nacional Povo Sem Medo, promovem o Seminário “Avançar na Luta, Barrar o Desmonte do Serviço Público: Fora, Temer”, que discutirá a mobilização contra os ataques do governo Temer aos direitos dos trabalhadores e da população. São dezenas de projetos, propostas, emendas e medidas

PEC 241 não é para limitar os gastos públicos e sim para garantir os juros aos rentistas

Vitor Hugo Tonin, economista e membro da Direção Executiva da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, alerta para as verdadeiras intenções escamoteadas por trás da PEC 241, que o governo ostenta como um mal necessário diante da atual recessão econômica, mas que compromete o futuro do país pelos próximos 20 anos, e aponta soluções que poderiam ser adotadas, sem prejuízo para a classe trabalhadora.

MP do ensino médio é uma farsa, todos de olho na PEC 241!

A Medida Provisória 746/16 é uma medida autoritária que não resolve os problemas no ensino médio, afirma Neiva Lazzarotto, integrante do Cpers Sindicato e diretora da Intersindical Central da Classe Trabalhadora. Segundo ela, “o que o governo anuncia é uma farsa, pois diz que vai fazer ampliação progressiva do ensino integral ao mesmo tempo em que quer aprovar a PEC 241, de congelamento dos investimentos públicos por 20 anos”.

Quinta-feira foi de manifestações em todo o país e ensaio para a greve geral

Em todo o país, movimentos sociais e centrais sindicais se uniram contra a retirada de direitos do governo Michel Temer em passeatas, paralisações de fábricas, campanhas de conscientização e atos de protesto. A Intersindical Central da Classe Trabalhadora reuniu seus militantes em diversas capitais do país. Edson Carneiro Índio, secretário-geral da Intersindical, lembra que “a

Paralisação pelo piso, carreira e em defesa da democracia no Pará

A paralisação nacional organizada pelas entidades sindicais e estudantis reuniu centenas de pessoas na manhã desta quinta-feira (22) para ato público com concentração no Mercado de São Brás. Com faixas e cartazes de protestos contra as políticas reducionistas dos direitos da classe trabalhadora os manifestantes seguiram em caminhada pela Avenida Nazaré até a Praça da

Dia Nacional de Paralisação: SINAI-RN e entidades saem às ruas de Natal para protestar contra os cortes de direitos dos trabalhadores

Nesta quinta-feira (22) o SINAI-RN se juntou a sindicatos, centrais sindicais, entre elas a Intersindical, e movimentos sociais e estudantis para marchar pelo Dia Nacional de Paralisação.  Em Natal foi realizada uma aula pública em frente ao IFRN Central. Na ocasião, os alunos do Instituto, juntamente com os trabalhadores de diversos segmentos, debateram acerca dos

Trabalhadores denunciam ataques a direitos em ato no centro de Vitória (ES)

Trabalhadores de diversas categorias se uniram na tarde desta quinta-feira, 22, para denunciar os ataques do governo Temer aos direitos trabalhistas, à Previdência Social e aos serviços públicos. Eles se concentraram na Praça Pio XII, no Centro de Vitória, e marcharam pelas ruas do Centro dialogando com a população sobre a necessidade de construir uma

Universidade de São Carlos tem paralisação unitária em seus quatro campi

Em São Carlos, a paralisação no Dia Nacional de Paralisações, Rumo à greve Geral segue unitária entre os docentes e técnicos administrativos da Universidade Federal de São Carlos. Pela manhã foi realizado um debate sobre Auditoria Cidadã da Dívida. A paralisação atingiu os quatro campus da universidade (Araras, São Carlos, Sorocaba e Buri) e pela tarde

Em Porto Alegre, PM tenta reprimir trabalhadores no Dia Nacional de Paralisações

Logo na madrugada, em Porto Alegre (RS), trabalhadores e trabalhadoras fizeram um piquete numa garagem da Companhia Carris de transporte público.  A Polícia Militar tentou reprimir a manifestação em ato no Dia Nacional de Paralisações, Rumo à greve Geral, mas os trabalhadores se reagruparam e continuaram em ato contra os ataques do Governo Federal e dos Governo Estadual

Químicos engrossam paralisação do dia 22 e reivindicam 14% de reajuste com aumento real

Químicos engrossam paralisação do dia 22 e reivindicam 14% de reajuste com aumento real

A pauta de reivindicações do setor Químico se soma a de outras tantas categorias pelo país nesta quinta-feira (22) contra a  retirada de direitos, contra o desmonte do serviço público, contra a reforma da Previdência, a suspensão de aposentadorias por invalidez, contra a reforma trabalhista, terceirização e jornada de trabalho de 12 horas, entre tantos ataques que o governo Michel Temer vem promovendo contra os trabalhadores e trabalhadoras brasileiros. Especificamente, os químicos aproveitam a data para reivindicar também 14% de reajuste (o que equivale a 5% de aumento real), R$ 2.000 como piso salarial e Participação nos Lucros e Resultados (PLR) equivalente ao valor de 2 pisos salariais reajustados.

Dia Nacional de Paralisação começa com manifestações de trabalhadores em diversas partes do país e repressão da PM

O Dia Nacional de Paralisação, Rumo a Greve Geral, Nenhum Direito a Menos já começou om a violência do Estado contra os trabalhadores que lutam contra a retirada de seus direitos, contra as Reformas Trabalhista e da Previdência do Governo Golpista de Michel Temer.

Trabalhadores cruzam os braços. Greve. Paralisação

Dia 22: cruzar os braços na defesa dos direitos e construir a greve geral

As mobilizações do dia 22/09 serão um importante passo na construção da greve geral e da resistência contra a agenda de retrocessos que o governo Temer quer impor. A Intersindical Central da Classe Trabalhadora, em conjunto com diversas outras centrais, entidades e movimentos sociais participa dessa construção unitária com a perspectiva de derrotar o desmonte do serviço público e dos direitos sociais que Temer prometeu ao grande capital e à direita em troca do apoio ao golpe que o levou, ilegitimamente, à presidência do país.

Greve Geral para barrar o desmonte do serviço público e a retirada de direitos

Alçado ao comando do país por meio de um golpe, perpetrado pelo grande capital e suas conexões na mídia, em setores do judiciário, no congresso e nos centros do império, Temer se esforça para mostrar aos donos do dinheiro e do poder de que é capaz de entregar tudo o que prometeu para se viabilizar como “presidente da república”. Por isso, o Fora Temer é uma necessidade que a cada dia vai sendo sentida por amplas camadas da sociedade

Brasília: Servidores marcham contra o desmonte do serviço público

Servidores públicos, centrais sindicais e movimentos populares, como o MTST, realizaram forte manifestação em Brasília no dia 13. A marcha fez parte do esforço unitário das diversas organizações dos trabalhadores do setor público na luta para barrar a PEC 241, o PLP 257 e os diversos projetos que atentam contra a classe trabalhadora e os interesses do povo brasileiro.

Votação de entrega do pré-sal ficará para depois do 1° turno das eleições municipais

Após forte mobilização de movimentos sociais, sindicatos, e principalmente petroleiros, líderes da base governista e da oposição na Câmara dos Deputados chegaram a um acordo para não votar a retirada da obrigatoriedade da Petrobras como operadora única do regime de partilha de produção em áreas do pré-sal na última terça-feira (13). Ficou acertado que o Projeto de Lei 4567/16, será apreciado somente depois do 1° turno das eleições municipais. Havia risco de votação ainda ontem.

Antônio Augusto Queiroz | A PEC 241 e o papel do Estado brasileiro

O governo interino de Michel Temer encaminhou ao Congresso uma Proposta de Emenda à Constituição – PEC 241/16, que, se aprovada, terá o condão de alterar o papel do Estado brasileiro. Ela determina que a expansão do gasto público não-financeiro nos próximos 20 anos não poderá ser superior à inflação. Pouco se falou da gravidade

Farsa e golpe: a canalhice a serviço dos bilionários!

Leia também: → Golpe consolidado. Hora de vencer a perplexidade e reunir forças para o combate de resistência! A maioria do Senado Federal acaba de chancelar a farsa e o golpe. A canalhice imperou. O ultraje à democracia e à Constituição Federal se constitui em declaração de guerra ao povo brasileiro. A Intersindical não apoiou a

Após greve, educadores do RJ continuam luta contra o PLP 257 e PEC 241

No dia 26 de julho, passados quase cinco meses, encerrou a greve da educação no Rio de Janeiro. Greve que já é considerada a maior da Rede Estadual desde a fundação do sindicato nos anos 1970.  A magnitude da greve não deve ser medida somente pela sua extensão. A greve de 2016 foi marcada por uma

Congresso aprova o texto-base da LDO de 2017 e embute o mal da PEC 241

O congelamento do teto para os gastos públicos para priorizar o pagamento dos juros da dívida pública, previsto na venenosa PEC 241/16, passa a valer também para a elaboração orçamentária de 2017. Na madrugada desta quarta-feira (24), o Congresso Nacional aprovou  o texto-base da Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) de 2017, que prevê déficit primário,

Amauri Soares, PM da reserva: "Segurança pública é só pretexto"

Desastre anunciado: PLP 257 e PEC 241 exterminam de vez com os direitos dos brasileiros

Na entrevista a seguir, Amauri Soares, integrante da Direção Nacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora e Policial Militar da Reserva, sustenta que haverá uma regressão de direitos de quase 200 anos, explica as consequências que o PLP 257/16 terá para a sociedade brasileira e expõe a tática usada pelo governo Temer com a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241/16…

Câmara dos Deputados

Semana crucial de luta na Câmara em defesa dos serviços e empresas públicas

Leia também: → Entrevista com Amauri Soares: PLP 257 e PEC 241 exterminam de vez com os direitos dos brasileiros → PLP 257/16: saiba o que foi votado e os próximos passos da matéria → 22 a 26/08 em SP: IV Congresso Internacional de Ciências do Trabalho, Meio Ambiente, Direito e Saúde – acidentes, adoecimentos e sofrimentos do mundo do

Comissão que analisa PEC 241 define roteiro de trabalho nesta tarde

A comissão especial que vai analisar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 241/16) que limita os gastos públicos federais por 20 anos, corrigidos até o limite dado pela inflação do ano anterior, realiza nesta segunda-feira (22) sua primeira reunião para definir o plano de trabalho. O relator do texto, deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS), afirmou

José Serra, no Senado. Dívida Pública

Senado Federal poderá votar um esquema de geração de Dívida Pública

Hoje no Senado Federal poderá ser votado um esquema de geração de Dívida Pública. A todas as entidades e voluntários(as) apoiadores da Auditoria Cidadã da Dívida, Está na pauta de hoje, no plenário do Senado Federal, o PLS 204/2016 (de autoria do então Senador José Serra) que visa “legalizar” o esquema de geração de Dívida Pública por

Ato unificado contra cortes de direitos

Fomos às ruas junto a diversas categorias de trabalhadores e trabalhadoras de todo o Estado, para dar o primeiro passo na construção de uma GREVE GERAL! Quando nossa categoria entrou em ESTADO DE GREVE em abril, já prevíamos um cenário de ataques ao serviço público e retirada de direitos. Mas os acontecimentos dos últimos meses

Contra a retirada de direitos, trabalhadores ocupam a Avenida Paulista

Leia também: → Semana crucial de luta na Câmara em defesa dos serviços e empresas públicas → Resolução da Direção Nacional da Intersindical reunida nos dias 6 e 7 de agosto Contra a retirada de direitos dos trabalhadores e ataques do governo golpista de Michel Temer (PMDB-SP), trabalhadores da Intersindical – Central da Classe Trabalhadora e

Audiência Pública em SP contra a retirada de direitos é marcada por presença massiva e forte comoção

O auditório Domingos Galante, do Sindicato dos Químicos, no bairro da Liberdade, em São Paulo, foi tomado na última quinta-feira (11) por trabalhadores e trabalhadoras, representantes sindicais e de movimentos sociais, auditores do trabalho, procuradores e juízes, assustados com a artilharia pesada dos inúmeros projetos de lei que tentam dizimar os direitos sociais dos brasileiros

Top